Nesta quarta-feira, 20 de novembro, será celebrado o Dia da Consciência Negra

Será celebrado nesta quarta-feira, 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra, que destaca a influência da cultura afrodescendente no Brasil.

A Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial , reconhece a importância da data para o combate à discriminação e valorização da população negra, que representa 54% do total de brasileiros.

Com o objetivo e promover o diálogo em torno de questões ligadas à igualdade étnico-racial, a secretaria organizou uma série de eventos neste mês em Brasília.

O destaque da Semana será o Seminário “História, Percursos e Perspectivas”, que começa nesta quarta-feira.

Também está sendo realizada a Segunda  Feira Artesanal de Produtos Afro.

A Feira é uma oportunidade de adquirir diversos produtos relacionados à cultura afro, como objetos de decoração, turbantes, roupas com estampas étnicas, bijuterias artesanais, e cosméticos.

Nesta quarta-feira , haverá  ainda a exposição fotográfica “Sertão Forte”, de Noilton Pereira.

A exposição trará imagens de comunidades tradicionais do sertão nordestino e toda a renda recebida com a venda das fotos será revertida para as famílias das pessoas retratadas pelo fotógrafo.

Agência Brasil.

SERÁ? Governo prevê internet em 100% das escolas urbanas em 2020

Alunos de escolas públicas urbanas em mais de 5,2 mil municípios do país poderão ser beneficiados com acesso à internet. Em cerimônia no Palácio do Planalto, com participação do presidente Jair Bolsonaro, o governo anunciou hoje (19) a ampliação do programa Educação Conectada, do Ministério da Educação (MEC). A medida prevê investimentos de R$ 224 milhões até o final de 2020. Ao todo, cerca de 70 mil escolas serão atendidas, alcançando um total de 27,7 milhões de alunos.

No início do mês, o MEC já havia anunciado a expansão do programa para 24,5 mil escolas urbanas, além de garantir que outras 9,9 mil escolas contempladas em 2018 continuassem com a cesso à internet a partir do repasse do dinheiro para a manutenção do serviço.

“Das escolas urbanas, a gente vai para mais de 80% [de cobertura de internet]. Das escolas rurais, que é via satélite, [a cobertura] era zero, esse ano a gente já vai para 40%, e aí a gente começa a acelerar esse processo”, afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, em entrevista a jornalistas. No caso das escolas rurais, o Educação Conectada é realizado em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), que recebeu do MEC, em 2019, um total de R$ 60 milhões para implantar internet por meio de tecnologia via satélite. Até o fim deste ano, o governo prevê conexão de 8 mil escolas rurais à internet.

A velocidade da internet, segundo a pasta, depende da velocidade ofertada na região, mas o MEC disse que garante a melhor oferta disponível. O Educação Conectada tem o objetivo de apoiar a universalização do acesso à internet em alta velocidade e fomentar o uso pedagógico de tecnologias digitais na educação básica.

Para receber a conexão de internet, as instituições públicas precisam ter número de matrículas maior que 14 alunos; ter, no mínimo, três computadores para uso pelos alunos; e, ter, no mínimo, um computador para uso administrativo e pelo menos uma sala de aula em funcionamento.

Agência Brasil

Bolsa Família não tem dinheiro para pagar o 13º prometido por Bolsonaro. Rombo no ano seria de quase R$ 800 milhões

O orçamento do Bolsa Família para este ano é insuficiente para que o presidente Jair Bolsonaro cumpra a promessa de pagar um 13º para os beneficiários, segundo análise de técnicos do Congresso.

De acordo com nota técnica do Legislativo, faltam R$ 759 milhões na reserva do programa para garantir os pagamentos neste ano.

Se não houver suplementação de recursos, cerca de 4 milhões de pessoas poderão ficar sem receber o benefício. O número é aproximado porque depende do valor do benefício pago a cada família.

O adicional natalino, como é chamado por integrantes do governo, foi anunciado por Bolsonaro e pelo ministro Osmar Terra (Cidadania) em outubro.

Para implementá-lo, Bolsonaro assinou uma medida provisória, que tem validade imediata, mas precisa ser aprovada pelo Congresso em até 120 dias.

Nessa tramitação, a nota técnica elaborada pela Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle do Senado serve para subsidiar deputados e senadores, que irão analisar a adequação da MP às leis orçamentárias.

O documento do Legislativo concluiu que a MP fere normas legais ao não prever de onde sairão os recursos para bancar os gastos com o Bolsa Família neste ano.

Responsável pelo gerenciamento do programa, o Ministério da Cidadania havia informado, em outubro, que o 13º seria garantido por um aumento de R$ 2,6 bilhões no orçamento do programa.

Isso foi feito, e, para este ano, ficaram previstos R$ 32 bilhões para a transferência de renda a pessoas em situação de pobreza e de extrema pobreza.

Do total, R$ 25,2 bilhões já foram usados até outubro. Por mês, os desembolsos somam, em média, R$ 2,5 bilhões.

u como buscará recursos extras. O Ministério da Economia não se manifestou.

Para que a situação seja normalizada, o governo pode editar uma portaria remanejando recursos entre órgãos do Ministério da Cidadania.

Outra alternativa é o envio ao Congresso de um projeto de lei orçamentário com uma suplementação de verbas. Nesse caso, a medida dependerá de aval do Legislativo, que precisará avaliar o pedido antes que o recurso acabe.

O Bolsa Família atende pessoas que vivem em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais, e pobreza, com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 por mês.

Em outubro, a cobertura do programa foi de 13,5 milhões de famílias. O benefício médio foi de R$ 189,86 por família.

No governo Bolsonaro, o programa vem regredindo, após atingir o auge em maio, quando a cobertura chegou a 14,1 milhões de famílias.

FOLHAPRESS

Municípios brasileiros recebem nesta quarta valores da segunda parcela do mês de novembro do FPM

Resultado de imagem para fpmO segundo decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de novembro deve cair nas contas das prefeituras de todo o Brasil nesta quarta-feira (20).

Serão R$ 846.745.859,94, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Em valores brutos, incluindo o Fundeb, o montante chega a R$ 1.058.432.324,93.

Segundo os dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), comparado com mesmo decêndio e 2018, houve um aumento de 11,72% no repasse em termos nominais, ou seja, sem considerar os efeitos da inflação.

Nesses critérios, o acumulado do mês teve crescimento de 9,65% e, levando em conta a inflação, o aumento ficou em 8,84%, aponta informação do portal virtual da Confederação Nacional de Municípios (CNM).

A CNM, ao divulgar os dados, destaca ainda que a soma dos primeiro e segundo decêndios de novembro mostra que o Fundo cresceu 6,82% dentro do mês, comparando com mesmo período de 2018, levando-se em conta a inflação.

O percentual confirma saldo positivo do ano para as prefeituras, pois, de janeiro até este segundo decêndio, o aumento é de 8,76% em termos nominais.

CNM

REDE IDEAL SUPERMERCADO J. EDÍLSON EM ANGICOS. Procurou? Aqui tem!

ATENÇÃO CLIENTES! CONFIRAM A NOVA PROMOÇÃO DA REDE IDEAL SUPERMERCADO J. EDÍLSON EM ANGICOS…

SACOLÃO POR APENAS 30 REAIS, É ISSO MESMO, TODOS ESSES PRODUTOS POR APENAS 30 REAIS.

CONFIRAM!e076fa83-7534-4c3a-add5-9ed1ec6900b0

Mega Promoção da R2 Web para Angicos!

7934697e-594a-4bac-939b-5e57b044fe55A R2 Web, está com uma mega promoção.

Planos a partir de 80 reais, instalação e wi-fi grátis. Venha fazer parte da família R2, a melhor internet da região central.

Governo do RN anuncia datas de pagamento dos salários do mês de dezembro

O governo do Rio Grande do Norte afirma que vai pagar no dia 14 de dezembro o salário integral para quem ganha até R$ 4 mil e para os servidores dos órgãos da Segurança Pública, além de 30% do salário de quem recebe acima essa faixa salarial.

No dia 30, será feito o pagamento do restante de quem ganha mais de R$ 4 mil e o salário integral dos servidores dos órgãos com arrecadação própria. O anúncio foi feito nesta terça-feira (19).

O Poder Executivo disse também que espera pagar o décimo terceiro salário de 2019 junto com os vencimentos de dezembro, nos dias 14 e 30 No entanto, a definição depende da data em que será feito o repasse do recurso da cessão onerosa do pré-sal por parte do Governo Federal.

A informação foi repassada na reunião do Fórum dos Servidores Públicos Estaduais com o governador em exercício, Antenor Roberto (PCdoB), o secretário-chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, e equipe econômica do Governo.

Em Angicos, peças e manutenção para o seu carro é na GF AUTO CENTER!

08354b31-0647-4fc9-9142-8a97795b7440Além de todos esses serviços oferecemos ainda aos clientes um Scanner de última geração. O Scanner automotivo é um aparelho que recebe e impulsiona, em tempo real, todos os parâmetros operacionais de injeção eletrônica do veículo, com a função de detectar e corrigir eventuais falhas no sistema.

86e2d06d-2433-47f9-8878-19ccd14b3eb5Trabalhamos com mão de obra especializada, são mecânicos com larga experiência em todos os tipos de veículos .

44588043-39f0-4b60-8684-21545176ad1f

Sigam a nossa loja no Instagram no endereço @gfautocenterangicos e fique por dentro das nossas novidades em pecas e serviços.

ATENÇÃO PROPRIETÁRIOS DE VEÍCULOS EM ANGICOS: Aproveitem as promoções da GF AUTO CENTER…

 

Comércio pode faturar R$ 3 bilhões com vendas para a Black Friday

Agência Brasil

As vendas por meio de comércio eletrônico (e-commerce) da Black Friday devem, pela primeira vez, estar muito próximas das realizadas em lojas físicas.

A projeção é da Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop). Ela prevê para este ano, durante a promoção, um faturamento para o comércio acima de R$ 3 bilhões. O diretor de Relações Institucionais da entidade, Luiz Augusto Ildefonso, disse hoje (19) que as vendas crescem, anualmente, desde 2010 quando a promoção, muito comum nos Estados Unidos, chegou ao Brasil.

“Sempre foi uma distância muito grande. Até o ano passado, era muito mais volumoso o pedido de compras na internet do que na loja física”, disse, lembrando que, até 2017, a iniciativa era voltada, na maior parte, para o comércio eletrônico e a loja física era praticamente um apêndice da data.

A queda na taxa de juros, a liberação de saques do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS/Pasep (Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público) e o pagamento da primeira parcela do 13º salário favorecem o cenário de otimismo.

Facilidade

O diretor revelou que atualmente a facilidade de comprar pelo comércio eletrônico e pegar a mercadoria vendida no site em uma loja de shopping tem levado o cliente aos centros de compras, aumentando a presença nas lojas físicas e ampliando as vendas.

“Indo lá, há uma possibilidade de o consumidor comprar mais alguma coisa na loja. Isso tem sido extremamente favorável à loja física”, contou. “Isso agrega no volume de venda. É uma experiência que as lojas iniciaram e está ocorrendo firmemente, principalmente, em vestuário, calçados e perfumes”, explicou.

Ildefonso afirmou que o movimento de consumidores nas lojas aumenta na própria sexta-feira que é a data onde, nos Estados Unidos, costuma concentrar o maior número de compradores, que chegam a passar a noite nas filas aguardando a abertura das portas, todos atrás de preços baixos.

“Aqui no Brasil, a Black Friday nunca é em um dia só, mas na sexta-feira, no dia 29 de novembro, a expectativa é que o fluxo de pessoas no comércio vai ser muito próximo das compras na internet neste ano”, disse.

Acrescentou que os smartphones são os mais procurados nesta data. Quem compra procura trocar o aparelho atual por um com tecnologia mais nova. O mesmo ocorre com os televisores. Em terceiro lugar, aparecem roupas e calçados.

Sarampo: 9 milhões de jovens de 20 a 29 anos devem se vacinar em todo o Brasil

Sarampo: 9,4 milhões de jovens de 20 a 29 anos devem se vacinarComeçou nesta segunda-feira (18) a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo. O foco desta vez são os adultos jovens entre 20 a 29 anos, faixa etária que acumula o maior número de casos confirmados de sarampo, de acordo com o último boletim epidemiológico. São mais de 9 milhões de adultos jovens não vacinados contra a doença ou com o esquema vacinal incompleto, que deve ser com duas doses da vacina.

O lançamento da campanha foi feito em Brasília, pelo ministro interino do Ministério da Saúde, João Gabbardo, e pelo secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira. A realização dessa etapa da campanha é importante para interromper a cadeia de transmissão do vírus do sarampo em jovens desta faixa etária que não tomaram as duas doses da vacina. A campanha faz parte das ações do Movimento Vacina Brasil e o dia D acontecerá no dia 30 de novembro, mesmo dia que a campanha se encerra.

“Nesta etapa, precisamos atingir uma faixa etária que dificilmente adoece e, consequentemente, não costuma visitar os postos de saúde. Então, a estratégia de vacinação também é diferente porque precisamos ir até essa população. Solicitamos aos gestores que se articulem com escolas, universidades, comerciantes e promovam vacinação volante. Essa faixa etária é a maior responsável pela transmissão da doença e, para interromper a cadeia de transmissão de sarampo, precisamos atingir esse público”, destaca o ministro interino da Saúde, João Gabbardo, que também alerta: “As pessoas dessa faixa etária precisam pensar naqueles que são mais suscetíveis às complicações da doença. Neste público, problema não é a gravidade, mas o fator de transmissão da doença”, concluiu o ministro interino.

Para atender a demanda, o Ministério da Saúde enviou 5,2 milhões de doses extras da vacina tríplice viral aos estados em outubro. Além disso, há 2,3 milhões de doses, enviadas durante a primeira etapa da campanha, em estoque dos estados. Para novembro, está prevista a entrega de mais de 4 milhões de doses pelos fornecedores, que serão enviadas aos estados conforme a necessidade, totalizando 11,3 milhões de doses extras. A vacinação direcionada para este público reduz a possibilidade de aglomeração nas Unidades de Saúde em decorrência da procura da vacina.

Para o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, ainda é preciso esclarecer que há recomendações importantes às gestantes, que não podem tomar a vacina durante a gestação, mas que precisam se proteger antes de engravidarem. “Caso a mulher esteja grávida ao tomar a vacina, a recomendação é que seja feito acompanhamento. O público de 20 a 29 anos comporta um grande número de mulheres em idade fértil e é importante que se vacinem, caso não estejam grávidas”, afirma.

Vale lembrar que o surto de sarampo ainda se encontra em atividade no país. Atualmente, 5.660 casos foram confirmados e 19 estados se encontram em transmissão ativa. A maioria dos casos (90,5%) estão concentrados em 176 municípios (27%) do estado de São Paulo, principalmente na região metropolitana. De janeiro deste ano a 26 de outubro, 10.429 casos de sarampo foram confirmados em todo o Brasil. Os dados acumulados são de surtos da região norte do país, iniciado em fevereiro de 2018 e iniciado em São Paulo por um navio, em maio deste ano.

Embora a operacionalização da segunda etapa da campanha seja realizada de acordo com a realidade de cada localidade, especialmente no que se refere a recursos humanos e logísticos, para facilitar o acesso do público-alvo, a vacinação pode ser oferecida em lugares estratégicos de concentração de pessoas, como centros comerciais, religiosos, praças, praias, rodoviárias, empresas, instituições de ensino, entre outros. Em áreas de difícil acesso, também é possível organizar postos móveis com participação de líderes e agentes comunitários de saúde. Além disso, a vacinação de puérperas por ser promovida em maternidades. Outra estratégia para fortalecer o acesso à vacinação pode ser a abertura de postos de vacinação aos sábados, domingos ou em horários ampliados.

Petrobras comunica a clientes alta de 2,7% no preço da gasolina e que vai aumentar Diesel também

Resultado de imagem para AUMENTO COMBUSTIVEISApós 53 dias sem reajustes, a Petrobras comunicou a seus clientes nesta segunda (18) alta de R$ 0,05 no preço da gasolina. A medida representa um aumento médio de 2,7% e passa a vigorar nesta terça (19).

O preço do diesel também será elevado, em R$ 0,026 por litro, segundo fontes. É um aumento médio de 1,2%, duas semanas após o último ajuste, quando houve corte de 3%.

Os reajustes acompanham evolução do preço do petróleo e a escalada do dólar, que atingiu nesta segunda o maior valor nominal da história. A empresa ainda não publicou os novos valores em seu site.

Para as importadoras de combustíveis, porém, a alta da gasolina ainda não elimina a defasagem com relação às cotações internacionais acumulada no período sem ajustes.

último reajuste no preço da gasolina vendida pela Petrobras foi promovido no dia 27 de setembro, com aumento de 2,5%. Na semana anterior, as cotações do petróleo haviam disparado após ataques à maior refinaria da Arábia Saudita, que retirou do mercado 5% da produção global.

Naquele dia, o dólar fechou em R$ 4,156. O petróleo Brent, referência internacional negociada em Londres, fechou cotado em US$ 61,88 (R$ 257,2, pela cotação da época) por barril.

Nesta segunda (18), o dólar bateu R$ 4,206 e o Brent fechou a US$ 63,30 (R$ 266,2, pela cotação atual) por barril.

Em relatório divulgado na sexta, o CBIE (Centro Brasileiro de Infraestrutura) calculou em R$ 0,10 por litro a defasagem média do preço da gasolina vendida pela Petrobras em relação à cotação do Golfo do México, nos Estados Unidos.

A Abicom (Associação Brasileira das Importadoras de Combustíveis) vê defasagem entre R$ 0,09 e R$ 0,19 por litro, dependendo do ponto de entrega – o último valor refere-se ao porto de Itaqui, no Maranhão, um dos principais pontos de entrada de gasolina importada.

Desde 2016, a política de preços da Petrobras considera um conceito chamado de paridade de importação, que é a soma das cotações internacionais convertidas ao real com os custos de importação e margens de lucro.

A última vez que o preço da gasolina ficou tanto tempo sem ajustes foi entre os meses de fevereiro e abril de 2017. Ao todo, foram 55 dias. Na época, o litro era vendido pela estatal a R$ 1,5901, em valores corrigidos pelo IPCA.

Até esta segunda, o combustível saía das refinarias da estatal, em média, a R$ 1,8054 por litro, de acordo com o CBIE – a Petrobras não publica mais o valor médio. Com o reajuste, passará a R$ 1,8554.

Já o preço do diesel sobe de R$ 2,1877, segundo o CBIE, para R$ 2,2137 por litro.

O repasse às bombas depende de políticas comerciais de postos e distribuidoras. O valor cobrado pelas refinarias da Petrobras representa cerca de 30% do preço final da gasolina e cerca de metade do preço final do diesel.

Desde o último reajuste, segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), o preço de bomba da gasolina variou 0,4% (ou R$ 0,04 por litro). Na semana passada, o combustível foi vendido no país a um preço médio de R$ 4,407 por litro.

A Petrobras diz que a política de paridade internacional permanece em vigor, mas que o preço de paridade “não é um valor absoluto, único e percebido da mesma maneira por todos os agentes”.

“Os reais valores de importação variam de agente para agente, dependendo de características como, por exemplo, as relações comerciais no mercado internacional e doméstico, o acesso à infraestrutura logística e a escala de atuação”, diz a companhia.

A empresa afirma ainda que não houve interrupção nas importações por terceiros, o que “evidencia a viabilidade econômica das importações realizadas por agentes eficientes de mercado”.

FOLHAPRESS

No RN, dívidas de estudantes com Fies chegam a R$ 208 milhões

A inadimplência de alunos vinculados ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) entre os anos de 1999 e 2018 gerou uma dívida de R$ 208 milhões junto às instituições privadas de ensino superior do Rio Grande do Norte.

Um levantamento produzido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), uma autarquia ligada ao Ministério da Educação, mostra que mais de 10 mil contratos estudantis do Fies estão com parcelas em atraso.

Os números obtidos através da Lei de Acesso à Informação, após solicitação da agência de jornalismo Fiquem Sabendo, revelam que a instituição de ensino cujos estudantes acumulam a maior dívida, com R$ 77,325 milhões, é a Universidade Potiguar (UnP). São 3450 contratos inadimplentes.

O curso com maior número de inadimplentes do Fies é o de Engenharia Civil da UnP. São 471 estudantes com parcelas não pagas, o que representa dívida total de R$ 11,2 milhões.

O Fies é um financiamento estudantil para estudantes que não têm condições de pagar as mensalidades integrais durante a graduação. O benefício pode ser ofertado pelo governo federal ou através de instituições – os bancos -, mas também conta com recursos públicos.

A seleção do Fies é feita a partir da nota obtida pelo estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A média precisa ser igual ou superior a 450 pontos na soma das provas objetivas e a redação não pode ter sido zerada. Além disso, a renda familiar per capita mensal não pode ser maior que três salários mínimos.

Segundo o FNDE, o prazo para realizar o aditamento do Fies foi prorrogado até o dia 30 de novembro. No entanto, a medida não vai beneficiar todos os casos de inadimplência. Para quem realizou o financiamento até 2017, a negociação pode ser feita através do Sistema Informatizado do Fies – http://sisfies.mec.gov.br/.

Já os estudantes que firmaram contrato a partir de 2018 terão o refinanciamento definido pela Caixa Econômica Federal.

MPF quer limite de 45 dias para INSS pagar aposentadorias

A Procuradoria entrou com ação na Justiça Federal para obrigar o INSS a analisar requerimentos de benefícios previdenciários no prazo de 30 dias. O Ministério Público Federal pede que a Justiça determine prazo de 45 dias para o pagamento do benefício a partir da apresentação do requerimento do interessado.

A Procuradoria defende que a aposentadoria seja paga automaticamente quando o prazo não for respeitado e o motivo não for atribuído ao requerente. Tanto o prazo para análise quanto o prazo para pagamento do benefício estão fixados em lei e em instrução normativa do próprio INSS.

Investigação do Ministério Público Federal em Juazeiro do Norte (CE), com 274 mil habitantes a cerca de 493 quilômetros de Fortaleza, mostrou que o INSS leva mais de seis meses para analisar pedidos de aposentadoria, entre outros benefícios.
A ação é uma resposta à “excessiva” e “injustificada” morosidade da autarquia federal, disse o procurador da República Rafael Rayol.

“Essa conduta, evidentemente lesiva aos princípios da celeridade e da efetividade da administração pública, fere a garantia da razoável duração do processo e ocasiona danos de natureza patrimonial a cada segurado diretamente lesado e extrapatrimonial à coletividade de segurados do sistema previdenciário e assistencial”, escreveu o procurador da República.

Com base nesse entendimento, o procurador pediu que o INSS pague R$ 1,4 milhão de indenização por danos extrapatrimoniais difusos.

A demora na análise dos requerimentos foi constatada em procedimento instaurada pelo Ministério Público Federal a partir de denúncias de cidadãos.
Durante as investigações, ficou constatado ainda falha na ordem cronológica de tramitação e conclusão de processos concessórios. Foram identificados processos que foram concluídos no mesmo dia em que deram entrada, enquanto a maioria leva meses em análise.

Os erros acontecem em maior quantidade com os segurados que solicitam aposentadoria por idade rural, diz Rayol, que são prejudicados em favor dos segurados urbanos.
Rayol considera “inadmissível que uma entidade pública, constituída com o objetivo de garantir proteção social aos trabalhadores, em caso de eventos que provocam redução ou supressão de capacidade laborativa, esteja consumindo mais de seis meses na análise de requerimentos”.

Por meio de nota, o Instituto Nacional do Seguro Social disse que já vem adotando medidas administrativas para agilizar a análise de requerimentos de benefícios em todo o País. “Em especial, destacamos a implementação da Estratégia Nacional de Atendimento Tempestivo, através da Resolução 695, de 08 de agosto de 2019”, escreveu o órgão.

Polícia Rodoviária Federal divulga Balanço da Operação Proclamação da República 2019

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou a Operação Proclamação da República às 23h59 deste domingo (17). A operação foi iniciada na quinta-feira (14) e o fluxo de veículos nas rodovias federais foi bem maior do que o normal.

Durante os quatro dias de operação, foram registrados nas BRs do RN, um total de 26 acidentes, dos quais seis graves, que resultaram em 26 pessoas feridas e duas pessoas mortas. O número de acidentes foi praticamente o mesmo do ano passado, porém o número dos acidentes graves teve uma redução de 33%. O número de feridos teve uma redução de 8,7%, mas foi registrada uma morte a mais se comparado com o ano anterior. Em 2018 foram 25 acidentes, sendo nove graves, com 29 pessoas feridas e uma morte.

FISCALIZAÇÃO
No decorrer da operação, 4.895 pessoas e 4.377 veículos foram fiscalizados, sendo 1.453 notificados por infrações diversas. Muitas condutores foram flagrados na fiscalização de alcoolemia. Durante os quatro dias, 1.816 condutores realizaram o teste do etilômetro, 46 foram autuados e seis foram presos. Mesmo com ampla divulgação dos riscos de dirigir sob efeito de álcool e do rigor das penalidades, a prudência e os cuidados esperados são esquecidos. Em média, a PRF realizou 454 testes de bafômetro por dia.

Outra imprudência que resulta em lesões graves e mortes nas rodovias são as ultrapassagens proibidas. 94 motoristas foram autuados por esta infração. A falta do uso de cinto de segurança também foi verificada. Foram 21 motoristas e 59 passageiros flagrados, sendo que a multa é sempre de responsabilidade do motorista. Outros 72 condutores de motocicletas foram multados por não usarem o capacete.

No tocante a criminalidade, 25 pessoas foram detidas pela prática de crimes diversos: seis por embriaguez ao volante, cinco por outros crimes de trânsito; três por porte ilegal de arma de fogo, três por porte de droga para consumo; duas por tráfico de drogas, duas por roubo de veículo, um fugitivo do sistema prisional etc.

Na França, governadora destaca potencialidades do RN a empresários

Os governadores do Nordeste iniciaram, nesta segunda-feira, 18, a missão na Europa. Durante evento em Paris, o grupo apresentou a 40 empresários franceses um mapa de oportunidades de investimentos no Nordeste. Os empresários também puderam esclarecer dúvidas com os governadores e alguns apresentaram atuações que já possuem no Brasil.

Essa é a primeira articulação internacional do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste). Para ampliar o fluxo de negócios com investidores europeus e fortalecer as relações de cooperação, o consórcio destaca o potencial de consumo e de desenvolvimento da região nordestina, que reúne 57,1 milhões de habitantes e tem um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 898,1 bilhões, equivalente a 14% do PIB brasileiro.

A governadora Fátima Bezerra destacou as potencialidades do estado potiguar. “O RN lidera o ranking de energia eólica no país, a riqueza em petróleo, o sal, os minérios, além do grande potencial turístico. Saímos daqui com uma data para a realização de um próximo encontro no Brasil a fim de continuarmos as tratativas aqui iniciadas. Quero que elas resultem em investimentos para o nosso Estado, trazendo o que o povo mais precisa: emprego e renda”, disse. Ela ainda reiterou que almeja “um estado produtivo, inclusivo, onde se possa avançar no sentido de garantir melhorias, qualidade e acesso dos serviços públicos que são prestados à população”.

Na viagem à Europa, o objetivo dos governadores é atrair recursos para áreas integradoras, como sustentabilidade, infraestrutura, turismo, saúde, segurança pública, saneamento e energias limpas, inclusive com a perspectiva de abertura de parcerias público-privadas (PPP).

“A nossa vinda foi apresentar o mapa de oportunidades, dizer o quanto a região Nordeste está pronta para o crescimento destacando, inclusive, o potencial de riquezas naturais que nós temos”, acrescentou a governadora do RN.

Ela pontuou também a prioridade ao quesito conectividade, frisando que a nossa sociedade é digitalizada e que necessita de atenção especial. “Precisamos dotar a nossa região e os nossos estados com infovias que garantam a conexão com a internet e de boa qualidade. Reforçamos também as prioridades nas questões da agricultura familiar, do saneamento, do tratamento dos resíduos sólidos e do esgoto sanitário. Temos ainda um déficit imenso nessas áreas e temos como desenvolver excelentes parcerias para que possamos avançar nessas direções”, disse.

O governador da Bahia e presidente do Consórcio Nordeste, Rui Costa, mostrou aos franceses as oportunidades em segmentos como energia, conectividade, segurança, além da preservação de rios e nascentes. “Queremos com essa visita aumentar os números de nossa relação comercial com a Europa. O Nordeste é a região do Brasil que tem crescido acima da média. Temos 33 projetos para licitar em PPPs, representando R$ 27 bilhões em investimentos”.

O diretor geral do tesouro francês, Cristophe Bories, disse que “a França investe mais no Brasil do que na China. O Nordeste é uma região que tem três vezes a superfície da França e tem desafios e oportunidades para nossas empresas. As autoridades francesas estão mobilizadas para apoiar projetos no Brasil através de financiamentos. Podemos fazer vários tipos de cooperação entre a França e os estados do Nordeste”.

Para Luis Cesar Gasser, representante do Itamaraty presente na reunião, o Governo Federal vê muito potencial nessa parceria do Nordeste com a Europa e está interessado em aprimorar o que for preciso para atrair mais investimentos estrangeiros.

O membro do Movimento das Empresas da França (Medef), Gérard Wolf, se mostrou interessado em dar andamento às negociações e sugeriu uma reunião nos próximos meses em Salvador para aprofundar as discussões com as empresas francesas.

“Essa missão mostra a importância da união dos estados do Nordeste, que enfrentam desafios semelhantes, e que atuam juntos para avançar nas soluções. Estamos mostrando as potencialidades do Nordeste para o mundo em busca de novas parcerias e novas oportunidades de negócios”, comentou o governador do Ceará, Camilo Santana.

Organizado pelo Medef, o evento ocorreu na sede do Ministério da Economia e Finanças da França. Após a apresentação e conversa com os empresários, os governadores se reuniram com o ministro francês Bruno Le Maire. Além de Paris, o grupo estará em Roma, na quarta-feira, 20, e em Berlim, na quinta, 21, e sexta-feira, 22.

Participam também da missão os governadores Rui Costa (Bahia), Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), João Azevêdo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Wellington Dias (Piauí), assim como o vice-governador Carlos Brandão (Maranhão). O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, não viajou por motivos de saúde e está representado na missão pelo superintendente de Parcerias Público Privadas, Oliveira Junior.

Projeto de extensão do Campus IFRN de Ipanguaçu constrói horta e canteiro medicinal em escola de Angicos

Projeto de extensão do Campus Ipanguaçu constrói horta e canteiro medicinal em escola de Angicos/RNAssim como a Pesquisa, a Extensão é uma das bases do nosso sistema educacional enquanto Instituto Federal e está presente no nosso dia a dia enquanto Campus. A Extensão é um processo educativo, cultural, político, social, científico e tecnológico que promove a interação dialógica e transformadora entre as instituições e a comunidade externa, levando em consideração a territorialidade. 

O Projeto de Extensão Educando para sustentabilidade – Experiência ambiental na Escola Educandário Padre Felix – Angicos/RN teve início em outubro de 2018, com o objetivo de revitalizar um espaço escolar com a construção de um jardim, uma horta e um canteiro medicinal na escola Educandário Padre Felix. A obra possibilitaria aos educandos o conhecimento das formas de preservação ambiental, levando sempre a reflexão da valorização da vida no planeta. A construção do espaço ocorreu de forma sustentável e agroecológica sendo apresentada a comunidade nos dias 07 e 08 de novembro de 2019, durante a Feira de Ciências da referida escola. “Esse tipo de atividade permite ao IFRN expandir o conhecimento gerado ao passo que seus estudantes tem a oportunidade de colocar em prática toda teoria trabalhada nos cursos técnicos e ainda aproxima a comunidade de nossa realidade, abrindo as portas do conhecimento a todos os envolvidos no processo.” afirma a servidora do Campus Ipanguaçu Sara Lira Araújo, Coordenadora do Projeto.

Assecom – IFRN;

%d blogueiros gostam disto: