Vigilantes da Garra denunciam atraso de salários em ato público no Hospital Giselda Trigueiro.

Os
vigilantes da Garra que trabalham nos postos de serviços dos hospitais do
estado e estão em greve a nove dias, realizaram na manhã desta
quinta-feira (21/01) mais um ato público em protesto ao atraso
de salários, 13º e ferias.

Desta
vez a manifestação foi em frente ao Hospital Giselda Trigueiro, os
trabalhadores seguem denunciando a falta de respeito da empresa que atrasa
pagamento e direitos trabalhistas de centenas de vigilantes que dependem de
seus salários para sustentar suas famílias e pagar suas contas ao final de cada
mês.

O
Sindsegur continua mobilizando e organizando a luta dos companheiros da categoria.
O sentimento de indignação e forte, demonstrando que a categoria esta disposta
a lutar para garantir seus direitos.

A
Secretaria da Saúde do Estado (Sesap) informou que depositará na tarde desta
quinta-feira o valor de R$1.218.000,00 (um milhão duzentos e dezoito mil reais)
na conta da Garra Vigilância referente ao mês de dezembro de 2015, este valor será
somado aos 1,6 milhão já bloqueados da conta da empresa após ação do Sindsegur
no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para pagar os direitos dos trabalhadores.
Vamos aguardar novos encaminhamentos da Justiça do Trabalho.

A
greve segue por tempo indeterminado ate que o pagamento do salário de
dezembro/2015, 13º e férias dos trabalhadores sejam quitados. Por isso vamos
manter a união para fortalecer cada vez mais a luta e mostrar aos empresários
que os vigilantes merecem respeito.

Fonte:
Sindsegur
%d blogueiros gostam disto: