Bolsonaro nomeia Rogério Marinho como ministro do Desenvolvimento Regional

O presidente Jair Bolsonaro decidiu nomear o ex-deputado federal pelo Rio Grande do Norte Rogério Marinho (PSDB) como ministro do Desenvolvimento Regional.

O ocupante da pasta até agora, Gustavo Canuto, será realocado como presidente da Dataprev, com o desafio de resolver a fila de mais de 1,3 milhão de pedidos de aposentadoria e benefícios em atraso.

A nomeação de Rogério Marinho, que até então ocupava o cargo de secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, já está publicada no Diário Oficial da União. O decreto de Bolsonaro com as mudanças está em uma edição extra nesta quinta-feira (6).

Rogério Marinho vinha sendo defendido por vários setores do governo como articulador político entre o Planalto e o Congresso.

No Desenvolvimento Regional, Marinho terá muitas ferramentas para atuar politicamente. A pasta gastou R$ 16,2 bilhões no ano passado. O ministério é responsável por investimentos em saneamento e habitação, entre outras áreas.

Em nome do governo, Rogério Marinho foi um dos principais condutores da articulação política junto ao Congresso Nacional para aprovação da reforma da Previdência. Quando deputado federal, ele já tinha sido relator da reforma trabalhista, em 2017. A pauta polêmica lhe causou desgaste político, o que atrapalhou sua reeleição. Nas eleições 2018, obteve apenas 59,9 mil votos e, por isso, não conseguiu conquistar novo mandato. Atualmente, ele é 2º suplente.

Filiado ao PSDB, Rogério Marinho foi deputado federal pelo Rio Grande do Norte entre 2007 e 2012, na primeira vez, e entre 2015 e 2018, no segundo momento. Foram três mandatos na Câmara – dois para os quais foi eleito (em 2006 e em 2014) e outro assumido em 2011 após licença do titular.

%d blogueiros gostam disto: