Servidores da Saúde do RN decidem suspender greve após 52 dias

Servidores da Saúde do RN haviam iniciado greve em 5 de fevereiro — Foto: Fernanda Pessoa/ArquivoOs servidores da saúde pública do Rio Grande do Norte decidiram nesta sexta-feira (29) suspender de forma temporária a greve por 30 dias. A decisão foi tomada em assembleia realizada nesta manhã.

Com a decisão, o Sindsaúde vai enviar um documento ao governo sobre as pautas de reivindicações apresentadas, com a inclusão do pagamento do 13º de 2018 e do salário de dezembro de 2018 no novo texto.

A greve dos servidores da saúde durava desde o dia 5 de fevereiro – há 52 dias -, quando foi deflagrada em frente à governadoria. A aprovação para a greve havia acontecido no dia 24 de janeiro. Entre os motivos para a paralisação, estava a luta por “um calendário de pagamento” e “o pagamento dos salários atrasados”.

Em nota, o Sindsaúde afirmou, que apesar da suspensão temporária da greve, vai seguir em busca da regularização dos salários atrasados. “Nós vamos continuar lutando em defesa dos nossos direitos, em defesa dos servidores e aposentados que estão com os salários atrasados. Não vamos sossegar até termos nossos salários em dia. A greve foi suspensa por 30 dias, mas a luta permanece”, pontuou.

No dia 14 de março, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte havia determinado que 70% dos servidores da saúde voltassem ao serviço nas unidades públicas do estado. A Procuradoria Geral do Estado argumentou na época, que, embora exista direito à greve, algumas categorias e serviços essenciais não podem parar.

G1.RN

%d blogueiros gostam disto: