Em entrevista exclusiva ao Blog Secretária de Educação do RN fala sobre situação das escolas estaduais e greve da UERN

857adb08-09f3-45e8-89a5-b83ef7a17e0e-768x438Em entrevista exclusiva concedida na manhã desta quinta feira, dia 1º de Fevereiro a Secretária Estadual de Educação Cláudia Santa Rosa qu esteve em Angicos mais precisamente na sede da 8ª Diretoria Regional de Educação (DIREC) para participar da abertura da jornada pedagógica destinada a gestores e coordenadores pedagógicos das escolas estaduais da jurisdição do órgão falou sobre temas diversos, dentre eles, o motivo de sua vinda a cidade de Angicos, a situação das escolas estaduais, a importância da implantação das escola de tempo integral no RN no que tange ao ensinos fundamental e médio, como também sobre a greve da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN);

O vídeo com todo o conteúdo da entrevista foi produzido pelo nosso repórter cinematográfico Val Costa e nós trazemos ao conhecimento dos nossos leitores a partir de agora aqui no Blog Angicos News.

Acompanhem;  

Policia Federal apura suspeita de corrupção do chefe do IBAMA em Mossoró

PF01 (1)A Delegacia da Polícia Federal em Mossoró deflagrou na manhã desta quinta-feira (1/2), a Operação Corrupião com o objetivo de interromper a prática de atos de corrupção atribuídos ao chefe da unidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) daquela cidade.

Cerca de 10 policiais federais cumpriram dois mandados expedidos pela 10a.Vara da Justiça Federal/RN, sendo um de prisão preventiva contra o acusado e, outro, de busca e apreensão, na sede daquela autarquia federal.

A investigação teve início em outubro de 2017, quando o IBAMA recebeu denúncia formulada por um pescador dando conta de que o chefe daquela Unidade teria solicitado propina para que ele não fosse autuado durante um processo de fiscalização do órgão.

Acionada, a Polícia Federal entrou no caso e interrogou o denunciante. Posteriormente, com o aprofundamento das investigações, restou evidenciado de que a queixa formulada tinha sido apenas uma pequena amostra das extorsões que passaram a ser praticadas por aquele gestor, inclusive, contra pessoas físicas e jurídicas de outras cidades do Alto Oeste Potiguar.

Maiores informações serão repassadas na entrevista coletiva que será concedida às 10h30 de hoje na sede da Delegacia da PF em Mossoró (Rua Jornalista Jorge Freire,100 – Bairro Nova Betânia.

Nota: O nome da operação faz referência a um conhecido pássaro encontrado na região de Caatinga e traz à luz, a importância de se coibir com lisura e retidão, a prática de ilícitos relacionados ao Meio Ambiente e ao ecossistema.

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte;

Macau: Prefeito cumpre recomendação e garante o sucesso do carnaval sem gastos públicos

projeto2Em pouco menos de uma semana para o pontapé do reinado de momo, o prefeito de Macau, Túlio Lemos, anuncia oficialmente que conseguiu viabilizar recursos financeiros, através da iniciativa privada, para a realização do tradicional Carnaval de Macau, apesar dessa tentativa vir sendo cogitada desde o final do ano passado.

Assim, com a contratação de potente trio elétrico e bandas que se revezarão durante os cinco dias de folia, estará garantido o sucesso do evento com o arrastão do Mela-Mela nas ruas da cidade, salienta informação vinda da assessoria de imprensa do Executivo macauense.

Vão patrocinar a folia de rua em Macau, o supermercado Rede Mais-Loja Macau e Valmir Mendonça Promoções.

Ainda apoiam a realização do evento, a cervejaria Itaipava e os blocos de paredão que deixam a festa maior e cheia de ritmos.

Embora esteja contando com atrações musicais que vão animar os foliões, o prefeito Túlio Lemos enfatizou que “o Carnaval de Macau é maior do que qualquer das maiores atrações musicais e o mais importante é que vamos fazer um carnaval sem nenhum investimento dos cofres públicos”.

Túlio Lemos ressalta ainda que a sua gestão conseguiu no segundo ano de governo emplacar uma marca inédita com o apoio desses parceiros.

Fomos buscar na iniciativa privada o financiamento para a realização da folia de rua e assim, cumprir a recomendação do Ministério Público e resgatar nossa maior festa popular”, enfatizou.

À noite, após o arrastão puxado por trio elétrico e paredões, a festa continua no Clube da Praia de Camapum com a organização de Valmir Mendonça Promoções.

Enquanto houve época em que o Carnaval de Macau era financiado totalmente pelo poder público municipal com investimento perto dos R$ 6 milhões e por conta disso gerou investigação do Ministério Público, que denunciou políticos e auxiliares envolvidos diretamente na organização do evento e resultou em prisões e no cumprimento de mandados de busca e apreensão por superfaturamento e fraudes em licitações, o período momesco deste ano será financiado pela iniciativa privada com o investimento que não deverá passar de R$ 80 mil, com a contratação de trio elétrico, bandas e equipamentos que darão suporte ao evento.

Sobre o evento, que estará sendo iniciado na próxima sexta-feira (09), com o Arrastão do Campeão, o prefeito Túlio Lemos enfatizou a tradicional participação de cerca de 30 blocos carnavalescos “que estão sendo importantes para a mobilização dos foliões, no sentido de manter a tradição do carnaval de rua da cidade e resgatar a história de um dos maiores carnavais do RN”.

Blog Pauta Aberta;

Justiça atende pedido do MP e proíbe Estado de sacar aplicações do Funfirn

IPERN-19-640x425A juíza Patrícia Gondim Moreira Pereira, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Natal, proibiu o Governo do Estado de realizar saques de recursos do fundo previdenciário (Funfirn) que estão aplicados em instituições bancárias. A decisão, proferida na segunda-feira, 29, atende a uma solicitação do Ministério Público Estadual, que havia ingressado com ação cautelar no dia 17.

Na decisão, a magistrada apontou que a retirada das aplicações, autorizada por meio de uma lei complementar aprovada pela Assembleia Legislativa, se caracteriza como empréstimo pelo Estado, o que é vedado pela legislação federal. A matéria foi proposta pelo Governo do Estado dentro do conjunto de medidas de recuperação fiscal enviados à Casa Legislativa para análise em convocação extraordinária.

Ao determinar a proibição dos saques, a juíza destacou também que a retirada das aplicações do Funfirn tende a provocar um desequilíbrio financeiro e atuarial no regime próprio de previdência do Estado. “Além dos valores a serem sacados para pagamento dos servidores inativos e dependentes, o que por si só já o caracterizaria, ainda haverá o prejuízo do deságio acarretado pelo resgate das aplicações antes de seus respectivos vencimentos, que produziriam juros a longo prazo, o que faria descrever o déficit atuarial”, escreveu.

No despacho, Patrícia Gondim frisou ainda que, na lei complementar aprovada pelos deputados estaduais e sancionada pelo governador Robinson Faria (PSD), “não foi feito nenhum planejamento atuarial para assegurar que os saques autorizados não inviabilizassem os pagamentos futuros dos benefícios previdenciários”.

No dia 23, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) também determinou a proibição dos saques. As aplicações, de cerca de R$ 300 milhões, vencem entre 2019 e 2021, e a retirada antes destes prazos pode acarretar multas para o Estado. Críticos da medida também apontam que os saques podem comprometer o pagamento de aposentadorias futuras, haja vista que o fundo reúne contribuições de servidores que ainda estão na ativa.

A Corte de Contas estabeleceu ainda que as multa impostas ao governador do Estado, em virtude de descumprimento das decisões do TCE, foram elevadas para R$ 14.272,55 por dia, em caso de novos saques no fundo financeiro, e R$ 10 mil por dia em caso de não devolução do que possivelmente já tenha sido utilizado. Os valores fixados em decisões anteriores eram de R$ 3 mil. O presidente do IPERN também poderá ser multado por descumprimento no valor de R$ 10 mil.

Portal Agora RN;

SEGURANÇA PÚBLICA: Nova viatura já está em Angicos à disposição da Policia Civil

40f6095c-138a-4f77-a602-9b35c78ee69dA Delegacia de Policia Civil de Angicos já dispõe de uma nova viatura para realização de seus serviços de policia judiciária.

A nova viatura foi cedida pelo governo do estado em cerimonia realizada na manhã da última quarta feira, dia 31 de janeiro na Delegacia Geral de Policia Civil (DEGEPOL).

O veiculo que fora trazido pelo nosso Delgado de Policia Rafael Alves servirá aos agentes e escrivães lotados na DP de Angicos nos serviços diários que são de competência da policia civil, tais como: entrega de intimações, de procedimentos judiciais como também na parte de investigação criminal.

A viatura é toda caracterizada onde contem em todo o seu contorno os números de telefones e redes sociais que a policia civil disponibiliza para a população para ser utilizados para denuncias ou quaisquer informação que possam ser utilizadas na elucidação de crimes.     7eabf496-8fbe-4d97-91e0-b22d4a54aff6

f53c2fed-ee0f-4c74-89d9-0afc13cbabb6Fotos: Val Costa;

Redação: Rogério Magno;

EM ANGICOS: 8ª Direc realiza jornada pedagógica direcionada a diretores e coordenadores das escolas estaduais da jurisdição

DSCF3129

DSCF3143Tendo como tema “A arte de tecer a gestão: aprendizagem que transforma” teve inicio na manhã desta quinta feira, dia 1º de fevereiro de 2018 a jornada pedagógica da oitava diretoria regional de educação (8ª DIREC) com sede na cidade de Angicos e que tem como diretora a Professora Francisca Rejane de Macedo.

No cerimonial de abertura o evento que é direcionado a gestores e coordenadores pedagógicos das escolas estaduais das cidades de Angicos, Fernando Pedrosa, Lajes, Pedro Avelino, Afonso Bezerra, Santana do Matos e Bodó que fazem parte da jurisdição da 8ª DIREC. 

Dentre os convidados para participar da cerimonia de abertura do evento educacional tivemos a participação da Secretaria Estadual de Educação a Professora Claudia Santa Rosa e o líder de implantação das escolas de tempo integral no Rio Grande do Norte o Consultor João Farias e a Secretária Municipal de Educação do município de Angicos Maria Tereza Baracho.

A professora Rejane Macedo diretora da 8ª Direc deu inicio a jornada pedagógica desejando boas vindas a todos os presentes deixando explicito que o objetivo de tal evento é o de traçar as melhores estratégias para o ano letivo de 2018 nas escolas estaduais da jurisdição do órgão.DSCF3123

DSCF3121

Ao fazer uso da palavra e ao falar a nossa reportagem a Secretaria Estadual de Educação Claudia Santa Rosa disse está extremamente feliz com o evento que a equipe da 8ª Direc preparou para junto aos diretores de escolas e coordenadores pedagógicos buscarem as melhores estratégias pedagógicas para delinear um melhor rendimento de docentes e discentes das escolas públicas estaduais do nosso estado, no caso especifico as que são da jurisdição da 8ª Direc.DSCF3130

857adb08-09f3-45e8-89a5-b83ef7a17e0eQuanto à implantação das escolas de tempo integral no que tange ao ensino médio e fundamental o consultor educacional João Farias falou com exclusividade a nossa reportagem e disse-nos que em Angicos a Escola Francisco Veras está de parabéns na avaliação da Secretaria de Educação do Estado por ter sido uma das escolas no estado que obteve um ótimo rendimento no primeiro ano de experiência do projeto de escola em tempo integral e disse ainda que o governo do estado está investindo um quantitativo maior de recursos afim de que este ano de 2018 os alunos possam ter uma maior comodidade junto a uma maior quantidade de recursos pedagógicos para que ao passar o dia inteiro na escola os alunos possam substancialmente aumentar  seus níveis de conhecimento.

A temática escola de tempo integra foi aprofundado em uma roda conversas que fora conduzida pelo professor Cesar Barbalho contando  a participação da coordenadora do projeto de escolas de tempo integral na 8ª Direc Maria Josení, da Diretora da Escola Estadual em Tempo Integral de Ensino Médio Professor Francisco Veras Lindineide Melo e do consultor educacional João Farias.        DSCF3127

DSCF3155A jornada pedagógica da 8ª Direc em Angicos prosseguirá até esta sexta feira, dia 02 de fevereiro na sede do órgão educacional localizado na Rua Aristófanes Fernandes no Bairro Alto do Triangulo.DSCF3147

DSCF3151

a6008665-a78f-40fb-a21d-550b29655ed3

c625e566-cef6-46f9-b951-54194dc966e8Fotos: Val Costa e Rogério Magno;

Redação: Rogério Magno;

Secretária estadual de Educação defende federalização da UERN

claudia-santa-rosa-640x441A proposta de federalização da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern), apresentada de forma preliminar pela Secretaria do Tesouro Nacional ao governo do Estado, é defendida pela atual titular Secretaria Estadual de Educação, Cláudia Santa Rosa, que aponta que a medida pode ajudar a reequilibrar as finanças estaduais.

 Segundo dados do Governo, a partir de dados coletados no portal da transparência estadual, a Uern exerce um custo mensal de R$ 22,4 milhões aos cofres públicos. Em 2016, a instituição foi responsável por R$ 271,5 milhões. Desta forma, analisando as despesas da Secretaria de Educação, que em 2016 consumiu R$ 918 milhões, a transferência para a União pode reduzir em 29% as despesas da pasta.

 Em 2017, os dados ainda não foram finalizados, segundo o portal da transparência. Até o mês de novembro passado, o órgão consumiu R$ 273 milhões. Deste total, 90% foram gastos com a folha salarial. Mensalmente, somente com salários, são consumidos R$ 22 milhões

 “Eu defendo a federalização da Uern há muito tempo. O Estado investe um recurso significativo [na manutenção da educação superior]. Eu entendo que com a atual forma como a instituição se espalhou pelo estado, para se manter acessível, vai ficar difícil para que o Governo mantenha este gasto”, detalhou Cláudia Santa Rosa.

 Ainda de acordo com a secretária, o possível repasse da universidade estadual já foi solicitado ao Ministério da Educação, isso ainda no início da atual dos trabalhos à frente da pasta, mas a matéria não avançou. “Cheguei a tratar o assunto com o Ministério [da Educação], mas foi dito que outros estados também desejam a mesma coisa”, afirmou a secretária.

 Hoje, a Uern tem 788 professores, 639 técnicos administrativos e 12.387 alunos em seis Campi espalhados em todo o Rio Grande do Norte – Mossoró, Pau dos Ferros, Assú, Patu, Natal e Caicó. Além disso, a instituição conta ainda com 11 Núcleos Avançados de Educação Superior presentes em 11 cidades.

 A proposta de federalizar a universidade foi apresentada pela equipe técnica do Tesouro, ainda que de maneira não oficial, no último dia 25 de janeiro. Foi quando o governo do Estado apresentou os dados orçamentários. A elaboração do diagnóstico das contas, ainda está em curso, segundo o tesouro.

 Ainda de acordo com a secretária Cláudia Santa, a transferência de gestão não irá incorrer em prejuízos aos servidores da Uern. “Eu sei do receio dos servidores, mas estes problemas serão contornados. Não haverá perda de danos ou prejuízos”, reforçou.

 A direção da Uern se posiciona de forma contrária à federalização. Através de nota oficial, a reitoria informa que vai solicitar uma reunião com Tesouro Nacional para esclarecer o caso. “A administração da Uern tem compromisso com o ensino público, gratuito e de qualidade bem como com a estabilidade de técnicos e professores conquistada via concurso público”, registrou a instituição.

 De acordo com a proposta apresentada pelo corpo técnico do Tesouro Nacional, a venda de ativos é uma exigência para que o Rio Grande do Norte seja incluído no Regime de Recuperação Fiscal (RRF). O programa federal prevê auxílio aos governos que estão sofrendo com o orçamento fragilizado. A ajuda será feita a partir da abertura de linhas de empréstimo, contratação de crédito e até suspensão do pagamento de dívidas.

Além da federalização da Uern, o Tesouro Nacional sugeriu, ainda, a privatização da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern). Esta proposta já foi negada pelo governador Robinson Faria. Contudo, o Executivo ainda aguarda o diagnóstico das contas públicas para definir o futuro da companhia.

Dados UERN:

788 professores

639 técnicos administrativos

12.387 alunos 

R$ 22 milhões – gasto médio com salários

Fonte: Governo do Estado;

Assembleia Legislativa: Convocação extraordinária termina com apenas 8 projetos do ajuste aprovados

Assembleia-pacote-fiscal-Foto-Ney-Douglas-640x375A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte encerrou nesta sexta-feira, 31, a convocação extraordinária para análise de projetos de recuperação fiscal encaminhados pelo Poder Executivo. Durante vinte dias, os deputados estaduais se debruçaram sobre 20 medidas. Deste pacote, 8 matérias foram aprovadas, 1 foi rejeitada e outras 11 continuam pendentes ou foram retiradas pelo Governo do Estado.

Agora, com o fim da convocação extraordinária, os deputados terão um “recesso” de uma semana. Os parlamentares voltam a realizar a sessões plenárias apenas na próxima terça-feira, 6, quando o governador Robinson Faria (PSD) fará a leitura da Mensagem Anual. Será a última vez neste mandato que Robinson cumprirá o protocolo.

Na última sessão plenária, nesta quarta-feira, 31, quatro projetos foram aprovados: a instituição do regime de previdência complementar; a concessão de um abono para servidores que desejarem contrair empréstimos como compensação pelo atraso no recebimento do décimo terceiro salário; o reajuste nas diárias operacionais pagas a policiais civis e militares; e a matéria que responsabiliza os poderes e órgãos pela contribuição patronal à previdência dos servidores inativos e pensionistas.

O único projeto rejeitado durante a convocação extraordinária foi o que trata da autorização para que o desconto no duodécimo de valores referentes aos salários de servidores cedidos pelo Executivo a outros órgãos e poderes.

Entre as 11 medidas que não chegaram a ser analisadas em plenário ou que foram retiradas pelo Governo após resistência dos parlamentares, estão 3 propostas de emenda à Constituição Estadual (PECs). Essas matérias têm uma tramitação específica, e sua análise será mais lenta do que a dos demais projetos.

Confira como ficou a situação dos projetos da convocação:

APROVADOS:

– Alteração no PPA para que Estado receba empréstimo da Caixa;

– Reestruturação da Fundase;

– Autorização para saques de aplicações do Funfirn;

– Securitização de créditos que Estado tem a receber;

– Aumento das diárias operacionais da segurança;

– Instituição da previdência complementar;

– Concessão de abono para servidores;

– Responsabiliza os poderes pela contribuição patronal dos inativos e pensionistas.

 REJEITADOS:

– Desconto no duodécimo de salários de servidores cedidos pelo Executivo.

 RETIRADOS PELO GOVERNO:

– Venda de imóveis, incluindo o terreno que abriga a Ceasa;

– Venda da Potigás;

– Extinção de órgãos e fusão de secretarias;

– Extinção da Emprotur e da Emgern;

– Concessão de descontos para devedores do Estado;

 AINDA A SEREM ANALISADOS:

– Extinção dos adicionais por tempo de serviço a servidores;

– Aumento da alíquota de contribuição previdenciária;

– Compensação no duodécimo do déficit previdenciário de cada poder;

– Teto de gastos públicos pelos próximos 20 anos*;

– Proibição da incorporação de vantagens na aposentadoria dos servidores*;

– Veto à concessão de vantagens, aumentos e reajustes com aplicação no governo seguinte*.

Portal Agora RN;

19668326_1408670425893666_1101113986_n

Rua Professora Maria Lucia dos Santos, Nº 41 no Centro comercial de Angicos.

contatos: 3531 – 2409/9 94041 – 7087/ 9 9996 – 4805.

Organização: Chagas Loló e Família!

Ministério Público recomenda exonerações para combater nepotismo em Santana do Matos

mppA mãe e a mulher do prefeito de Santana do Matos deverão ser exoneradas dos cargos de secretária de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e de secretária de Saúde, respectivamente. A recomendação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) para que o prefeito as exonere foi publicada na edição desta quarta-feira (31) do Diário Oficial do Estado (DOE). Santana do Matos fica na região Central potiguar, a 179 quilômetros de Natal.

Pelo o que foi constatado pela Promotoria de Justiça de Santana do Matos, a mãe e a mulher do prefeito foram por ele nomeadas para os cargos, “mas não possuem a qualificação técnica e experiência nas áreas que justifiquem as nomeações”.

Além delas duas, o prefeito também deve exonerar todos os ocupantes de cargos comissionados ou funções de confiança que detenham relação de parentesco consanguíneo, em linha reta ou colateral, ou por afinidade até o terceiro grau com ele e também com o vice-prefeito, com os secretários municipais e com os vereadores da cidade. O prefeito ainda deve se abster de nomear para o exercício de cargos comissionados, função de confiança ou função gratificada pessoas que detenham relação de parentesco consangüíneo com autoridades que configurem nepotismo.

No documento, o MPRN lembra que o nepotismo é “incompatível com o conjunto de normas éticas abraçadas pela sociedade brasileira e pela moralidade administrativa; que é uma forma de favorecimento intolerável em face da impessoalidade administrativa; e que, sendo praticado, beneficia parentes em detrimento da utilização de critérios técnicos para o preenchimento dos cargos e funções de alta relevância, e assim, constitui ofensa à eficiência administrativa necessária no serviço público”. A Promotoria frisa que “a nomeação eivada pelo nepotismo torna o ato administrativo viciado, pelo fato de violar os Princípios Constitucionais norteadores da Administração Pública”.

O MPRN advertiu o prefeito que o descumprimento da recomendação ensejará a adoção das medidas cabíveis, inclusive pela via judicial.

Lajes: Ministério Público recomenda apreensão de equipamentos de som em desacordo com a Lei

download-1-300x110

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou aos comandantes da Polícia Militar das cidades de Lajes, Caiçara do Rio dos Ventos, Pedra Preta e Pedro Avelino que realizem a apreensão imediata de instrumentos sonoros eventualmente utilizados para perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheios. A recomendação da Promotoria de Justiça de Lajes visa o cumprimento do decreto federal que trata sobre poluição sonora. Além disso, os comandantes da PM devem garantir que os infratores e eventuais testemunhas sejam conduzidos à delegacia de polícia para a lavratura de Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Caso não seja viável a condução imediata dos depoentes e do autor do fato, após a apreensão do instrumento da infração penal, a Polícia Militar deve coletar a qualificação de todos os envolvidos para condução à autoridade policial civil no próximo dia útil.

A PM deve atestar a ocorrência do crime, nos termos estabelecidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), através de medição por decibelímetro e posteriores extração de laudo ou confecção de Auto de Constatação assinado pelos condutores ou quaisquer agentes públicos presentes.

O Conama determina que são prejudiciais à saúde e ao sossego público, os ruídos com níveis superiores aos considerados aceitáveis pela Norma de Avaliação do Ruído em Áreas Habitadas visando o conforto da comunidade, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que estabelece como intensidade aceitável de ruídos, em área residencial, no ponto de recepção do som, em zona residencial, de 35 a 45 decibéis.

Carnaval 2018: COSERN alerta que prazo para pedidos de ligação provisória de energia encerra na segunda-feira, dia 05 de fevereiro

2-via-da-fatura-cosern

Faltando cerca de duas semanas para o início oficial do carnaval, a Companhia Energética do RN (Cosern), empresa do Grupo Neoenergia, está reforçando as orientações para quem vai fazer uso de ligações provisórias de energia elétrica durante a folia e intensificando as ações de combate a ligações clandestinas de energia como forma de prevenir acidentes com comerciantes e foliões.

O prazo limite para que os responsáveis pelas festas e os comerciantes solicitem ligações provisórias à Cosern se encerra na próxima segunda-feira (05), adverte informação vinda da assessoria de imprensa da companhia, na capital do estado.  

As solicitações podem ser feitas em qualquer loja de atendimento da concessionária e a orientação é que os clientes evitem deixar a requisição para última hora, sob o risco de não ter o serviço atendido a tempo.

A Cosern ressalta que não é possível fazer ligações provisórias de cargas móveis a carroças, vans e caminhões.

Durante a realização das prévias e nos dias oficiais do carnaval, 25 equipes técnicas da Cosern farão a inspeção na rede elétrica que atenderá as ligações de energia para agremiações, camarotes, palcos, barracas e comércio temporário espalhados nos principais polos carnavalescos do estado.

Em dezembro, a Cosern comunicou a todas as prefeituras que realizam carnaval a necessidade de solicitação de vistoria com 45 dias de antecedência para realização de festas e desfiles de blocos ou trios elétricos durante a festa.

De posse desse laudo da Cosern, o Corpo de Bombeiros libera ou veta a realização dos eventos.

Assecom/COSERN;

%d blogueiros gostam disto: