PSOL em Angicos fará mobilização para cobrar reabertura da Escola de Inclusão Digital da Câmara Municipal de Vereadores

Membro da direção municipal do PSOL na cidade de Angicos, o escritor Modesto Batista Neto confirma que no dia 27 deste mês, um sábado, haverá a realização de um encontro dos integrantes do diretório da legenda.

Um dos assuntos pautados para tal ocasião, declarou o dirigente, é a discussão sobre a retomada da luta em prol da revitalização da Escola de Inclusão Digital localizada nas dependências do Poder Legislativo angicano.

O dirigente do PSOL responsabiliza a atual presidente da câmara, vereadora Nataly da Cunha Felipe de Souza (PTB), pela paralisação de tal órgão. 

Em gestões anteriores, como, por exemplo, do antecessor da atual presidente Nataly Felipe, o Vereador Francisco Batista Filho (“Junior de Chicola) do PSD que esteve a frente da presidência da Câmara Municipal de Angicos nos anos de 2013 e 2014 adquiriu novos computadores, reequipando e modernizando a Escola de Inclusão Digital onde formou diversas turmas em iniciação em computação. 

O projeto de inclusão digital foi criado pela própria Fecam (Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte) com o objetivo de dar oportunidade as famílias de baixa renda nas cidades potiguares de darem aos seus filhos uma iniciação básica no mundo da informática. Desde do ano passado (2015) quando a Vereadora Nataly Felipe (PTB) assumiu a presidência do poder legislativo angicano que o programa de inclusão digital se encontra inativo.  

Modesto Neto adiantou que o partido mobilizará a sociedade do município em defesa de tal proposta e, em seguida, discutirá o tema com a representação do Ministério Público da comarca local.
%d blogueiros gostam disto: