PMs e bombeiros ignoram decisão da Justiça e vão manter paralisação no RN

reuniao-asspmbm-640x425Em assembleia realizada na tarde desta quarta-feira, 27, a Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte (ASSPMBM-RN) comunicou oficialmente que a categoria não vai seguir a decisão da desembargadora Judite Nunes, proferida no último domingo, 24, durante plantão no Tribunal de Justiça do Estado.

No comunicado oficial dado nesta quarta, a ASSPMBM-RN destacou que não tem poder de decisão sobre a tropa e que a escolha da paralisação é individual, muito embora tenha ressaltado a continuidade dela ao longo das falas de seus líderes. “Os policiais não aceitam mais as condições de insegurança em que estão impostos”, disse Eliabe Marques, presidente da Associação.

Identificada como responsável pelo setor jurídico da ASSPMBM, a advogada Ana Paula afirmou que tem trabalhado para recorrer da decisão da desembargadora Judite Nunes e afirmou que, neste momento, os policiais e bombeiros militares estão cumprindo a lei: como as viaturas estão com seguro irregular, elas não têm condições de saírem às ruas. O Ministério Público deve ser acionado para fiscalizar o caso.

A operação ‘Segurança com Segurança’ está em curso no Rio Grande do Norte desde o último dia 19 de dezembro (terça-feira da semana passada). Até ontem, dia 26, o reflexo da mesma já era devastador em todo estado: mais de 50 homicídios haviam sido registrados e 340 roubos contabilizados. Os dados foram confirmados pelo Observatório de Violência Letal Intencional (OBVIO) e pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesed).

%d blogueiros gostam disto: