RN abre consulta pública sobre documento curricular da educação Infantil e do Ensino Fundamental

O RN abriu consulta pública para os potiguares contribuírem com sugestões para o Documento Curricular da Educação Infantil e do Ensino Fundamental do RN. A consulta pública foi lançada pela União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Secretaria Estadual de Educação e Conselho Nacional de secretários de Educação (Consed). Qualquer cidadão pode contribuir até o dia 31 de agosto através do site da Secretaria de Educação do RN e daUndime/RN.

Nas duas plataformas, os interessados poderão ter acesso a documentos relacionados à educação infantil; introdução do documento curricular do ensino fundamental; arte; ciências; educação física; ensino religioso; geografia; história; língua inglesa; língua portuguesa e matemática.

O documento servirá de referência para as escolas públicas e privadas do estado e seus 621 mil estudantes. “A consulta pública é a oportunidade para todos enviarem suas contribuições e assim construirmos um documento importante que vai conter os conteúdos essenciais a serem aprendidos na sala de aula de todas as escolas do Rio Grande do Norte”, destacou a secretária de Educação do RN, Cláudia Santa Rosa.

Jeane Dantas, dirigente municipal de educação em Ipanguaçu e presidente da Undime/ RN, destacou a necessidade do envolvimento de profissionais da rede pública e privada do estado. “Esse é o momento em que os educadores potiguares são convidados a contribuir com o documento curricular do RN. A consulta pública ao Documento Curricular é um dos primeiros passos para a consolidação de um currículo que atenda às necessidades e realidades de hoje e do futuro dos estudantes potiguares”, afirmou.

A consulta pretende reunir contribuições de professores das redes federal, estadual, municipal e privadas de ensino do RN, técnicos das secretarias municipais e estadual de ensino, técnicos das Diretorias Regionais de Ensino, coordenadores polos Undime, Conselhos Municipais de Educação (Uncme), estudantes e todo e qualquer cidadão interessado em contribuir na construção do documento curricular.

G1.RN

%d blogueiros gostam disto: