Rita das Mercês afirma que oito conselheiros do TCE tinham indicações na Assembleia Legislativa

A ré confessa, delatora e principal alvo da operação Dama de Espadas afirmou, em delação, que os conselheiros e ex-conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), tinham indicações de cargos comissionados na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Tinha indicações de cargos os conselheiros e conselheiros aposentados: Renato Dias, com cinco cargos; Poti Júnior, com um cargo; Tarcísio Costa, com um cargo; Adélia Santos, com um cargo; Paulo Roberto, com três cargos; Alcimar Torquato, com oito cargos; Antônio Câmara, com um cargo; e Valério Mesquita, com seis cargos. 

Na delação, ela disse acreditar que as indicações eram uma estratégia para manter uma boa relação entre a ALRN e o TCE.

Todos os nomes dos indicados estão em uma lista, que ela mesmo preparou, mas que não foi apreendida durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão da operação por estarem dentro do carro dela. As planilhas constam os nomes de todas as indicações entre 2006 e 2010 e entre 2011 e 2015, exceto as do ano de 2007, quando foram presidentes Robinson Faria e Ricardo Motta.

Blog do BG;

%d blogueiros gostam disto: