Credibilidade de vacinas é menor entre homens e jovens, diz pesquisa

Agência Brasil

Uma pesquisa feita pela organização não governamental Avaaz, em parceria com a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), mostra que a credibilidade das vacinas é menor entre homens e jovens de 16 a 24 anos. O estudo mapeou o impacto das fake news em vacinas e contou com um questionário domiciliar em que o Ibope ouviu 2.002 pessoas entre 19 e 22 de setembro deste ano, em todas as regiões do país.

Segundo a pesquisa, 54% dos brasileiros consideram as vacinas totalmente seguras, e 31% avaliam que elas são parcialmente seguras. Para 8%, elas são parcialmente inseguras, e 6% responderam que elas são totalmente inseguras. A soma dos três últimos grupos mostra que 45% dos brasileiros têm algum grau de insegurança em relação às vacinas. Um percentual de 2% não respondeu ou não soube opinar.

Entre os homens, cai para 49% o percentual dos que consideram as vacinas totalmente seguras, e os outros três grupos somam 48%. Em relação à faixa etária, a situação é mais preocupante entre os jovens de 16 a 24 anos, já que 45% veem as vacinas como totalmente seguras e 53% têm algum nível de insegurança.  

As pessoas com ensino médio se mostraram menos seguras sobre as vacinas do que aqueles com nível fundamental completo ou incompleto, sendo este último grupo o que dá maior credibilidade às imunizações (61%). Segundo a pesquisa, metade das pessoas que pararam de estudar ao concluir o ensino médio têm inseguranças em relação à vacinação, enquanto para quem tem nível superior esse percentual cai para 43%.  

Assim como nos níveis de escolaridade, a camada mais pobre da população, com renda de até um salário mínimo, é a que confia mais nas vacinas. O resultado se repete entre as classes D e E, que superam a A, a B e a C no percentual que avaliou as vacinas como totalmente seguras. Para o presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Juarez Cunha, os dados de renda, classe social e escolaridade mostram que a população mais pobre está menos impactada pelas fake news por consumir mais as informações da mídia tradicional, utilizar mais os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) e ter menos acesso às redes sociais.

Uma pesquisa feita pela organização não governamental Avaaz, em parceria com a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), mostra que a credibilidade das vacinas é menor entre homens e jovens de 16 a 24 anos. O estudo mapeou o impacto das fake news em vacinas e contou com um questionário domiciliar em que o Ibope ouviu 2.002 pessoas entre 19 e 22 de setembro deste ano, em todas as regiões do país.

Segundo a pesquisa, 54% dos brasileiros consideram as vacinas totalmente seguras, e 31% avaliam que elas são parcialmente seguras. Para 8%, elas são parcialmente inseguras, e 6% responderam que elas são totalmente inseguras. A soma dos três últimos grupos mostra que 45% dos brasileiros têm algum grau de insegurança em relação às vacinas. Um percentual de 2% não respondeu ou não soube opinar.

Entre os homens, cai para 49% o percentual dos que consideram as vacinas totalmente seguras, e os outros três grupos somam 48%. Em relação à faixa etária, a situação é mais preocupante entre os jovens de 16 a 24 anos, já que 45% veem as vacinas como totalmente seguras e 53% têm algum nível de insegurança.  

As pessoas com ensino médio se mostraram menos seguras sobre as vacinas do que aqueles com nível fundamental completo ou incompleto, sendo este último grupo o que dá maior credibilidade às imunizações (61%). Segundo a pesquisa, metade das pessoas que pararam de estudar ao concluir o ensino médio têm inseguranças em relação à vacinação, enquanto para quem tem nível superior esse percentual cai para 43%.  

Assim como nos níveis de escolaridade, a camada mais pobre da população, com renda de até um salário mínimo, é a que confia mais nas vacinas. O resultado se repete entre as classes D e E, que superam a A, a B e a C no percentual que avaliou as vacinas como totalmente seguras. Para o presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Juarez Cunha, os dados de renda, classe social e escolaridade mostram que a população mais pobre está menos impactada pelas fake news por consumir mais as informações da mídia tradicional, utilizar mais os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) e ter menos acesso às redes sociais.

“Elas são bastante impactadas pelas mídias tradicionais, mesmo sendo populações mais carentes. E tem a ação do SUS. São pessoas que são usuárias do SUS. E quando elas conseguem acessar o sistema, os profissionais de saúde se tornam muito importantes na informação”.

Outro dado trazido pela pesquisa é que os evangélicos dão menor credibilidade às vacinas que os católicos e as pessoas que se declararam de outras religiões. Enquanto 60% dos católicos e 49% do terceiro grupo consideram as vacinas totalmente seguras, esse percentual cai para 44% no caso dos evangélicos, o menor percentual entre todos os recortes populacionais.

Fake News

O questionário mostra que 61% dos entrevistados já receberam mensagens negativas sobre vacinas nas redes sociais, sendo que 9% disseram que essas mensagens chegam todos os dias ou quase todos os dias.

Entre as pessoas que declararam considerar as vacinas parcialmente inseguras, 72% disseram ter recebido notícias negativas por redes sociais. E, entre os que disseram que elas são totalmente inseguras, esse percentual é de 59%.

A pesquisa revela que a mídia tradicional ainda é a principal fonte de informação sobre vacinas para a população, sendo citada por 68% dos entrevistados, que podiam apontar as três fontes principais de informações sobre o assunto. As redes sociais ficaram em segundo lugar, com 48%, à frente do governo (42%) e dos profissionais de saúde (41%). O presidente da SBIm acredita que a disponibilidade das redes sociais contribui para que elas tenham ultrapassado fontes oficiais.

“A gente tem que estar disponível para ensinar e esclarecer da mesma forma que as pessoas que disseminam essas inverdades estão. A gente tem que encontrar tempo, disponibilidade e uma linguagem pra isso”, diz ele, que reconhece que redes sociais como o Whatsapp favorecem a criação de “guetos”, onde informações que desmintam fake news dificilmente conseguem penetrar. “É importante a gente ter a parceria com as plataformas [de redes sociais]”.

Para a coordenadora de campanhas do Avaaz no Brasil, Nana Queiroz, o país vive uma epidemia de desinformação que precisa ser combatida por diferentes esferas de governo, sociedades médicas e também pelas plataformas de redes sociais, como o Facebook, o YouTube, o Instagram e o Whatsapp. “Nesse caso, o remédio é que as plataformas mostrem correções (vindas de checadores de fatos independentes) a todos que foram expostos a notícias falsas. Essa estratégia ficou conhecida mundialmente como correct the record [corrigir o erro]. Ela é prática, justa e nos protege contra a censura, pois nada é tirado do ar: apenas corrigido”.

O Avaaz analisou ainda 30 histórias falsas sobre vacinas desmentidas pelo Ministério da Saúde e por serviços jornalísticos de checagem de informações. Esses conteúdos tiveram  23,5 milhões de visualizações e 578 mil compartilhamentos no Facebook. Além disso, foram 2,4 milhões de visualizações no YouTube. Quase metade desses artigos ou vídeos foi traduzida de sites antivacina dos Estados Unidos.

e 31% avaliam que elas são parcialmente seguras. Para 8%, elas são parcialmente inseguras, e 6% responderam que elas são totalmente inseguras. A soma dos três últimos grupos mostra que 45% dos brasileiros têm algum grau de insegurança em relação às vacinas. Um percentual de 2% não respondeu ou não soube opinar.

Entre os homens, cai para 49% o percentual dos que consideram as vacinas totalmente seguras, e os outros três grupos somam 48%. Em relação à faixa etária, a situação é mais preocupante entre os jovens de 16 a 24 anos, já que 45% veem as vacinas como totalmente seguras e 53% têm algum nível de insegurança.  

As pessoas com ensino médio se mostraram menos seguras sobre as vacinas do que aqueles com nível fundamental completo ou incompleto, sendo este último grupo o que dá maior credibilidade às imunizações (61%). Segundo a pesquisa, metade das pessoas que pararam de estudar ao concluir o ensino médio têm inseguranças em relação à vacinação, enquanto para quem tem nível superior esse percentual cai para 43%.  

Assim como nos níveis de escolaridade, a camada mais pobre da população, com renda de até um salário mínimo, é a que confia mais nas vacinas. O resultado se repete entre as classes D e E, que superam a A, a B e a C no percentual que avaliou as vacinas como totalmente seguras. Para o presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Juarez Cunha, os dados de renda, classe social e escolaridade mostram que a população mais pobre está menos impactada pelas fake news por consumir mais as informações da mídia tradicional, utilizar mais os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) e ter menos acesso às redes sociais.

“Elas são bastante impactadas pelas mídias tradicionais, mesmo sendo populações mais carentes. E tem a ação do SUS. São pessoas que são usuárias do SUS. E quando elas conseguem acessar o sistema, os profissionais de saúde se tornam muito importantes na informação”.

Outro dado trazido pela pesquisa é que os evangélicos dão menor credibilidade às vacinas que os católicos e as pessoas que se declararam de outras religiões. Enquanto 60% dos católicos e 49% do terceiro grupo consideram as vacinas totalmente seguras, esse percentual cai para 44% no caso dos evangélicos, o menor percentual entre todos os recortes populacionais.

Seleção de Futebol Master de Angicos conquista título regional

3602fb16-5798-4cf3-b17a-4c9c440d4dcaA seleção de futebol de campo master de Angicos formada por atletas que tem 40 anos de idade ou mais conquistou neste domingo (17) um importante titulo para a nossa cidade.

A 2ª Copa José de Azevedo Sobrinho foi realizada na cidade de Riachuelo em envolveu equipes de diversas cidades do estado do Rio Grande do Norte na categoria master.

A seleção de Angicos chegou a final para enfrentar a equipe da cidade de Riachuelo, e mesmo jogando com o time da casa que contava com o apoio da torcida o selecionado de Angicos não se intimidou e venceu pelo placar de 3 x 1. 

Além do conquistar o titulo e campeã da Copa José de Azevedo Sobrinho a seleção master de futebol de campo de Angicos ainda teve conquistas individuais como o artilheiro e melhor jogador da competição que foi o jogador conhecido como “Manoel de Buza”.

O Prefeito da cidade de Angicos Deusdete Gomes que é um dos apoiadores da seleção master de futebol de campo de Angicos esteve presente na grande final na cidade de Riachuelo e recebeu junto com os atletas a taça de campeão.

5ebe8d37-34aa-4e7a-bf0d-d00354fdfc2c

08ab9bf8-66f8-4a2a-b0c1-af7f44361611

88a00561-4b42-4da5-ac91-a4ef8a458156

Celulares pré-pagos com cadastros desatualizados serão bloqueados em 17 estados nesta segunda, diz Anatel

Resultado de imagem para celulares bloqueados"Os celulares pré-pagos que não tiverem cadastro atualizado depois de terem recebido notificação das operadoras terão as linhas bloqueadas nesta segunda-feira (18).

A medida da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) vale para consumidores dos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Roraima, Sergipe e São Paulo.

Segundo a Anatel, menos de 1% dos 91 milhões de celulares pré-pagos dessas regiões apresenta alguma pendência cadastral.

Esta é última fase da campanha de comunicação aos consumidores com cadastros desatualizados, realizada pelas operadoras Algar, Claro, Oi, Sercomtel, Tim e Vivo, dentro do Projeto Cadastro Pré-Pago, acompanhado pela Anatel.

O objetivo, segundo a agência, é garantir uma base cadastral “correta e atualizada”, a fim de evitar a ocorrência de fraudes (linhas associadas indevidamente a CPFs) e, dessa forma, ampliar a segurança dos consumidores.

Quem tiver a linha pré-paga bloqueada poderá fazer a atualização dos dados cadastrais junto à sua prestadora por meio dos canais de atendimento, como call center e espaço reservado ao consumidor na internet.

Nesse contato, devem ser informados o nome completo e o endereço com o número do CEP. No caso de pessoa física, é necessário o número do CPF e, para pessoa jurídica, o CNPJ. Também poderão ser solicitadas informações adicionais de validação do cadastro.

Para garantir que o SMS de solicitação de recadastramento recebido foi, de fato, encaminhado pela prestadora contratada, o consumidor pode conferir os números utilizados pelas prestadoras para envio destas mensagens na página Cadastro Pré-Pago, no portal da Anatel na internet.

Veja dicas sobre como lidar com a discordância política entre amigos e familiares

Resultado de imagem para discussões politicas"As discussões inflamadas que apartaram parentes durante a eleição presidencial e colocaram o Natal em risco no ano passado voltaram com tudo após a soltura do ex-presidente Lula (PT) no início de novembro deste ano, após decisão do Supremo Tribunal Federal.

Em um mesmo dia, por exemplo, Bolsonaro chamou Lula de cana lha, e o petista ligou o presidente às milícias do Rio de Janeiro.

Especialistas ouvidos pela Folha advogam pela manutenção das relações familiares mesmo quando há discordância política —a não ser que a convivência atinja um nível insuportável.

Em geral, a ideia é tentar conversar civilizadamente e, quando isso não for possível, evitar o assunto. Mas como lidar com discussão de política no WhatsApp da família?

Veja dicas gerais de especialistas:

Discutir política no grupo de WhatsApp da família, sim ou não?

Sim, se as partes conseguirem trocar ideias com respeito, sem querer impor a sua opinião e sem fazer provocações. Isso se houver a possibilidade de a conversa ser produtiva e valer a pena.

Não, se as partes têm tendência a brigar, não aceitam o que o outro pensa e querem apenas convencer o familiar de que ele está errado. Melhor não abordar esse assunto e tratar de outros temas no grupo.

Política no WhatsApp da família deve ser banida para sempre?

Não conversar sobre política é ruim; não se resolve nada ao evitar problemas. Pior ainda, porém, é brigar. Se não tiver autocontrole, melhor banir o assunto.

O ideal, contudo, é manter a conversa aberta. Se fechamos o canal, nunca corrigimos nossos erros e as nossas limitações em entender o outro.

Mas atenção: a comunicação virtual não é necessariamente boa. Ela elimina outros elementos como gestos, expressão facial, distância física e é fragmentada. Tende a reforçar o que já pensamos sobre a outra pessoa.

​​Como discutir política no WhatsApp da família?

Tenha calma

Não faça comentários depreciativos ou irônicos

Não menospreze o outro

Valorize a pessoa e suas ideias, mesmo discordando delas

Lembre que você não está apenas respondendo a ideias, está respondendo a uma pessoa

Considere os argumentos do outro lado

Fale sobre você, como você se sente a respeito do assunto e por quê

Cuidado com as palavras

Como manter a calma e não ofender familiares que pensam diferente?

Imagine que você está no trabalho, na frente de seu chefe, e ele fala algo de que você não goste. Você vai se segurar. Então faça isso em todos os lugares

Respire e conte até dez (ou até cem). Só responda se estiver calmo

Releia o que escreveu antes de enviar

O que fazer se a briga já aconteceu?

O ideal é prevenir a briga, que pode ameaçar a qualidade do relacionamento e causar danos de longo prazo. Mas se ela já ocorreu, é bom pedir desculpas e reconhecer excessos. As partes podem buscar orientação profissional para resolver esse problema

Romper com a família é uma opção?

​Sim, se não há condições de estar bem com o outro. Mas é preciso se perguntar o que de tão terrível o outro lado tem que você jamais pode aceitar, porque há muita gente do outro lado. Será que é o caso de rejeitá-las?

Sair do grupo é uma solução simplista. Excluir relações de família é difícil por conta de vínculos passados. Buscar ajuda profissional é sempre bom.

Fonte: Folha

Antenor Roberto assume o Governo do RN até 4 de dezembro

A governadora Fátima Bezerra transferiu o comando do Governo do Estado do Rio Grande do Norte ao vice-governador Antenor Roberto. A assinatura do termo de transmissão de cargo foi realizada, nessa sexta-feira, 15, no Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, antes de Fátima embarcar para a missão internacional que cumprirá com outros membros do Consórcio Nordeste. O vice-governador assume o exercício do cargo até o dia 4 de dezembro.

“Recebemos o cargo com muita responsabilidade, sobretudo, pela própria autoridade e liderança que a governadora tem. Nós estaremos a todo momento dialogando para que os encaminhamentos fiscais e orçamentários, bem como as iniciativas de legislação que serão encaminhadas à Assembleia Legislativa, sigam rigorosamente o planejamento realizado com Fátima. Serão dias de muito trabalho”, enfatizou Antenor Roberto.

Na ocasião do ato protocolar, Fátima enfatizou a confiança  no trabalho de seu interino. “Entrego o Rio Grande do Norte em excelentes mãos. Antenor tem governado comigo ao longo desses onze meses, temos total sintonia”, disse.

Durante o período de 18 a 22 de novembro, Fátima estará na Europa e, em seguida, irá para a China, a convite do Bank of China, onde participa do seminário de comunicação e cooperação financeira internacional “Um Cinturão, Uma Rota”. As agendas têm como objetivo atrair novos investimentos para os estados nordestinos.

Fátima Bezerra lembrou que a viagem é uma continuidade do trabalho que o Consórcio Nordeste vem desenvolvendo. “Os governadores do Nordeste estão buscando alternativas para, juntos, enfrentar o momento de dificuldade financeira. O Consórcio já mostra resultados, como por exemplo, a perspectiva de economia de R$ 58 milhões na licitação das compras coletivas de materiais hospitalares. Isso é só o começo, vamos ter mais resultados. Nossa região precisa ser vista  de forma diferente, mais atrativa e com todo seu potencial.” 

A missão na Europa terá início na segunda-feira, 18, e conta com uma série de reuniões em busca de investimentos para áreas integradoras da região, como sustentabilidade, infraestrutura, turismo, saúde, segurança pública, saneamento e energias limpas. A comitiva visitará a França, a Itália e a Alemanha com o objetivo de apresentar o funcionamento do Consórcio e as potencialidades do Nordeste, inclusive com a perspectiva de abertura de parcerias público-privadas (PPP). A programação conta com eventos e reuniões com setores econômicos e governamentais em Paris, nos dias 18 e 19, em Roma, no dia 20, e em Berlim, nos dias 21 e 22.

Também participam da missão internacional na Europa, o presidente do Consórcio Nordeste, governador Rui Costa (Bahia), e os governadores Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí) e Belivaldo Chagas (Sergipe), assim como o vice-governador Carlos Brandão (Maranhão). E acompanham a governadora Fátima os secretários de Estado, Fernando Mineiro (Gestão de Projetos e Metas) e Maria da Guia Dantas (Comunicação).

Em Angicos: PT realizou ato pela liberdade nesta sexta feira, dia 15

O Partido dos Trabalhadores (PT) em Angicos que tem a frente o petroleiro Evaristo Filho, conhecido como “Titico de Ambito” realizou uma movimentação pelas ruas de da cidade. 

Além dos militantes petistas outros partidos de esquerda se reuniram e saíram pelas ruas da cidade, em mobilização contra medidas do atual governo e em prol do movimento “Lula Livre”.

De acordo com a organização do movimento este foi satisfatório e supriu as expectativas. 

A movimentação envolveu populares em caminhada, e ainda carros e motos, que fizeram trajeto até o centro da cidade, onde alguns representantes partidários fizeram uso da palavra. 

Casos de chikungunya crescem 546% no RN em 2019; estado tem maior número de registros no Nordeste

Fêmea do Aedes aegypti é responsável pela transmissão da febre amarela, dengue, chikungunya e zika vírus — Foto: Pixabay/DivulgaçãoOs casos da febre chikungunya atingiram números alarmantes no Rio Grande do Norte em 2019, segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde. Com 13.250 casos registrados em 2019, o estado lidera a região Nordeste em número de casos. São 377,8 casos a cada 100 mil habitantes.

Apesar do grande número de casos, oito óbitos foram registrados no Rio Grande do Norte, o equivalente a 42,11% dos óbitos na região Nordeste. O relatório diz que a Bahia também relatou oito mortes. Em 2018, no mesmo período, foram notificados 2.050 casos no RN; uma média de 58,9 casos por 100 mil habitantes. Neste período foram apenas dois casos com morte, segundo o relatório.

A nível nacional, apenas o Rio de Janeiro teve mais registros. Foram 84.309 casos no estado carioca, média de 488,3 casos a cada 100 mil habitantes. Os dados divulgados pelo Ministério correspondem ao período de 30 de dezembro de 2018 a 2 de novembro de 2019.

Foram registrados 31.264 casos de dengue no Rio Grande do Norte, uma incidência de 891,5 casos por 100 mil habitantes. O estado fica atrás de Bahia (65.132) e Pernambuco (36.698) e ocupa a terceira posição no número de registros na região Nordeste. Em 2018 foram 22.011 registros, média de 632,7 casos a cada 100 mil pessoas.

O relatório apontou que o RN foi o segundo estado da região Nordeste com mais casos de zika vírus, atrás apenas da Bahia. Foram 1.229 até 24 de outubro deste ano. No mesmo período de 2018, 522 casos prováveis foram notificados.

O G1 RN entrou em contato com a Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.

G1.RN

Papa compara a Hitler políticos que discursam contra gays, judeus e ciganos

O Papa Francisco comparou a Adolf Hitler políticos que proferem discurso de ódio contra judeus, ciganos e população LGBT. “Confesso que quando ouço alguns discursos de responsáveis pela ordem ou pelo governo, vêm à minha mente as declarações de Hitler em 1934 e 1936”, disse a advogados no Vaticano nesta sexta-feira (15).

Na audiência, o Papa também se disse preocupado com o uso de símbolos nazistas na Europa. “Não é coincidência que nestes tempos há um ressurgimento dos símbolos típicos do nazismo”, afirmou. Ele já havia externado preocupação com o antissemitismo em discurso na quarta-feira.

Quase duas semanas após o encerramento do Sínodo dos Bispos sobre a Amazônia, o Papa Francisco revelou que pretende incluir oficialmente o conceito de “pecado ecológico” na doutrina da Igreja. Na audiência, ele disse que “se está pensando em introduzir no Catecismo da Igreja Católica o pecado contra a ecologia”.

O Catecismo é o livro que resume todo o pensamento e a doutrina da Igreja, especialmente em questões de fé e moral. A inserção desse tipo de pecado no Catecismo faz com que a ideia deixe de ser uma visão pessoal de Francisco e passe a ser oficialmente ensinada pela Igreja.

G1

Pelo menos 70 municípios do RN ficam sem delegados neste fim de semana

Neste final de semana, 38 municípios da região Oeste potiguar estão funcionando com apenas 1 delegado de polícia para atender todas as ocorrências criminais. Além disso, as prisões em flagrantes de 32 outros municípios, incluindo os situados nas regiões de Santa Cruz, João Câmara e Grande Natal, serão encaminhadas aos plantões Zona Norte e Zona Sul da capital potiguar por causa da ausência de delegados voluntários no interior do estado.

Na quinta-feira, 14, os delegados de polícia decidiram manter a mobilização que iniciaram esta semana: não trabalhar fora do horário convencional de expediente, em protesto pela demora do governo em analisar pleitos emergenciais da categoria.

Atualmente, em razão do déficit de efetivo, os delegados além de cumprirem o expediente de segunda a sexta-feira nas delegacias, voluntariam-se a trabalhar nos finais de semana e feriados, mediante o pagamento de diárias operacionais. Porém, eles decidiram, a partir de agora, rejeitar estas diárias.

Os delegados e delegadas que compõem a Divisão de Combate ao Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) também decidiram, por unanimidade, que não irão mais fazer os trabalhos de locais de homicídios fora de sua carga horária.

Segue a lista de municípios que estão sem delegados neste final de semana

PAU DOS FERROS
ÁGUA NOVA
FRANCISCO DANTAS
RAFAEL FERNANDES
RIACHO DE SANTANA
SÃO FRANCISCO DO OESTE
PORTALEGRE
DOUTOR SEVERIANO
ENCANTO
VENHA VER
CORONEL JOÃO PESSOA
RIACHO DA CRUZ
TABULEIRO GRANDE
VIÇOSA
CARAÚBAS
CAMPO GRANDE
TRIUNFO POTIGUAR
PARAÚ
MARCELINO VIEIRA
ALMINO AFONSO
UMARIZAL
LUCRÉCIA
RAFAEL GODEIRO
FRUTUOSO GOMES
OLHA D’ÁGUA DO BORGES
MESSIAS TARGINO
JANDUÍS
ALEXANDRIA
ANTÔNIO MARTINS
MARTINS
SERRINHA DOS PINTOS
JOÃO DIAS
PILÕES
TENENTE ANANIAS
LUÍS GOMES
JOSÉ DA PENHA
MAJOR SALES
PARANÁ
SANTA CRUZ
CAMPO REDONDO
CORONEL EZEQUIEL
JAPÍ
LAJES PINTADA
SÃO BENTO DO TRAIRÍ
JAÇANÃ
BOA SAÚDE
SERRA CAIADA
SENADOR ELOI DE SOUZA
SÍTIO NOVO
TAIPU
BENTO FERNANDES
JANDAÍRA
PARAZINHO
JARDIM DE ANGICOS
TOUROS
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO
RIO DO FOGO
SÃO BENTO DO NORTE
CAIÇARA DO NORTE
PEDRA GRANDE
JOÃO CÂMARA
IELMO MARINHO
CEARÁ-MIRIM
PUREZA
EXTREMOZ
MAXARANGUAPE
POÇO BRANCO
PARNAMIRIM
SÃO JOSÉ DE MIPIBU
MACAÍBA

Ufersa agradece a parlamentares por emendas destinadas à instituição

A Ufersa tem previsão de receber o montante de R$ 1,975 milhão proveniente de emenda parlamentar. Os recursos foram garantidos pelo senador Styvenson Valentim (destinou R$ 750 mil), e também pelos deputados federais Natália Bonavides (destinou emenda de R$ 725 mil) e Beto Rosado (com emenda de R$ 500 mil).

Os valores serão investidos em melhorias na Ufersa. Segundo o reitor, o professor José de Arimatea de Matos, as emendas vão ajudar em pesquisas – como a da revitalização da cultura do alho conduzida pela professora Zuleide Negreiros – e também na Assistência Estudantil. Esses investimentos foram assegurados pelos deputados Beto e Natália, respectivamente.

Já a emenda destinada pelo senador Styvenson, vai ser utilizada na realização da Feira de Ciências do Semiárido de 2020, que na ocasião vai comemorar os seus 10 anos de criação, e também em melhorias para o curso de Medicina com a aquisição de equipamentos e outros investimentos.

Ainda de acordo com o reitor, a Ufersa sempre contou com a colaboração dos parlamentares potiguares. “A Ufersa sempre manteve esse diálogo aberto com os deputados e senadores do Rio Grande do Norte. Sempre fomos muito bem recebidos e temos esse apoio dos nossos parlamentares como agora novamente. Somos gratos a atenção e a disponibilidade da bancada, em especial ao senador Styvenson e aos deputados Natália e Beto, em atender as nossas solicitações de melhorias. Temos a certeza que esses recursos serão investidos e irão se transformar em novas oportunidades de educação para o semiárido brasileiro”, agradeceu Arimatea.

Comunicação Social – Ufersa.

Prazo para descontos de até 95% em operações rurais com BNB termina em dezembro

Resultado de imagem para bnb angicosRestam menos de 30 dias úteis para produtores rurais aproveitarem os benefícios da Lei 13.340/2016, que prevê descontos de até 95% sobre o saldo devedor de operações de crédito em atraso com o Banco do Nordeste. O instrumento tem vigência até 30 de dezembro de 2019.

O saldo de dívidas regularizadas pelo BNB supera R$ 12 bilhões. Já são 343 mil operações repactuadas. No Ceará o montante é de R$ 1,5 bilhão, distribuído em 58,7 mil operações de crédito que estavam em atraso.

Os débitos renegociados podem ser estendidos até 2030, com pagamento das parcelas a partir de 2021. O benefício é válido para produtores rurais com dívidas contratadas até 2011, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

Os interessados em renegociar ou liquidar dívidas rurais em atraso podem procurar sua agência de relacionamento ou entrar em contato com o Banco do Nordeste pelo telefone 0800 728 3030.

Assecom – BNB – RN

REDE IDEAL SUPERMERCADO J. EDÍLSON EM ANGICOS. Procurou? Aqui tem!

ATENÇÃO CLIENTES! CONFIRAM A NOVA PROMOÇÃO DA REDE IDEAL SUPERMERCADO J. EDÍLSON EM ANGICOS…

SACOLÃO POR APENAS 30 REAIS, É ISSO MESMO, TODOS ESSES PRODUTOS POR APENAS 30 REAIS.

CONFIRAM!e076fa83-7534-4c3a-add5-9ed1ec6900b0

Maior hospital público do RN está superlotado e 80 pacientes ficam no corredor

Oitenta pessoas nos corredores, 22 duas no centro cirúrgico e duas salas cheias com pacientes entubados. Esta era a situação até o final da manhã desta quinta-feira (14) do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, maior hospital público do Rio Grande do Norte. A unidade de saúde está superlotada e a direção teme que a situação se agrave durante o feriadão.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou que está tomando medidas para tentar desafogar a unidade. De acordo com o secretário adjunto da pasta, Teotônio Spinelli, a expectativa é de que a situação seja “diluída” nos próximos 15 dias.

Segundo a diretora do Walfredo, Fátima Pinheiro, a superlotação decorre de fatores externos ao Walfredo Gurgel. Um deles é o fim do contrato dos médicos cooperados que atendiam no Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim, na Região Metropolitana. Isso acarretou em um desvio de fluxo de pacientes para o Walfredo.

Além dessa questão, ainda de acordo com Fátima Pinheiro, a Clínica Paulo Gurgel atingiu o teto anual de cirurgias que realiza para o Estado e não está mais recebendo demandas. O Hospital Memorial, que também auxilia nos atendimentos, consegue atender três encaminhamentos do Walfredo Gurgel por dia, o que não está sendo suficiente.

Fátima Pinheiro explica que esse conjunto de fatores tem contribuído para que a unidade fique lotada. De acordo com ela, com a chegada do feriado e do fim de semana, em que comumente aumenta o número de atendimentos e ainda há uma quantidade menor de médicos de serviços, por causa das escalas, a situação pode se agravar.

A diretora procurou a Sesap nesta quinta (14) para uma reunião, visando a tentar encontrar uma solução para o problema. Após o encontro, Teotônio Spinelli afirmou que a Sesap entrou em acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, para pagar o “extra-teto” à Clínica Paulo Gurgel, para que os atendimentos sejam retomados por lá.

Além disso, o adjunto também afirmou que o Hospital Deoclécio Marques voltou a receber novos pacientes nesta quinta (14). “Não esperamos que isso se resolva na próxima semana, mas que esse problema seja diluído nos próximos 15 dias”, declarou.

G1.RN

Mega Promoção da R2 Web para Angicos!

7934697e-594a-4bac-939b-5e57b044fe55A R2 Web, está com uma mega promoção.

Planos a partir de 80 reais, instalação e wi-fi grátis. Venha fazer parte da família R2, a melhor internet da região central.

Em Angicos, peças e manutenção para o seu carro é na GF AUTO CENTER!

08354b31-0647-4fc9-9142-8a97795b7440Além de todos esses serviços oferecemos ainda aos clientes um Scanner de última geração. O Scanner automotivo é um aparelho que recebe e impulsiona, em tempo real, todos os parâmetros operacionais de injeção eletrônica do veículo, com a função de detectar e corrigir eventuais falhas no sistema.

86e2d06d-2433-47f9-8878-19ccd14b3eb5Trabalhamos com mão de obra especializada, são mecânicos com larga experiência em todos os tipos de veículos .

44588043-39f0-4b60-8684-21545176ad1f

Sigam a nossa loja no Instagram no endereço @gfautocenterangicos e fique por dentro das nossas novidades em pecas e serviços.

ATENÇÃO PROPRIETÁRIOS DE VEÍCULOS EM ANGICOS: Aproveitem as promoções da GF AUTO CENTER… Confiram aí!

75c7920c-1562-4008-831d-a49517e31eae

1ba6046d-d7d4-49ee-82a6-64c361901574

ab35ae8e-d1c5-44d6-badc-69a628935fe1

Governo do RN começa a pagar salários de novembro nesta sexta-feira (15)

Governo do RN começa pagamento dos salários de junho nesta sexta-feira (15).  — Foto: Natalia Filippin/G1O Governo do Rio Grande do Norte anunciou que vai começar nesta sexta-feira (15) o pagamento da folha salarial de novembro. Os servidores que recebem até R$ 4 mil, bem como todos os trabalhadores da Segurança Pública, independentemente de valor, deverão ter depositados os valores integrais.

Os outros servidores que ganham acima dos R$ 4 mil receberão 30% dos vencimentos nas suas contas. Os outros 70% serão pagos no dia 29 de novembro. A medida vale para servidores ativos, inativos e pensionistas.

Ainda de acordo com o governo, a antecipação não acontece para os servidores da Educação e dos órgãos com arrecadação própria, que só receberão o salário no dia 29.

Os valores depositados nesta sexta-feira (15) deverão representar R$ 250 milhões, que representa mais da metade da folha total de R$ 431,8 milhões para o mês.

O governo ainda garantiu, que o 13º salário de 2019 será pago neste ano. Sobre o pagamento de três folhas em atraso – de novembro, dezembro e 13º de 2018 – o Poder Executivo afirmou que trabalha para conseguir recursos extras e quitá-las.

%d blogueiros gostam disto: