Investigação: Promotor de Justiça de Angicos instaura três Procedimentos Administrativos

projeto

Na edição deste sábado (20) do Diário Oficial do Estado têm espaço três portarias oriundas da representação do Ministério Público do RN na comarca de Angicos, região Central potiguar.

Os atos têm a assinatura do promotor de Justiça Augusto Carlos Rocha de Lima e tratam da instauração de três Procedimentos Administrativos.

Um deles visa acompanhar as providências para construção do novo Abatedouro de Angicos e, neste sentido, o fiscal da lei requisita ao Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater/RN) que lhe informe, em 20 dias, a previsão para entrega da nova unidade de processamento de carnes de Angicos.

Outro tem por finalidade acompanhar a realização de cirurgia ortopédica no Sr. Damião José da Silva Sobrinho, em Afonso Bezerra, sendo determinada pelo agente ministerial a notificação do secretário municipal de Saúde de Afonso Bezerra para sanar a irregularidade narrada no Procedimento ou justificar sua omissão.

A última averiguação criada pelo promotor público angicano tem por fim  acompanhar as providências para instauração e conclusão de Inquérito Policial sobre as mortes de Reginaldo Pereira e José Anaerton da Silva, em 20 de julho de 2017, sendo reivindicado à Delegacia de Polícia a instauração, em 15 dias, de Inquérito Policial para apurar os fatos descritos no Procedimento, bem como a remessa, no prazo legal, do apuratório à Promotoria de Justiça.

Blog Pauta Aberta;

%d blogueiros gostam disto: