Maior parte dos infectados pelo novo coronavírus no RN não apresenta mais sintomas, diz Sesap

A maior parte dos pacientes confirmados com infecção pelo novo coronavírus no Rio Grande do Norte não apresentam mais sintomas da covid-19, afirmou nesta segunda-feira (23) a Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap). O Estado tem atualmente 13 casos confirmados, 280 suspeitos e 43 descartados.

“Aqui no RN, desses 13 casos confirmados, poucos pacientes permanecem manifestando sinais e sintomas. A maioria já não apresenta mais nenhum sinal nem sintoma da doença”, disse Alessandra Luchessi, subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap/RN), sobre a situação de coronavírus no Estado para o programa “Manhã Agora”, da Agora FM (97,9).

Na entrevista, Alessandra explica que o crescimento exponencial do número de casos, tanto confirmados quanto suspeitos, não é tão diferente do que era imaginado, tanto para o Brasil e para o RN. “O que a gente observa é que tivemos um déficit muito grande para os resultados dos exames, quando estavam enviando pro Instituto Evandro Chagas, que é nosso laboratório de referência nacional. Hoje realizamos testes aqui no RN e já começamos a ter um cenário mais palpável e com alteração todos os dias”, disse a subcoordenadora.

Com o aumento de casos na última semana, foi revelado que há um potencial de transmissão local. “Já conseguimos constatar isso em três domicílios: em Natal, Mossoró e Parnamirim. É algo que tende a aumentar nos próximos dias. Como pessoas que moram em outros municípios vem trabalhar em Natal e a noite voltam para suas casas, elas podem ser potenciais transmissores da doença.”, explica.

“Por isso, essas medidas que a gente chama de preventivas, como ficar em casa, são essenciais para que a gente consiga, de alguma forma, conter essa transmissão do vírus. Quanto menos pessoas circularem, menores são as chances de transmissão”, complementa.

No Brasil, 25 pessoas morreram em decorrência do novo coronavírus

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, confirma a primeira morte por Covid-19 em São Paulo, durante entrevista à imprensa

Dados divulgados hoje (23) pelo Ministério da Saúde mostram que o número de mortes em decorrência da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, subiu de 18 para 25 de ontem para hoje. Já o número de pessoas que contraíram o vírus passou de 1.128 para 1546.Os números foram apresentados pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em coletiva transmitida pela TV Brasil.

Na última sexta-feira (20), o Ministério da Saúde reconheceu a transmissão comunitária do coronavírus (Covid-19) em todo o país. Segundo a pasta, com a nova atualização, todos os estado brasileiros possuem casos do novo coronavírus. A Região Sudeste concentra o maior número de casos (926), seguida da Região Nordeste (231), da Sul (179), da Centro-Oeste (161) e a Região Norte (49).

São Paulo acumula o maior número de casos (631), seguido por Rio de Janeiro (186), Distrito Federal (117), Ceará (112), Minas Gerais (83) e Rio Grande do Sul (73).

Em seguida vem Santa Catarina (57), Paraná (50), Bahia (49), Pernambuco (37), Amazonas (26), Espírito Santo (26), Goiás (21), Mato Grosso do Sul (21), Acre (11), Sergipe (10), Rio Grande do Norte (nove), Alagoas (sete), Pará (quatro), Piauí (quatro), Rondônia(três), Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Tocantins e Rondônia (dois cada). Amapá e Paraíba (um).

De acordo com o ministro, a estimativa é que metade da população seja contaminada pelo novo coronavírus e que, desse total, mais da metade não vai apresentar sintomas. Segundo Mandetta, cerca de 15% das pessoas que apresentarem os sintomas precisarão de internação hospitalar.

AGÊNCIA BRASIL

“Hora de focar no enfrentamento da crise”, diz Rodrigo Maia sobre adiar eleições municipais

Resultado de imagem para RODRIGO MAIS

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), discordou nesta domingo (22), da necessidade imediata de se discutir o adiamento das eleições municipais, agendadas para outubro. Para ele, o debate deve ficar para depois, ante a necessidade de enfrentamento da pandemia da covid-19 e da consequente crise sanitária e econômica no país.

“Hora de focar no enfrentamento da crise”, disse Maia ao jornal O Estado de S. Paulo. “Vamos cuidar do combate ao vírus “

O presidente da Câmara afirmou que entende que não haverá necessidade de adiar o pleito de prefeitos e vereadores, caso as projeções de seu correligionário, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, estejam corretas. O ministro previu um aumento das infecções em abril, maio e junho, seguido de estabilização em julho e agosto e decréscimo da curva em setembro.

“Se a projeção na curva de contaminação do ministro Mandetta estiver certa, não haverá necessidade de adiar a eleição”, avaliou Maia.

O deputado ainda lembrou que o ministro Luís Roberto Barroso, que será presidente do Tribunal Superior Eleitoral a partir de maio, se manifestou contrário à ideia.

Governo autoriza teletrabalho para funcionalismo público do RN

Centro Administrativo do Rio Grande do Norte — Foto: Bruno Vital/G1

O Governo do Rio Grande do Norte autorizou o teletrabalho aos servidores, empregados públicos, estagiários, bolsistas e terceirizados do estado. A medida é uma forma de tentar conter o avanço do contágio pelo novo coronavírus e foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Estado, neste domingo (22).

Para que os servidores possam começar a trabalhar de forma remota, é necessário preencher um ato de requisição, que será submetido à avaliação do gestor de cada órgão do Executivo estadual. O Governo ressalta que a medida não vale para profissionais, bolsistas, estagiários e terceirizados da saúde.

A tramitação dos processos de teletrabalho terá prioridade para os portadores de doenças crônicas, gestantes ou lactantes, usuários de transporte público, diabéticos ou hipertensos, pessoas em tratamento oncológico, servidores imunodeprimidos ou que tenham filho menor de 12 anos.

O decreto ficará vigente “enquanto durar o estado de pandemia pelo novo coronavírus”.

Campanha de vacinação contra a gripe começa para idosos

Resultado de imagem para VACINAÇÃO CONTRA GRIPE

A Campanha Nacional de Vacinação começa nesta segunda-feira (23) inicialmente para idosos e trabalhadores da saúde. A ação foi antecipada neste ano para ajudar na identificação de pacientes com coronavírus – a imunização não tem eficácia contra o vírus, mas como os sintomas da doença são parecidos com os da gripe, a medida facilita os diagnósticos por exclusão.

A campanha vai contar com mais duas etapas e a meta é vacinar 67,6 milhões de pessoas em todo o país até 22 de maio, e com isso reduzir o movimento de pacientes nos hospitais e postos de saúde. O Ministério da Saúde vai distribuir 75 milhões de doses aos estados.

Os idosos acima de 60 anos estão no grupo de maior risco para o coronavírus, com letalidade de 15% para o grupo acima de 80 anos. Eles também são considerados mais vulneráveis à gripe. Segundo o governo, eles são 20,8 milhões de pessoas no país.

A próxima etapa da campanha contra a gripe começa no dia 16 de abril e vai imunizar. doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento.

A última fase, que começa no dia 9 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

A vacina contra a gripe, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2). Ainda não há vacina contra a Covid-19.

Número de casos de coronavírus confirmados no RN sai de 9 para 13

O número de casos confirmados de coronavírus no Rio Grande do Norte saiu de 9 para 13, conforme divulgou a Secretaria Estadual de Saúde na noite deste domingo (22). Só em Natal são 9 casos, de acordo com a Sesap.

Os casos confirmados estão em três cidades: Natal (9), Parnamirim (3) e Mossoró (1).

Governo do RN decreta o fechamento de bancos, bares, restaurantes, igrejas e academias

Resultado de imagem para ATENDIMENTOS EM BANCOS

O Governo do Rio Grande do Norte decretou o fechamento das agências bancárias, academias e templos religiosos no estado por duas semanas a partir desta sexta-feira (20). A informação foi divulgada pela governadora Fátima Bezerra por meio de transmissão ao vivo no Instagram.

Em dois de abril, o Governo fará uma avaliação para decidir se a decisão será suspensa ou prorrogada. Bares e restaurantes também foram afetados, mas por período menor: cinco dias. Na próxima terça-feira (24), será decidido o decretado será mantido para estes estabelecimentos.

Segundo o Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Norte, denúncias de aglomerações nas agências foram enviadas ao governo estadual, além da mobilização nas redes sociais em prol do fechamento de atendimentos bancários ao público.

“Seria um contrassenso do governo que tanto prega evitar aglomerações, continuar permitindo a grande concentração de pessoas nas agências”, expressa a nota do sindicato enviado à imprensa.

Maiores shoppings do RN, Midway Mall e Natal Shopping deixam de funcionar

Os maiores shoppings do Rio Grande do Norte, o Midway e o Natal Shopping, ambos em Natal, divulgaram nesta sexta-feira (20) que vão suspender suas atividades em razão do novo coronavírus.

O Midway fechará por tempo indeterminado, a partir deste sábado (21). Já o Natal Shopping, anunciou que também fecha neste sábado, mas que deve reabrir no dia 15 de abril.

Em nota, o Midway informou que o objetivo é proteger os clientes, lojistas e colaboradores da pandemia do novo coronavírus. Excepcionalmente, o hipermercado Extra, as farmácias e as clínicas continuarão funcionando.

O Natal Shopping esclarece que ficam mantidos os acessos às farmácias e clínicas de atendimento à saúde e reitera que as operações de delivery funcionarão normalmente.

BRASIL tem 7 mortes e 647 infectados pelo coronavírus em 21 estados e no DF

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 22h10 desta quinta-feira (18), 647 casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil em 21 estados e no Distrito Federal.O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na tarde desta quinta, contabiliza 621 infectados. O Piauí identificou os três primeiros casos da doença no estado.

Duas mortes foram confirmada no Rio de Janeiro nesta quinta-feira pela secretaria de Saúde. Em São Paulo, foram registradas cinco mortesaté o momento pelo governo estadual, o que eleva ao total de óbitos no Brasil para sete. O Ministério da Saúde registrou quatro mortes em SP e duas no RJ.

Também nesta quinta, a secretaria de Saúde de Alagoas atualizou o número de 1 para 4 casos. O Rio Grande do Sul registrou mais casos confirmados e agora registra 37 infectados. A secretaria de saúde do Paraná informou que o estado registra 23 casos. Em São Paulo, o número de casos confirmados do novo coronavírus aumentou de 240 para 286.

EstadoSecretarias da saúdeMinistério da Saúde
AC33
AL44
AP00
AM33
BA3130
CE2420
DF4242
ES1311
GO1512
MA00
MT00
MS97
MG2929
PA11
PB11
PR2323
PE2828
PI30
RJ6665
RN11
RS3728
RO00
RR00
SC2120
SP286286
SE66
TO11
Total647621

De acordo com o ministério, há transmissão comunitária em algumas áreas do país. A pasta cita dois estados, três capitais e uma região de um estado no Sul. A transmissão comunitária ou sustentada é aquela quando não é possível rastrear qual a origem da infecção, indicando que o vírus circula entre pessoas que não viajaram ou tiveram contato com quem esteve no exterior.

A transmissão comunitária está configurada nos estados de São Paulo e de Pernambuco. Além disso, ocorre isoladamente em três capitais: Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre (além das capitais de SP e PE, já incluídas acima).

Por fim, a pasta também considera o mesmo status apenas para o sul de Santa Catarina, mais especificamente a região da cidade de Tubarão. A declaração não vale para todo o estado.

G1.COM

Secretário de Obras de Angicos Manoel Macedo esclarece motivo de túmulos caídos no cemitério da cidade

Resultado de imagem para manoel macedo angicos

Um assunto que repercutiu nas redes sociais em Angicos nesta quinta-feira, dia 19 foram fotos postadas que mostram túmulos completamente caídos dentro do cemitério público da cidade de Angicos. Após a postagem das fotos muito se comentava sobre a possibilidade de alguém ter invadido o cemitério e causado um ato de vandalismo destruindo a sepultura.

De imediato a nossa reportagem entrou em contato com o Secretário Municipal de Obras e Urbanismo de Angicos Manoel Macedo que sempre nos atende com muita presteza e esse nos afirmou que já tinha estado no interior do cemitério municipal e disse ainda a nossa reportagem que houve o arreamento das paredes do túmulo causado principalmente pelas chuvas caídas em nossa cidade.

Manoel nos relatou ainda que entrou em contato com os familiares dos angicanos sepultados no túmulo que teve sua estrutura arreada comunicando do fato e que os mesmos já estavam providenciando de maneira urgente um profissional para realizar o concerto da estrutura. Enquanto isso não acontecia os funcionários do cemitério estavam realizando um paliativo a fim de manter a dignidade e o respeito aos angicanos sepultados no túmulo danificado.

Em outro túmulo que aparece caído em fotos postadas nas redes sociais Macedo nos disse que este foi demolido pela própria família pois era de alvenaria para ser reconstruído em pedra de mármore.

SEEC emite nota com recomendações sobre suspensão das atividades presencias

A Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC) informou nesta quinta-feira, 19, sobre o funcionamento das unidades de ensino e Diretorias Regionais de Educação e Cultura (DIREC). As mudanças são oriundas da suspensão das atividades presenciais nas escolas pelo Decreto n. 29.524, de 17 de março de 2020 para a prevenção contra o novo coronavírus. 

Em nota técnica, a  SEEC informa que é necessário manter os atendimentos essenciais à comunidade escolar, mas as diretorias e as escolas devem, preferencialmente, prestar atendimento por meio eletrônico ou telefônico, limitando o atendimento presencial aos casos de emergência. A gestão da escola deverá disponibilizar informações sobre esses meios de contato e construir horários especiais de atendimentos nos moldes de plantão dos trabalhos de gestores, técnicos e terceirizados, organizados de forma reduzida e em escalas, a serem amplamente divulgados com a comunidade escolar.

Outro ponto abordado é sobre as atividades das equipes gestora, pedagógica e docente. “Elas podem continuar, de forma voluntária e solidária, acompanhando as necessidades dos estudantes, por meio digital e no SIGEduc, sobretudo em relação às dúvidas quanto aos cuidados e atitudes que ajudem a preservar o seu bem-estar e de suas famílias, selecionando informações com embasamento teórico-científico, evitando o pânico e a proliferação das Fake News”, explica Márcia Gurgel, secretária adjunta de Educação do RN. 

A nota também aborda sobre os ambientes digitais que a SEEC está desenvolvendo para atender professores e alunos no campo do ensino digital. Recomendações sobre os cuidados com o atendimento presencial integram o texto, como a disponibilização de sabão, água e álcool em gel nas unidades de ensino. 

O texto ainda informa que as questões relativas à reposição e calendário letivo só serão redefinidas após o período da suspensão das atividades presenciais. O documento pode ser acessado clicando aqui.

ASSECOM – GOVERNO DO RN

Segunda parcela do FPM correspondente ao mês de março tem crédito nesta sexta-feira

A segunda transferência do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deste mês entra nas contas municipais nesta sexta-feira (20), conforme calendário da Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Com base nos dados públicos, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) estima a partilha de quase R$ 521 milhões, entre as 5.568 prefeituras, considerando o porcentual destinado a educação.

Sem a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), no segundo decêndio, o Fundo totalizará R$ 651 milhões.Por conta da redução de quase 14% no primeiro repasse, o valor positivo não será suficiente para cobrir a redução de 11% deste mês.

Isso em termos nominais e em comparação com o mesmo período de 2019, registra informação do portal virtual da CNM.  Ao aplicar a inflação do período, sobre os montantes, o saldo positivo do decêndio reduz de 10,89% para 7,42%.Em relação ao acumulado do mês, a soma dos primeiro e segundo decêndio do Fundo apresenta redução de 13,79%.Em números nominais, os municípios partilharão R$ 651.200.441,43.

Desse total, 2.454 localidades de coeficientes 0,6 ficarão com quase R$ 129 milhões enquanto 166 municípios de coeficientes 4,0 vão dividir R$ 83,4 milhões.De modo geral, até o momento, o Fundo apresenta crescimento de 2,73%, sem considerar os efeitos da inflação e em comparação com o mesmo período do ano passado, com a inflação o Fundo fica negativo em -1,16%.

Santuário de Santa Rita de Cássia suspende atividades por 30 dias

A Prefeitura de Santa Cruz suspendeu por 30 dias o funcionamento do Santuário de Santa Rita de Cássia, como uma das ações emergenciais de combate ao coronavírus no município.

O Decreto N° 1.846, assinado pelo prefeito Ivanildinho Ferreira, determina que o fechamento do local ocorra a partir desta quinta-feira (19). Além da visitação, estão proibidas as atividades de ambulantes e prestadores de serviços no local.

O decreto municipal ainda específica que a determinação pode ser alterada de acordo com a situação do país ao longo das próximas semanas.

A medida visa preservar a saúde das pessoas, tendo em vista que grande parte dos visitantes são idosos, além de tentar minimizar a transmissão do vírus na cidade.

Governo do RN decreta estado de calamidade pública pelo coronavírus

O Governo do Rio Grande do Norte editou outro decreto para enfrentamento à crise decorrente da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O documento, assinado pela governadora Fátima Bezerra, foi publicado na edição desta sexta-feira (20) do Diário Oficial do Estado (veja AQUI), e decreta estado de calamidade pública para o Rio Grande do Norte.

O decreto se baseia no artigo 65 da Lei Complementar Federal nº 101, de 4 de maio de 2000 (a chamada Lei de Responsabilidade Fiscal – que estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal) e leva em conta que a referida crise impõe o aumento de gastos públicos e o estabelecimento das medidas de enfrentamento da emergência de saúde pública, de importância internacional decorrente da pandemia.

A crise gerada pela pandemia do vírus acentua o estado de calamidade financeira no estado, reconhecido por meio do Decreto Estadual de número 26.689, de 2 de janeiro de 2019, ratificado pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Votação em caráter extraordinário

Para o atual decreto, editado por conta do novo coronavírus, será realizada uma votação em caráter extraordinário, já anunciada pelo presidente da Assembleia Legislativa do RN, deputado Ezequiel Ferreira de Souza.

“Tomamos a iniciativa de enviar para Assembleia Legislativa um decreto que declara estado de calamidade pública em razão da pandemia da Covid-19. Essa iniciativa se soma às muitas que já tomamos desde que a pandemia se tornou motivo de preocupação para todos nós. Estamos trabalhando de forma incansável, 24 horas, numa verdadeira força tarefa, para proteger a saúde do povo do nosso Estado”, justificou a governadora.

Em diálogo com os mais variados segmentos da sociedade: trabalhadores, empresários, especialistas em saúde pública, o Governo do Estado afirma que tem atuado em um conjunto de medidas para prevenir e controlar a proliferação do novo coronavírus no RN.

Em princípio, serão investidos R$ 40,5 milhões para controle da doença no RN, dentre os quais R$ 35,7 milhões irão para Saúde; R$ 1,8 milhão para Administração Penitenciária; e R$ 3 milhões para ações de defesa do consumidor pelo PROCON. A aquisição das tornozeleiras eletrônicas para impedir que a pandemia se alastre no sistema prisional contou com o auxílio de R$ 300 mil do Tribunal de Justiça (TJ).

“No campo da saúde, fechamos uma parceria com o Instituto de Medicina Tropical da UFRN para ampliarmos os testes diagnósticos, já que pelo Governo Federal recebemos um quantitativo inferior a 100 unidades para todo o RN”, afirmou Fátima.

Outras medidas incluem a contratação de pessoal, via processo seletivo simplificado, para atender a maior demanda gerada em razão da pandemia, além da abertura de mais de 100 novos leitos de UTI.

Paróquia de São José dos Angicos encerra festividades do padroeiro de forma antecipada

Resultado de imagem para são jose dos angicos padre jailton

Na tarde desta quinta-feira, dia 19 de março quando a comunidade católica celebra o dia do seu padroeiro São José o Pároco Padre Jaílton Soares esteve na Rádio Cabugi Central de Angicos aonde falou sobre o encerramento das festividades religiosas do padroeiro de maneira antecipada.

Já haviam sido realizadas duas celebrações eucarísticas, sendo uma as 6 horas da manhã e a outra as 9 horas da manhã e a tradicional procissão já havia sido cancelada no dia anterior através de nota emitida pela paróquia.

De acordo com o Pároco a missa que aconteceria as 16 horas e 30 minutos foi cancelada pelo fato de os fieis não terem atendido o apelo de permanecerem em casa ouvindo a transmissão da Santa Missa pelo rádio ou assistindo pela live no Facebook da paróquia conforme fora pedido no dia anterior, daí, a decisão de cancelar a última celebração da tarde objetivando não haver outro grande acumulo de pessoas ferindo a determinação do governo do estado que através de decreto mandou sustar qualquer evento de qualquer natureza em território potiguar que aglutine mais de 100 pessoas.

Assembleia de Deus no RN suspende grandes eventos e pede reuniões com menos de 100 pessoas

A Assembleia de Deus no Rio Grande do Norte (IEADERN) cancelou eventos de grande porte até o fim do primeiro semestre deste ano. A decisão levou em conta as recomendações do poder público sobre a pandemia do coronavírus.

O tradicional Culto da Restauração, que sempre acontece na última quarta-feira de cada mês, foi cancelado. A Assembleia determinou que as reuniões sejam mantidas com público inferior a 100 pessoas.

Além disso, a IEADERN também recomenda aos fieis que mantenham a distância mínima de segurança, seguindo os protocolos de higiene pessoal definidos pelo Ministério da Saúde.

Dia de São José com chuvas no RN

No Dia de São José, 19 de março, que pela tradição se houver chuva é sinal de bom inverno e consequente boa colheita e fartura no ano, as regiões Oeste e Central do Rio Grande do Norte registraram chuvas de ontem (18) às 07h da manhã até hoje no mesmo horário com chuvas em 55 postos de monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN).

No Oeste, os municípios que mais choveram foram Apodi (60mm), Felipe Guerra (51mm) e Dr. Severiano (38,7mm). Já na Central Potiguar, os municípios de Serra Negra do Norte (56,3mm), Parelhas (39,6mm) e Timbaúba dos Batistas (32mm) foram os que mais choveram. O boletim completo, referente ao período das 07h da manhã de ontem (18) até o mesmo horário de hoje, pode ser acessado em emparn.rn.gov.br, ícone azul Chuvas Diárias e aba Meteorologia.

ASSECOM/ GOVERNO DO RN

Possível morte por coronavírus é investigada em Parnamirim, no RN

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap) e a Secretaria de Saúde de Parnamirim (Sesad) estão investigando a morte de uma mulher de 47 anos, que morreu na manhã desta quinta-feira (19) na UPA Nova Esperança, localizada na cidade da Grande Natal. A mulher pode ter contraído o coronavírus antes de morrer.

Em nota, a Sesad afirmou que está seguindo os protocolos de identificação. Os resultados serão divulgados assim que concluídos. A governadora do estado, Fátima Bezerra, se pronunciou no Twitter sobre o caso.

O filho da vítima contou que a mãe começou a ter sintomas fortes na última terça-feira (17): tosse seca, febre e dificuldade de respirar. No mesmo dia, ela foi atendida em um consultório particular e o médico suspeitou de coronavírus. “O doutor achou que poderia ser Covid-19 ou pneumonia”, disse o jovem ao Agora RN.

Ela foi então encaminhada para a UPA Nova Esperança, em Parnamirim, ainda na terça. Ficou sob observação até a noite, quando foi liberada para ir para casa. “O médico da UPA até queria fazer os testes do novo vírus, mas a recomendação que recebeu é de não fazer exames em pessoas que não tiveram contato com estrangeiros. E minha mãe não teve esse contato direto”, relatou.

Já nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (19), em casa, a mulher começou a passar mal com falta de ar. A SAMU foi acionada, mas a vítima não resistiu e morreu na UPA. “A causa da morte, inicialmente, não foi detectada. Agora me informaram que irão fazer os exames para saber se ela estava com coronavírus ou não”, disse. O jovem também afirmou que a mãe não tinha conhecimento de doenças crônicas.

Até agora, o Rio Grande do Norte tem apenas um caso de coronavírus confirmado e 108 suspeitos.

Confira a nota da Sesad na íntegra:

A Secretaria Municipal de Saúde de Parnamirim (SESAD), juntamente com uma equipe da Secretaria Estadual de Saúde (SESAP), estão realizando neste momento os protocolos de identificação a respeito de óbito ocorrido na manhã desta quinta (19) na cidade de Parnamirim, a fim de determinar a sua causa. Tão logo os resultados sejam concluídos, serão divulgados. Todos os procedimentos de classificação de risco e de atendimento foram devidamente cumpridos neste caso. Todos os profissionais de saúde de Parnamirim e do RN estão fazendo o seu melhor, para contribuir na superação deste momento de crise epidêmica mundial.

PORTAL AGORA RN

%d blogueiros gostam disto: