De volta ao RN, Fátima avalia viagem à Europa e à China: “Dever cumprido”

Após 18 dias entre a Europa e a China para prospectar novos investimentos para o Rio Grande do Norte, a governadora Fátima Bezerra reassumiu o cargo.

Durante sua visita à China, na última semana da viagem, a governadora assinou dois protocolos de intenções com empresas chinesas do setor de energias renováveis (eólica, solar e gás), a China General Nuclear e Power Corporation (CGN) e a State Power Investment Corporation (SPIC).

A CGN está no Brasil há 10 anos, inclusive com projetos no RN, no mercado solar e eólico. Já a SPIC está estudando a instalação de um parque solar no Brasil, com uma potência de 500 megawatts.

“É com alegria que retorno ao RN, após uma longa e exaustiva jornada, mas com o sentimento de dever cumprido”, afirmou Fátima.

Entre as novidades trazidas pela governadora, estão a abertura em janeiro de uma nova linha aérea diária Lisboa-Natal pela companhia portuguesa TAP e a perspectiva de instalação de uma fábrica de produção de peças e montagem de turbinas eólicas no Estado também para breve.

Fátima esteve na China, a convite do governo daquele país, acompanhada do Secretário de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Jaime Calado, participando do Seminário de Comunicação e Cooperação Financeira Internacional da iniciativa “Um Cinturão, Uma Rota”, realizado no período de 26 de novembro a 4/ de dezembro em Pequim e Lisboa, respectivamente.

Antes, durante o período de 18 a 22 de novembro, a governadora cumpriu agenda na missão internacional dos governadores do Nordeste na Europa, que passou por Paris, Roma e Berlim.

A missão teve como objetivo explicar o funcionamento do Consórcio Nordeste e apresentar o potencial de consumo e de desenvolvimento da região, que reúne 57,1 milhões de habitantes.

%d blogueiros gostam disto: