Senador José Agripino diz que doação oficial não pode ser criminalizada

Em entrevista à Tribuna do Norte, o presidente do DEM, José Agripino, não hesita ao afirmar que o impeachment da presidente Dilma Rousseff será confirmado no início de agosto. Ele arrisca até o número de votos favoráveis: 59, cinco a mais do que os 54 necessários. “Pode ter uma ou outra defecção, mas há uma margem de segurança para que, a se manterem as condições de hoje, o impeachment ser sacramentado”, afirma.
O senador José Agripino avalia que a equipe econômica escolhida pelo presidente em exercício Michel Temer é a melhor possível na atual situação do país, porque tem unidade. Agripino rebate as acusações feitas contra ele e o deputado Felipe Maia pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, em acordo de delação premiada.
“O que não se pode é confundir doação oficial com criminalização de doação. A doação oficial na época era prevista e legal. As doações mencionadas por Sérgio Machado feitas pela Queiroz Galvão, ele próprio diz, nos casos de Felipe Maia e Zé Agripino, teriam sido feitas aos diretórios regional e nacional do partido”, diz Agripino em um dos trechos da entrevista.

%d blogueiros gostam disto: