RN tem 475 mil pessoas sem trabalho, aponta IBGE

Ao todo, 209 mil pessoas procuram emprego no RN — Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos PúblicasO Rio Grande do Norte tem 475 mil pessoas sem trabalho. Desse total, 209 mil são pessoas desocupadas (que estão em busca de emprego), 188 mil são desalentados (que não procuraram emprego, mas tem interesse em trabalhar) e 78 mil são indisponíveis (que gostariam de trabalhar, mas não tem disponibilidade para assumir).

Os dados são referentes ao primeiro trimestre deste ano e foram colhidos na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) e divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (16).

A taxa de desemprego no estado neste primeiro trimestre foi de 13,8%. Esse número é contabilizado após cálculos relacionados às categorias de “pessoas ocupadas”, “pessoas subocupadas por insuficiência de horas” e “pessoas desocupadas”. A soma desses grupos é de 1 milhão e 509 mil pessoas, que compõem a “força de trabalho”.

Nesse cálculo, portanto, as categorias de “desalentados” e “indisponíveis” – referentes às pessoas que estão sem trabalho, mas não estão em busca de emprego – não são relevantes.

Veja os números

  • 1 milhão e 127 mil pessoas ocupadas
  • 173 mil subocupadas por insuficiência de horas
  • 209 mil pessoas desocupadas
  • 188 mil desalentados
  • 78 mil indisponíveis

A taxa no número de pessoas desocupadas aumentou em 0,4% em relação à pesquisa do semestre passado. Em relação ao mesmo período de 2018, o número caiu 1,1%. O IBGE entende que houve uma “estabilidade da taxa”. O Rio Grande do Norte tem a 4ª menor taxa de desocupação no Nordeste.

G1.RN;

Afonso Bezerra: Ação judicial quer que município realize eleições para diretores escolares

O Ministério Público do RN (MPRN) está movendo uma Ação Civil Pública (ACP) contra o município de Afonso Bezerra, região Central do estado, para requerer que a Justiça obrigue a Prefeitura a realizar eleições diretas para a escolha dos diretores, vice-diretores, coordenadores pedagógicos e coordenadores administrativo-financeiros de todas as escolas da rede pública municipal de ensino.

A ACP é reflexo de investigações pertinentes a um inquérito civil sobre o descumprimento, por parte do município, da regra legal que prevê as eleições mencionadas.

O MPRN constatou que, desde a promulgação das leis em 2008, há 11 anos, portanto, o requerido descumpre a norma municipal.

O fato é veiculado por intermédio da página eletrônica do MPRN na internet.

A justificativa para o não cumprimento da regra legal tem sido a suposta impossibilidade de realização dos cursos de preparação previstos em leis municipais, pois gerariam custos financeiros.

Ocorre que município de Afonso Bezerra é hoje um dos que mais recebem royalties de petróleo no estado do RN.

De acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), foi recebida, de janeiro a março de 2019, a quantia de R$ 2.143.277,67.

Os recursos podem ser utilizados em quase todas as despesas públicas, à exceção de despesas com pessoal e pagamento de dívidas.

Desta forma, para o MPRN, não há impedimento para que a verba oriunda dos royalties seja destinada para custear esses cursos preparatórios.

Além disso, em 2018, o município teve superávit de R$ 4.068.282,77, conforme Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO) publicado em janeiro de 2019.

O MPRN ainda pede que o município seja obrigado a implementar os cursos preparatórios previstos em lei.

Blog Pauta Aberta;

Prefeitos do Vale do Açu propõem criação de consórcio regional de saúde

Os prefeitos da região do Vale do Açu apresentaram à governadora Fátima Bezerra a proposta da criação de um consórcio regional de saúde, visando à resolutividade das demandas reprimidas nesta área de extrema importância para a qualidade de vida da população. A reunião aconteceu nesta quinta-feira (16), no Gabinete Civil, a pedido do deputado George Soares, e contou com a presença do secretário de estado da Saúde, Cipriano Maia, cuja pasta será o principal pilar desta pactuação.

Por sugestão da chefe do Executivo estadual, o secretário vai se reunir na próxima semana com os secretários municipais para que juntos possam elencar as potencialidades de cada município, bem como as  dificuldades, e assim criem as condições para solução dos entraves do setor, como é o caso das cirurgias eletivas, atendimento obstétrico, serviços de urgência e emergência e atendimento médico especializado. “Eu quero instalar pelo menos oito policlínicas nas principais regiões, para que as pessoas possam ser atendidas pelo médico especialista perto de casa”, declarou Fátima.

O prefeito de Assu, Gustavo Soares, apresentou a necessidade de uma UTI para a região, que tem cerca de 150 mil habitantes. “Com o consórcio, iremos avaliar as prioridades e otimizar o uso dos recursos”, disse. Ele também sugere ampliar o atendimento da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de sua cidade, contemplando as cidades vizinhas. 

Além da pauta da saúde, os prefeitos Alaor Pessoa (Itajá), Reno Marinho (São Rafael), Valderedo Bertoldo (Ipanguaçu), Flaudivan Martins (Pendências), Tiago Meira (Carnaubais), Abelardo Rodrigues (Alto do Rodrigues) e Josivan Bibiano (Serra do Mel) apresentaram pleitos relativos à segurança, recursos hídricos e estradas.

A secretária-adjunta do Gabinete Civil, Samanda Alves, estava presente e ficou responsável por dar encaminhamentos às solicitações dos gestores. O deputado Geoge Soares e o vice-governador Antenor Roberto também participaram da reunião, que contou com a presença de alguns representantes das secretarias municipais de saúde.   

ASSECOM/GOVERNO DO RN;

Nota da empresa que fornece internet a R2 WEB em Angicos

A empresa que presta serviços de internet a R2 Web comunica aos clientes que Houve um rompimento de um cabo de fibra, o mesmo faz transmissão de internet ao servidor principal de Angicos.

Esse fato ocasionou um pouco de lentidão devido uns problemas com nossa operadora.

No momento estamos com com múltiplos rompimentos em trechos de alta capacidade entre Recife e Fortaleza, que se encontra afetando sua localidade.

Nossa equipe de engenharia atuou pela madrugada e estamos atualmente no cenário de menor impacto.

Estamos com equipes de campo na tratativa e um dos trechos pode ser restabelecido a qualquer momento.

Pedimos desculpas pelo inconveniente e agradecemos a sua compreensão.

Por esse motivos elencados pela empresa que presta serviços de fornecimento de internet a R2 WEB em Angicos, ratificamos  que está sujeito a ficar sem acesso em breve.

Em Angicos: Servidores públicos e estudantes vão as ruas em protesto contra a reforma da previdência e cortes na educação!

IMG_20190515_161047

IMG_20190515_161058A exemplo do que aconteceu em todos os estados do país nessa quarta-feira, dia 15 de maio com grandes mobilizações contra a reforma da previdência social e os cortes de recursos da educação propostos pelo governo federal as entidades sindicais que representam servidores públicos estaduais e federais, como também os estudantes do ensino básico e universitário estiveram participando do um grande protesto que tomou conta das ruas de Angicos.

As entidades sindicais, tais como, Sinte, Adufersa, Sintest, Sindspan, Sindictato do Trabalhadores Rurais e centros acadêmicos de cursos da Ufersa puxaram o evento que contou com uma grande participação popular.  

A concentração aconteceu no pátio do terminal rodoviário de Angicos e a passeata percorreu as principais ruas da cidade encerrando-se no pátio da Igreja Matriz aonde representantes sindicais, membros da classe politicas, professores, dentre outros profissionais participaram expondo suas falas contra a reforma da previdência social proposta pelo governo federal e contra o corte de recursos da educação que atingem em cheio as universidades federais e os Ifrn’s em  pontos cruciais, como, o pagamento de terceirizados e principalmente programas de pesquisa e extensão.

No pátio da Praça José da Penha estudantes de cursos da Ufersa, Campus de Angicos expuseram projetos de pesquisa, tais como os da área de robótica para  demonstrar a população que os avanços na pesquisa acadêmica são latentes e que dinheiro em educação não é gasto é investimento.

Foi uma  tarde pra ficar marcada na história de Angicos aonde o povo saiu as ruas em um ato democrático de protesto contra um governo que não demonstra valorização aos educadores e estudantes chegando a taxa-los de idiotas e imbecis.

Um fato lamentável que se faz necessário registrar foi o lançamento de ovos contra  a passeata quando esta passava pela Avenida Senador Georgino Avelino, artéria central de nossa cidade.

Este não deixa de ser uma atitude extremo e de falta de respeito a atos democráticos de direito, demonstrando assim de forma latente, o ódio expelido por alguns apoiadores do atual presidente que incita esse tipo de atitude quando membros do seu governo chamam protestos de balburdia e quando o próprio chefe da nação trata educadores  e estudantes como idiotas, imbecis e manipulados.

IMG_20190515_160514

IMG_20190515_161440

IMG_20190515_164136

IMG_20190515_164142

IMG_20190515_164220

IMG_20190515_164231

IMG_20190515_164802

IMG_20190515_164858

IMG_20190515_165112

IMG_20190515_165124

IMG_20190515_165207

IMG_20190515_165236

IMG_20190515_170645

IMG_20190515_172703

IMG_20190515_172721

IMG_20190515_172754

RN tem atos em Natal e pelo menos 11 cidades do interior contra corte de verbas da educação

FOTOABERTA_Natal-RN protesto 15 de maio — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV CabugiEstudantes, professores e outras categorias fizeram manifestações em Natal e em pelo menos 11 cidades do interior do Rio Grande do Norte, nesta quarta-feira (15), contra o corte no orçamento das instituições públicas de ensino superior. Atos e paralisações aconteceram em todos os estados e no Distrito Federal nesta quarta.

Em Natal, o protesto começou por volta das 14h30 no IFRN Campus Central. Por volta das 15h, Guilherme Boulos discursou para milhares de pessoas no ginásio do Instituto Federal. Em resposta à declaração de Bolsonaro que chamou os manifestantes de “idiotas úteis”, ele disse que isso “é até um elogio já que Bolsonaro é um idiota inútil”.

Guilherme Boulos discursou no ginásio do IFRN — Foto: Rafael Barbosa/G1

Após o ato, estudantes, professores e servidores do IFRN se uniram a milhares de pessoas que já protestavam na Avenida Salgado Filho. Por volta das 16h30, os manifestantes saíram em caminhada em direção a Zona Sul de Natal. A organização do ato estimou em 70 mil pessoas no protesto. A Polícia Militar não divulgou estimativa.

O protesto seguiu da Avenida Salgado Filho até a BR-101. Na rodovia federal, as vias expressas nos dois sentidos foram fechadas. Dois jovens foram levados para a delegacia durante a manifestação. Segundo a Polícia Militar, eles picharam a sede do PSL. O ato se dispersou na Praça de Mirassol por volta das 19h50.

Durante a manhã, manifestantes ligados ao Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) fecharam a avenida João Medeiros Filho, próximo ao Partage Norte Shopping. Eles falaram com motoristas e entregaram panfletos, encerrando a movimentação por volta das 11h. Nem a organização nem a Polícia Militar divulgou o número de manifestantes no ato.

Na Zona Norte de Natal, estudantes fecharam via durante o protesto  — Foto: Mariana Rocha/Inter TV Cabugi Também foram registrados atos em Mossoró, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Nova Cruz, Caicó, Currais Novos, São João do Sabugi, Angicos, Santa Cruz, Apodi e Fernando Pedroza.

Estudantes do IFRN de São Gonçalo do Amarante fizeram um ato contra bloqueio orçamentário da educação superior no campus da instituição — Foto: Wendell JeffersonEm Mossoró, na região Oeste potiguar, estudantes fizeram uma caminhada da Universidade Federal do Semiárido (Ufersa) em direção à avenida Presidente Dutra. A concentração do evento aconteceu às 7h.

Em Mossoró, passeata em protesto contra o bloqueio de verbas na educação  — Foto: Sara Cardoso/Inter TV Costa Branca

Manifestações em Caicó contra bloqueio orçamentário nas instituições federais de ensino superior do RN — Foto: Ricardo Bezerra

Bloqueios

Em abril, o Ministério da Educação divulgou que todas as universidades e institutos federais teriam bloqueio de recursos. Em maio, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) informou sobre a suspensão da concessão de bolsas de mestrado e doutorado. Juntas, UFRN, IFRN e Ufersa tiveram bloqueios anunciados de R$ 101 milhões no orçamento.

Bandas se apresentam durante evento político-cultural contrário a bloqueios orçamentários na UFRN  — Foto: Robson Oliveira/Inter TV Cabugi

 G1.RN;

Investigação sobre suposta propina a Carlos Eduardo segue sob análise

O inquérito que investiga uma suposta propina ao ex-prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), segue sob análise do Ministério Público do Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada à reportagem pelo órgão, que explicou que o caso está sendo cuidado pelo promotor Márcio Cardoso Santos.

Na época em que estava concorrendo ao Governo do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo foi acusado pelo Ministério Público de ter recebido propina do presidente do Sindicato das Empresas do Transporte Urbano de Natal (Seturn), o empresário Agnelo Cândido em forma de “doação eleitoral”. Em troca do dinheiro, o ex-prefeito teria concordado em autorizar um aumento nas passagens do transporte público de Natal.

O inquérito foi aberto no dia 28 de agosto de 2018 e segue sob sigilo. Caso seja comprovado o pagamento de propina aos agentes públicos, Carlos Eduardo Alves pode ser indiciado pelo crime de improbidade administrativa.

O promotor responsável pelo caso solicitou informações ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sobre as doações realizadas para a campanha de Carlos Eduardo Alves.

Na época, o ex-prefeito se defendeu, afirmando que qualquer reajuste feito durante sua gestão seguiu “parâmetros técnicos e somente autorizados depois de aprovados”.

Carlos Eduardo também disse que em seus 30 anos na política, nunca respondeu a processos de improbidade administrativa ou por desvio de conduta ética, e que confiava que “uma investigação isenta” esclareceria a verdade dos fatos.

Portal Agora RN;

Fátima se integra a manifestantes em protesto contra cortes na Educação

A governadora Fátima Bezerra (PT) se integrou aos manifestantes que estão protestando nesta quarta-feira, 15, contra os cortes anunciados pelo Governo Federal nos recursos destinados às instituições de ensino em todo o país.

A petista se uniu assim que o grupo passou em frente à Governadoria. Acompanharam ela o líder do Movimento dos Sem Terra e ex-presidenciável pelo PSOL, Guilherme Boulos, o ex-deputado Fernando Mineiro e o vice-governador Antenor Roberto.

Confira fotos do momento em que Fátima se junto ao protesto:

 

Caern: ANA pede suspensão da Adutora Sertão Central Cabugi para realizar reparo em comportas

Por solicitação da Agência Nacional de Águas (ANA), nos dias 15 e 16 de maio, quarta e quinta-feira, respectivamente, a Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern) realiza parada no abastecimento da Adutora Sertão Central Cabugi.

A parada será necessária para que a ANA realize um reparo nas comportas que alimentam o rio Piranhas-Açu e o Canal do Pataxó, entre Ipanguaçu e Itajá.

Serão afetadas as cidades que recebem água pela adutora: Angicos, Fernando Pedrosa, Lajes, Pedro Avelino, Comunidade de Santana do Matos, Jardim de Angicos, Pedra Preta, Caiçara do Rio dos Ventos e Riachuelo.

O sistema será religado na sexta-feira (17), registra informação da assessoria de imprensa da companhia, na capital potiguar.

Blog Pauta Aberta;

Blog traz fotos inéditas da festa de Nossa Senhora de Fátima, padroeira do Bairro Alto da Esperança em Angicos nas lentes de PARAÍBA FOTOGRAFIAS!

O nosso blog traz em primeiríssima mão fotos inéditas da missa e procissão de encerramento das festividades alusivas a Nossa Senhora de Fátima, padroeira católica do Bairro Alto da Esperança em Angicos.

Os belos registro foram feitos pelo nosso parceiro PARAÍBA FOTOGRAFIAS e graças aos seu talento como fotógrafo realçam de maneira incisiva a fé do povo católico em sua padroeira.

O evento religioso aconteceu na última segunda-feira, dia 13 de maio, que é dedicado pelos católicos a Nossa Senhora de Fátima, padroeira do Bairro Alto da Esperança em Angicos.

Por unanimidade, Sexta Turma do STJ decide soltar Temer e coronel Lima

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu hoje (14), por unanimidade, conceder uma liminar (decisão provisória) para que o ex-presidente Michel Temer seja solto. Ele está preso preventivamente desde 9 de maio em São Paulo, no âmbito da Operação Lava Jato.

A decisão vale também para o coronel João Baptista Lima, amigo do ex-presidente que é apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como operador financeiro de Temer. Ambos devem ser soltos após comunicação às autoridades competentes.

Os ministros do STJ determinaram ainda que, após a soltura, Temer e Lima não podem mudar de endereço, ter contato com outras pessoas físicas ou jurídicas investigadas ou deixar o país, além de ter de entregar seus passaportes à Justiça, caso já não o tenham feito. O ex-presidente ainda ficou proibido de exercer cargos políticos ou de direção partidária.

No julgamento desta terça, prevaleceu o entendimento do relator do habeas corpus de Temer no STJ, ministro Antônio Saldanha Palheiros, para quem o decreto original de prisão foi incapaz de apontar algum ato delitivo recente que justificasse a prisão preventiva do ex-presidente.

No momento, Temer está preso no Comando de Policiamento de Choque (CPChoque) da Polícia Militar, na região da Luz, centro da cidade de São Paulo. O coronel Lima encontra-se custodiado em um presídio militar.

Julgamento
Em seu voto, o relator Antônio Saldanha Palheiro disse que além dos fatos que embasavam a prisão serem antigos, Temer não goza mais do prestígio político que tinha, pois “deixou a presidência no início deste ano e não exerce mais cargo de relevo”.

O ministro acrescentou que no decreto de prisão “não foi tratado nenhum fato concreto recente do paciente para ocultar ou destruir provas”, um dos motivos pelos quais ele deve ser solto.

Acompanharam o relator os ministros Laurita Vaz, Rogério Schietti e Nefi Cordeiro. O ministro Sebastião Reis Júnior se declarou impedido por já ter atuado em escritório que, no passado, prestou serviços à Usina de Angra 3, que é alvo das investigações que resultaram na prisão de Temer.

Em seu voto, a ministra Laurita Vaz destacou ser normalmente rígida em casos envolvendo desvios de dinheiro público e disse que o Brasil “precisa ser passado a limpo”, mas ressalvou que “essa luta não pode virar caça às bruxas com ancinhos e tochas na mão, buscando culpados sem preocupação com princípios e garantias individuais que foram construídos ao longo de séculos”.

O ministro Rogerio Schietti reconheceu que “o que se tem são sinais de corrupção sistêmica”. Ele, porém, considerou que, no caso específico, “nós temos fatos que isoladamente considerados se distanciam um pouco no tempo, trazendo dificuldades para a sustentação do decreto preventivo [de prisão]”.

Já o ministro Nefi Cordeiro argumentou que se o ex-presidente e seu amigo forem condenados, merecerão a mais grave pena, mas, enquanto isso não ocorrer, a regra é que se responda ao processo em liberdade. “Não se pode prender no processo como resposta a desejos sociais de justiça instantânea”, disse.

Prisão
Temer e coronel Lima foram presos preventivamente pela primeira vez em 21 de março, por ordem do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro. Entre as razões, o magistrado citou a “gravidade da prática criminosa de pessoas com alto padrão social, mormente políticos nos mais altos cargos da República, que tentam burlar os trâmites legais”.

Quatro dias depois, entretanto, o desembargador Ivan Athié, do TRF2, concedeu liminar libertando os dois, por considerar insuficiente e genérica a fundamentação da prisão preventiva, uma vez que não apontava ato recente específico que demonstrasse tentativa de obstruir as investigações.

O Ministério Público Federal (MPF) recorreu e, em 8 de maio, a Primeira Turma Especializada do TRF-2 derrubou a liminar que determinou a soltura de Temer por 2 votos a 1. A posição de Athié foi vencida pelos votos dos desembargadores Abel Gomes e Paulo Espírito Santo. Temer voltou ao cárcere no dia seguinte, em São Paulo, onde tem residência.

Operação Descontaminação
O pano de fundo das prisões e liberações de Temer e Lima é a Operação Descontaminação, que apura a participação de ambos no desvio de recursos na obra da usina nuclear de Angra 3, no Rio de Janeiro. Segundo os procuradores responsáveis pelo caso, os desvios na construção da unidade de geração de energia chegam a R$ 1,6 bilhão, em decorrência de diferentes esquemas.

No início de abril, Bretas aceitou duas denúncias do MPF, tornando Temer, Lima e outras 11 pessoas réus no caso. O ex-presidente foi acusado dos crimes de corrupção passiva, peculato (quando funcionário público tira vantagem do cargo) e lavagem de dinheiro.

O esquema detalhado nesta denúncia específica teria desviado R$ 18 milhões das obras de Angra 3, dos quais R$ 1,1 milhão teriam sido pagos como propina, por intermédio da empresa Argeplan, do coronel Lima.

Temer é réu ainda em outras cinco ações penais, a maioria delas na Justiça Federal do Distrito Federal (JFDF). Ele ainda responde a outras cinco investigações em Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo.

Defesas
No pedido de liberdade ao STJ, a defesa do ex-presdente havia afirmado que ele “nunca integrou organização criminosa nem praticou outras modalidades de crime, muito menos constitui ameaça à ordem pública”. Os advogados acrescentaram que ele “é um pai de família honrado, que não merece, aos 78 anos de vida, ver-se submetido ao cárcere”.

A defesa do coronel Lima, por sua vez, havia alegado que el deveria ser solto por estar em estado de saúde “gravíssimo e periclitante”, sendo portador de diabetes e tendo sido vitimado por dois acidentes vasculares cerebrais (AVC´s) recentes, segundo os advogados.

Em relação à denúncia apresentada pelo MPF, o advogado de Temer disse que “as acusações insistem em versões fantasiosas” e que as imputações de atos criminosos ao ex-presidente terá como destino “a lata de lixo da História”. A defesa do coronel Lima não se manifestou na ocasião, embora venha negando a participação dele em qualquer ilícito.

Agência Brasil.

RN paga salário de maio para 54% do funcionalismo nesta quarta-feira

Serão R$ 242 milhões injetados na economia do Estado nesta quarta-feira, 15, em decorrência do pagamento de 54% da folha do Estado referente ao salário integral do mês de maio dos servidores da Segurança Pública e do funcionalismo que recebe até R$ 5 mil, e ainda 30% para quem recebe acima desse valor.

Os outros 43% (R$ 203,7 milhões), que corresponde aos 70% restantes de quem recebe acima de R$ 5 mil (valor bruto) e o salário integral dos órgãos com receita própria, serão depositados também dentro do mês, no próximo dia 31, num total de R$ 445,7 milhões, incluso o acréscimo salarial aos servidores da Educação.

Ainda no dia 31 de maio será depositado o pagamento do décimo terceiro de 2017 para quem recebe até R$ 12 mil. Serão 6.378 beneficiários ou 85,3% do total. E em 28 de junho, recebe quem ganha mais de R$ 12 mil, correspondente a 1.096 beneficiários ou 14,3%. Todos esses servidores são aposentados e pensionistas e já tinham recebido parcela de R$ 5 mil da gestão passada, quando o Governo iniciou o pagamento escalonado, mas não concluiu a folha, deixando pendentes R$ 30,23 milhões.

Com o acréscimo de R$ 1,7 milhão de correção monetária, o valor chega a quase R$ 32 milhões. Na primeira semana de junho está previsto o novo pregão eletrônico para antecipação dos royalties de julho deste ano até dezembro de 2023.

Com esse recurso o Executivo pretende recompor a dívida com o fundo previdenciário construída na gestão passada. Outras ações, como a venda da folha do Estado também estão previstas para os próximos meses, como forma de amortizar as outras três folhas em atraso.

Missa e procissão marcam encerramento do tríduo em honra a Nossa Senhora de Fátima, padroeira da comunidade do Alto da Esperança, em Angicos

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas em pé, casamento, noite e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 1 pessoa, em péTeve seu desfecho nesta segunda-feira, dia 13 de maio as festividades do Nossa Senhora de Fátima, padroeira católica do Bairro Alto da Esperança em Angicos.

A Santa Missa foi presidida pelo pároco Jaílton Soares e contou com a participação de centenas de devotos e fieis que foram louvar a Virgem de Fátima.

Ao longo do dia foram celebradas duas missas às 12h e 17h, oração do santo terço, encerrando a festa com uma procissão luminosa seguida de show pirotécnico em memória da primeira aparição de Nossa Senhora na Cova da Iria, na cidade de Fátima em Portugal.

Este ano a procissão também contou pela primeira vez com as imagens doadas pelo padre Robson Paulo – Chanceler da Curia Metropolitana, dos Santos Francisco e Jacinta Marto, pastorinhos canonizados há dois anos e que testemunharam, ao lado da prima Lúcia, as visitas da Virgem Maria.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé, casamento e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas em pé e área interna

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e flor

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, multidão e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, noite e atividades ao ar livrePascom – Paróquia de São José dos Angicos;

Justiça autoriza quebra de sigilo do senador Flávio Bolsonaro e do ex-assessor Fabricio Queiroz

Fabrício Queiroz foi assessor de Flávio Bolsonaro por mais de dez anos Foto: Reprodução/FacebookO Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro autorizou a quebra de sigilo do senador Flávio Bolsonaro , filho do presidente Jair Bolsonaro, e do ex-policial militar Fabrício Queiroz . O pedido foi feito pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, autorizado em 24 de abril de 2019 e mantido em sigilo até este momento.

A quebra de sigilo bancário foi autorizada no período que vai de janeiro de 2007 a dezembro de 2018. A Justiça também autorizou a quebra do sigilo fiscal dos investigados, entre 2008 e 2018. A decisão é de autoria do juiz Flávio Nicolau, que afirmou, no documento, que o afastamento é “importante para a instrução do procedimento investigatório criminal” instaurado contra os investigados.

Em nota, senador diz que não fez nada de errado e que ‘a verdade prevalecerá’ .

O Globo Brasil;

Angicos: Desligamento Programado da Cosern se verificará dia 20 em pontos urbanos da cidade

A Companhia Energética do RN (Cosern) comunica por intermédio de sua assessoria de comunicação social, na capital do estado, que, para realizar serviços de melhoria na rede elétrica, será necessário interromper temporariamente o fornecimento no dia 20 deste mês, segunda-feira próxima, em parte do setor urbano da cidade de Angicos, região Central do estado.

A citada paralisação ocorrerá das 8h às 13h, no bairro Alto da Esperança, Rua Vereador José Alves e adjacências; e das 13h às 17h, no bairro Alto da Alegria, Rua João Guilherme Teixeira de Souza e adjacências.

Caso os serviços sejam realizados antes do horário previsto, a rede será energizada sem aviso prévio, acrescenta a informação da assessoria de imprensa, destacando que a companhia sempre avisa antecipadamente quando precisa realizar desligamento programado na rede elétrica.

Blog Pauta Aberta;

UFRN, Ufersa e IFRN apresentam a deputados federais relatório com impactos do corte no orçamento

Reunião entre reitores dos institutos federais do RN com a bancada federal potiguar na Câmara dos Deputados — Foto: Cícero OliveiraReitores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN) entregaram nesta segunda-feira (13) para deputados federais do Rio Grande do Norte um documento que aponta o nível de atuação atual e os possíveis impactos que serão causados nas instituições pelo corte anunciado pelo Ministério da Educação de 30% no orçamento previsto para 2019.

O documento mostra, de forma resumida, a atuação e o alcance das instituições públicas federais em todo o Rio Grande do Norte. Os números presentes no relatório apontam que UFRN, Ufersa e IFRN tem 41.456 estudantes matriculados atualmente, o que representa 36% do total de estudantes do ensino superior no estado. O relatório indica ainda que as instituições formaram 6 mil novos profissionais em 2017.

Estiveram presentes na reunião com os reitores os deputados Rafael Motta (PSB), Natália Bonavides (PT) e Benes Leocádio (PTC), além do senador Jean-Paul Prates (PT). O senador Styvenson Valentim (PODEMOS) enviou um representante.

A análise também reitera que 31 das 71 formações disponíveis nas três instituições são exclusivas, como por exemplo os cursos de química, física, matemática, agronomia, economia, artes, música e engenharias biomédica, materiais, de alimentos, pesca e de telecomunicações. A atuação na formação de professores, o índice crescente de publicações científicas, de pós-graduações, de pesquisa e extensão também são detalhados no documento.

As instituições federais apontam que na prática o bloqueio orçamentário representa uma porcentagem mais elevada em função de algumas áreas terem sido preservadas do corte, como assistência estudantil e pagamento de pessoal. Com isso, os cortes reais em custeio e capital representam respectivamente 33% e 44% na UFRN, 30% e 50% no IFRN e 35% e 48% na Ufersa.

Com o corte de 30%, o impacto total no RN é de aproximadamente R$ 109 milhões, com R$ 21 milhões de investimento em obras, aquisição de livros, entre outros, e R$ 78 milhões para custeio com pagamentos de terceirização, água e energia. Segundo os reitores, o corte previsto vai deixar inviável o funcionamento das instituições e provocará impactos também na economia do estado, já que a rescisão de contratos com as empresas de terceirização pode acarretar desemprego para mais de 2 mil pessoas.

Os dados do documento serão apresentados pelos deputados federais ao Ministério da Educação (MEC). “Precisamos discutir o porquê desses cortes, que têm causado um apagão científico em nosso país. Essa situação vai fechar as portas das instituições que são parceiras do estado e fazem com que os seus alunos tenham ascendência social”, disse o deputado federal Rafael Motta.

Inscrições para realização do Enem de 2019 se encerram nesta sexta-feira

Agência Brasil

Quem ainda não se inscreveu para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 tem a até a próxima sexta-feira, 17, para fazer a inscrição pela internet. No dia 17 também encerra o prazo para solicitar atendimento especializado e específico e para alterar dados cadastrais, município de provas e opção de língua estrangeira.

A taxa de inscrição para o Enem é de R$ 85. Quem não tem isenção de taxa deve fazer o pagamento até o dia 23 de maio. O prazo para pedidos de atendimento por nome social vai de 20 e 24 de maio. As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem, por exemplo, para se inscrever em programas de acesso à educação superior como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni) ou de financiamento estudantil.

A prova também pode ser feita pelos estudantes que vão concluir o ensino médio depois de 2019, mas nesse caso os resultados servem somente para autoavaliação, sem possibilidade de concorrer a vagas ou a bolsas de estudo.

Estudo

Para reforçar o conhecimento dos candidatos, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) oferece várias estratégias gratuitas, como o Questões Enem, no qual os estudantes têm acesso a um atualizado banco de dados que reúne provas de 2009 até 2018. O site permite a resolução das questões online, com o recebimento do gabarito.

Já pelo perfil EBC na Rede, é possível acompanhar a série Caiu no Enem. O desafio é responder no fim de semana à questão publicada na sexta-feira. Na segunda-feira, um professor responde ao questionamento. A série fica até a semana que antecede ao exame de 2019. Para ter acesso aos vídeos com as respostas, basta se inscrever no canalyoutube.com/ebcnarede.

Prefeitura de Fernando Pedroza realizou 3º Festival de Prêmios para comemorar o Dia das Mães

A Prefeitura de Fernando Pedroza (RN) através da secretarias municipais realizou neste sábado (11) o 3º festival de prêmios em homenagem ao Dia das Mães.
O evento foi realizado no largo da antiga Estação Ferroviária, e contou com a presença de centenas de mães que aguardavam o inicio do evento. A festa tem como objetivo proporcionar às mães uma noite de diversão, lazer e entretenimento.
Foram distribuídas cartelas para as mães que estavam no local, para participar da distribuição dos sorteios dos prêmios.
A festa contou música ao vivo, apresentações culturais e outras diversas homenagens ás mães pedrozenses.
O grande evento foi organizado pela Prefeitura, que a cada ano vem trazendo novidades a cada edição do festival, a festa das mães também contou com a presença da prefeita Sandra Jaqueline que fez sua homenagem ás mães de Fernando Pedroza, além de secretários municipais, coordenadores, gestores escolares, auxiliares da atual gestão e vereadores.
“É com amor e dedicação que fazemos essa grande festa, foi linda, e tudo isso não seria possível sem a participação das mães da nossa amada Fernando Pedroza que fizeram essa festa brilhar. Quero deixar meu obrigado a cada um que participou de forma direta ou indireta para que esse evento pudesse sair perfeito”, agradeceu a prefeita Sandra.
ASSECOM – PREFEITURA DE FERNANDO PEDROSA;

Vem aí: A Vaquejada de Angicos no parque mais apaixonante do RN; São José Park Show!

e5d16bd9-abf9-4c6b-83c3-10805863fed2ALÔ VAQUEIRAMA – dada a largada para a vaquejada de ANGICOS. Façam suas senhas e garantam todos os diferenciais que preparamos para você!
A MAIS APAIXONANTE ainda mais APAIXONANTE!

#VaquejadadeAngicos
#AmaisapaixonantedoRN
#Maisde70milemprêmios
#Estareilá

Pesquisador e alunos da Ufersa desenvolvem sistema de alarme para bebê conforto e cadeirinhas

O professor e pesquisador da Ufersa Rogério Taygra, juntamente com os discentes Moisés Medeiros dos Santos e Marcus Vinícius de Medeiros Costa, do curso de Ciência e Tecnologia do Campus Angicos, desenvolveram um sistema de alarme eletrônico para dispositivo de retenção infantil (cadeirinhas) com aplicação na área de segurança no transporte de crianças, visando prevenir acidentes decorrentes do esquecimento dessas em automóveis.

O uso de dispositivos de retenção para crianças, que se tornou obrigatório no Brasil por meio da Resolução N.º 277, em vigor desde maio de 2008, reduz a probabilidade de lesões fatais em cerca de 70% entre bebês e de 54% a 80% entre as crianças de 2 a 7 anos. Contudo, com o aumento do uso desses dispositivos também se observou um aumento no número de vítimas fatais – de tenra idade – por asfixia ou queimaduras severas, ocasionadas pelo abandono acidental desses menores no interior dos veículos.

Para o professor Rogério Taygra, a motivação para o desenvolvimento dessa tecnologia surgiu após um momento de comoção nacional, ocorrido recentemente, quando um bebê de 10 meses morreu após ser esquecido por seus pais no automóvel da família. “O senso comum nos diz que a morte de uma criança nessas circunstâncias é causada pela negligência de seus responsáveis. No entanto, pesquisas apontam que temos uma memória construída por hábitos, o que nos permite realizar tarefas repetitivas com bastante habilidade, o problema é que ela pode, ocasionalmente, suprimir a memória prospectiva, que é a que lida com o que vai acontecer. Assim, uma simples quebra de rotina poderia fazer com que o responsável pela condução da criança a esquecesse no veículo. Sou pai e minha filha faz uso desse dispositivo. Portanto, ao perceber que fatos como esse podem acontecer com qualquer um, propus aos alunos esse projeto.”

Atualmente, os sistemas de alarme para dispositivos de retenção existentes no mercado constituem-se em sensores de peso na cadeirinha do bebê e aplicativos com função Child Reminder (lembrete da criança) para o automóvel, celulares ou relógios inteligentes. “Certamente são um avanço na prevenção desses lamentáveis acidentes, no entanto, além de estarem vinculadas à tecnologia de alto custo, onde o motorista de baixo poder aquisitivo não teria acesso, o esquecimento ou a falta de bateria de um desses aparelhos poderia ocasionar tal desastre”, explicou o professor Rogério.

Por outro lado, o projeto desenvolvido pelos pesquisadores da Ufersa é constituído de um sistema de alarme composto por sensores de presença instalados em cada um dos assentos do veículo e na cadeirinha do bebê, uma central eletrônica para o processamento de dados com algoritmo próprio, e um alarme sonoro, além de contar com fornecimento próprio de energia.

O funcionamento do sistema é explicado pelos discentes Moisés Medeiros e Marcus Vinícius e ilustrado pela figura abaixo:

Caso o sensor instalado na cadeirinha infantil (1) indique a presença de um bebê no veículo, e o sensores instalados nos demais acentos do veículo (2) não indiquem a presença de outros ocupantes, a central eletrônica (3) receberá e processará o sinal, e então acionará imediatamente o alarme sonoro, chamando a atenção de pessoas próximas.

“Quando o Professor Rogério lançou, para nós, a ideia desse projeto, bem como a sua importância, mesmo com pouca experiência no desenvolvimento desses sistemas, e com poucos recursos, aceitamos o desafio e nos dedicamos integralmente ao projeto, conseguindo produzir o primeiro protótipo em uma semana. Isso mostra que independentemente de onde viemos, com dedicação e o apoio da universidade, podemos alcançar nossos objetivos”, comenta Moisés Medeiros.

Para o discente Marcus Vinícius, além de prevenir acidentes lamentáveis pelo esquecimento de crianças em automóveis, este equipamento vem, mais uma vez, evidenciar o papel da Ufersa no desenvolvimento de pesquisas e tecnologias que refletem na vida de toda a sociedade.

O projeto recebeu o apoio e a orientação do Núcleo de Inovação Tecnológica/NIT da Ufersa e já teve seu pedido de patente protocolado, e promete ser de baixo custo, fácil implantação e de alta eficiência.

Assecom – Ufersa;

%d blogueiros gostam disto: