RN registra alta de 33% nos acidentes em BRs durante a Semana Santa

As rodovias federais do Rio Grande do Norte registraram aumento de 33% nos números de acidentes durante o feriado da Semana Santa, ao se comparar com o mesmo período de 2017. Foram 24 acidentes, com 20 feridos e quatro mortes. No ano passado foram 16 acidentes, com 23 feridos e uma morte.

Um acidente grave fechou a operação. No início da noite de domingo (1º) ocorreu, na BR-304, em Santa Maria, a colisão frontal entre um Corsa Classic, que vinha sentido interior-capital (Santana do Matos-Natal), e um ônibus escolar que estava em sentido contrário (Santa Maria-São Paulo do Potengi).

Dados preliminares apontam que o Corsa teria invadido a pista contrária de maneira brusca. Um VW Gol, que seguia logo atrás deste, não conseguiu parar e colidiu na traseira. Três ocupantes do Corsa faleceram e dois ficaram feridos. Eram duas mulheres, mãe e filha, e um homem. Houve também três feridos no VW Gol e nenhum no ônibus.

As vítimas foram atendidas em Parnamirim (no Deoclécio Marques) e em São Paulo do Potengi.

A outra vítima fatal foi um motociclista não habilitado que atropelou um animal na BR-405, em São Francisco do Oeste, na noite de sexta-feira (29).

Dentro os números levantados pela PRF durante a Operação, chamou a atenção a repetição de um hábito que precisa ser mudado: a falta do uso de cinto de segurança pelos passageiros. Enquanto 10 motoristas motivaram a autuação, 31 passageiros deram causa à multa, ou seja, 75%. Além de aumentar o risco de lesões graves, o passageiro coloca o condutor em má situação, visto que é desse a responsabilidade pela infração.

Em números preliminares, houve 1.588 autuações, sendo 30 devido a motoristas embriagados. Foram 18 condutores e passageiros de veículo de duas rodas sem capacete, 139 por ultrapassagem indevida e 267 por excesso de velocidade.

Em 2017, o excesso de velocidade foi registrado 1.281 vezes no período, além 39 autuações a motoristas alcoolizados e 264 em ultrapassagens proibidas. A falta do uso de cinto de segurança também foi verificada no ano passado: foram 11 motoristas e 39 passageiros flagrados, sendo que a multa é sempre de responsabilidade do motorista.

Portal Agora RN;

%d blogueiros gostam disto: