TODOS CONTRA O MOSQUITO AEDES AEGYPTI: 2ª PARTE


Nesta 2ª edição da nossa prestação
de serviços sobre as doenças causadas pelo mosquito aedes aegypti, principal
vetor da dengue, febre chikungunya e zika vírus, c
onforme prometemos na edição
passada hoje vamos esclarecer algumas duvidas sobre o zika vírus que é
considerada pelos pesquisadores da área de saúde a mais resistente forma das
doenças causadas pelo mosquito devido o poder de mutação que a mesma oferece.

PRIMEIRA DUVIDA DOS LEITORES:

O ZIKA VIRUS PODE SER TRANSMITIDO PELA RELAÇÃO SEXUAL?

Os
estudos sobre possíveis formas de transmissão do vírus Zika precisam ser
avaliados com mais profundidade. Essas análises devem vir acompanhadas de
trabalhos científicos para que o Ministério da Saúde possa passar à população
orientações seguras sobre a transmissão do vírus. O Ministério da Saúde vem
acompanhando a situação do vírus Zika no mundo, por meio da Organização
Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS) e outros organismos internacionais.

SEGUNDA DUVIDA DOS LEITORES:

QUEM FOI INFECTADO PELO ZIKA VIRUS UMA VEZ, PODE TER A DOENÇA DE
NOVO? 
Outros
vírus parecidos com o Zika geram imunidade para a vida inteira. Quem já teve
dengue pelo vírus 1, por exemplo, não voltará a ter pelo mesmo vírus. O mesmo
acontece com a febre amarela. Porém, ainda não há estudos suficientes para
afirmar isso em relação ao vírus Zika.

TERCEIRA DUVIDA DOS LEITORES:

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS PARA UM BEBÊ SER ELE FOR PICADO E TIVER
ZIKA?


Entre
pessoas infectadas pelo vírus Zika (adultos e crianças), cerca de 80% não
desenvolvem sintomas, sejam adultos ou crianças. Dentre essas pessoas, apenas
uma pequena parcela pode vir a desenvolver algum tipo de complicação, que deverá
ser avaliada pelos médicos, uma vez que o Zika é uma doença nova e suas
complicações ainda não foram descritas.
Na próxima edição vamos falar ainda sobre o zika vírus,
fazendo uma relação do mesmo com os casos de microcefalia, explicando com riqueza
de detalhe o que é a microcefalia.  
%d blogueiros gostam disto: