Professores da rede estadual decidem deflagrar greve no Rio Grande do Norte

Os professores da rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte aprovaram a deflagração de greve por tempo indeterminado. Em assembleia realizada no pátio da Escola Estadual Winston Churchill, na tarde desta quinta-feira, 22, a categoria reforçou a recusa pela proposta do Governo do Estado para evitar a paralisação.

A greve terá início a partir da próxima segunda-feira, 26. José Teixeira, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte-RN), explicou que a categoria irá normalmente às escolas nesta sexta-feira, 23, para informar aos alunos e pais do indicativo de greve.

De acordo com Teixeira, a proposta apresentada pela secretária de Educação, Cláudia Santa Rosa, foi “insuficiente” para atender às demandas do sindicato, que pede a aplicação do reajuste de 6,81% nos salários dos professores e demais profissionais da Educação – o que não aconteceu.

Ainda conforme José Teixeira, a Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC) se reuniu com o Sinte-RN no início de março, quando foi proposto iniciar a aplicação do reajuste apenas em abril para os ativos. Para os servidores aposentados, a proposta previa pagamento parcelado em seis vezes sem acúmulo de retroativo. O sindicato recusou.

“A categoria não admite esse prejuízo. Desde janeiro estamos esperando esse reajuste”, disse Teixeira. Hoje a rede de ensino estadual conta com 15 mil professores espalhados em 640 escolas pelo Rio Grande do Norte.

Portal Agora RN;

%d blogueiros gostam disto: