“Taí a boa”: Homens se endividam para manter gastos com beleza e estética

Foi-se o tempo que os homens ficavam satisfeitos em fazer somente a barba, cortar o cabelo e dar aquela aparada no bigode. A preocupação com a beleza e estética, antes mais voltada para as mulheres, tem crescido consideravelmente entre o público masculino, que passou a enxergar esses tratamentos como uma questão de necessidade. 

E para manter a aparência em dia, haja bolso para pagar contas com aquisição de itens como roupas, acessórios, calçados, dentre outros artigos.

Uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) concluiu que 25% dos brasileiros já economizaram em outras áreas, em nome da beleza. De acordo com o levantamento, 61,9% dos homens entrevistados acreditam que se cuidar não é questão de luxo, mas sim uma necessidade. O mais curioso é que 7% das pessoas confessaram que tiveram o nome negativado por causa dessas compras.

O estudante de engenharia, Watson Guimarães faz parte dessa estatística. Apesar de nunca ter ficado com o nome sujo, ele admite que, às vezes, ultrapassa o orçamento para estar na moda e se sentir apresentável. “Já gastei 600 reais em um dia apenas, comprando roupas no shopping. 

Minha média mensal é de R$ 200”, afirma. Ele também costuma cuidar da pele, vai constantemente ao salão e não perde um dia de treino na academia.

Mercado Promissor
A pesquisa revelou que a média de gasto mensal dos homens, com cosméticos, é de R$ 95. Dentre os produtos mais utilizados estão: shampoo (73,1%), perfumes (60,1%) e produtos pré e pós-barba (41,2%). Com relação aos cuidados com a beleza, os locais mais frequentados, são: salões de beleza (45,5%), academia (44,2%) e clínica dermatológica (12,6%).



%d blogueiros gostam disto: