Prazo para declarar o imposto de renda começa nesta quinta-feira (02), veja as nossas dicas e tire suas duvidas

infochpdpict000065374297Chegou a hora de acertar as contas com o Leão. Começa amanhã, dia 2 de março, o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda 2017 (ano-base 2016). O documento precisa ser enviado à Receita Federal por pessoas físicas que obtiveram rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano passado. O Fisco espera receber 28,3 milhões de declarações até o dia 28 de abril.

Este ano, a Receita fez algumas alterações no programa do IR, que pode ser obtido pela internet no endereço http://rfb.gov.br. Uma das mudanças é a atualização automática do programa. Isso significa que, depois de baixado, se a Receita fizer algum ajuste no serviço, o programa vai perguntar ao contribuinte se ele quer fazer a atualização. Antes, isso não era avisado. Além disso, não será mais preciso baixar o programa de transmissão da declaração, conhecido como Receitanet. O contribuinte só precisará fazer um download.

Outra novidade é a recuperação de nomes. Quando o contribuinte colocar o nome e o CPF na declaração, esse dado ficará armazenado para facilitar o preenchimento de outros campos. Também haverá mudanças na tela de identificação. O programa vai passar a pedir, de forma não obrigatória, um número de celular e um e-mail. Segundo a Receita, isso servirá para ampliação do cadastro. O eventual uso dos dados pelo Fisco só poderá ocorrer se houver autorização das pessoas físicas.oriente-se-ir

Acadêmicos do Tatuapé é campeã do carnaval de SP

tatuapeApós o vice-campeonato no Carnaval de São Paulo no ano passado, a Acadêmicos do Tatuapé consegue em 2017 seu primeiro título no Grupo Especial desde sua fundação, em 1952.

Para isso, a agremiação apostou em um enredo sobre a África: “Mãe-África conta a sua história: Do Berço Sagrado da Humanidade à Terra Abençoada do Grande Zimbawe!”. O tema desenvolvido pelo carnavalesco carioca Flávio Campello, que fez sua estreia na escola, mostrou o lado festivo do povo africano, falando sobre fé, religião, cultura e tradição.

Quarta a desfilar na sexta-feira (24), a agremiação da zona leste veio com um desfile coeso e vibrante ao mostrar as cores, as festividades e riquezas do continente africano. A agremiação se valeu de ter um dos melhores sambas da safra e fez paradinhas para o público cantar em coro o refrão: “É de arerê / Ilê, ijexá/ Essa kizomba de um povo feliz/ Eu sou a África / Derramo meu axé/ Canta Tatuapé.”

A azul e branco empolgou o público com “axé” e a diversidade da herança africana, e brilharam no desfile a beleza dos carros alegóricos, um deles soltando incenso, e a riqueza dos adereços e fantasias, que incluíram turbantes, muitas plumas e trajes inspirados em tribos africanas.

Um dos destaques da apresentação, praticamente perfeita do ponto de vista técnico, foi a participação da sambista Leci Brandão, que saiu antes da comissão de frente, como madrinha da escola. A animação dos integrantes também chamou a atenção e ajudou a contagiar o público, que acompanhou várias paradinhas da bateria (ou “paradonas”).

Para dar sorte, a Tatuapé contou com o intérprete Celsinho Mody, considerado um dos melhores da atualidade, a bateria de mestre Higor, a rainha estreante e musa fitness Andrea Capitulino e a musa Sabrina Boing Boing, que prometeu ficar nua caso a escola leve o título e fez sua despedida do Carnaval. A Acadêmicos do Tatuapé foi ainda a única escola do Grupo Especial a ter um rei de bateria, o dançarino Daniel Manzioni.

No RN, número de homicídios neste período de carnaval supera 2016

violenciaO número de assassinatos registrados este ano no Rio Grande do Norte – em uma parcial de casos ocorridos durante o período de carnaval deste ano – já é maior que a quantidade de homicídios registrados em todos os dias de folia do ano passado. Segundo o Observatório da Violência do RN (OBVIO), foram registradas 31 mortes no estado entre as primeiras horas da sexta (24) e a meia-noite desta segunda-feira (27). Ano passado, foram 25 assassinatos. Já em 2015, foram contabilizados 22 homicídios.

Entre as vítimas da violência está o cabo da Polícia Militar Edmilson Nascimento de Oliveira Júnior. Baleado na noite da sexta-feira (24), ele não resistiu ao ferimento e morreu no sábado (25). O PM levou um tiro nas costas durante uma tentativa de assalto em um bar na Av. das Alagoas, no conjunto Pirangi, Zona Sul de Natal.

A assessoria de comunicação da Polícia Militar disse que nenhuma morte ocorreu diretamente em locais de festa e que a PM só vai fazer um balanço ao final do carnaval.

Especialista em segurança pública e um dos coordenadores do OBVIO, Ivênio Hermes diz que considera os números “estarrecedores”, pois se deve considerar que ainda falta toda esta terça-feira e a Quarta-Feira de Cinzas para o término da festa. “Os registros de 2016 e 2015 contabilizam todo o período de carnaval. Já os dados tabulados até o momento são apenas uma parcial”, ressaltou.

“Se a gente comparar com os 2.700 policiais que foram disponibilizados para a Operação Carnaval, podemos perceber quão mal distribuído é esse efetivo. Pergunto-me se eles (policiais militares) tiveram acesso à mancha criminal ou se foram apenas colocados em locais de visibilidade, pois os números parecem muito alto para a quantidade de agentes. Estrategicamente falando, 2.700 policiais significam 675 por dia. E isso se for obedecida uma escala humanizada”, comentou Hermes.

Ainda segundo o especialista, “30 dos 31 casos acima foram cometidos usando arma de fogo. O mapeamento prognóstico não tem sido utilizado para retirada de armas de fogo de circulação. As apreensões de armas de fogo têm sido aleatórias e fortuitas”, criticou.

Ainda de acordo com os dados do Observatório, a maioria dos assassinatos registrados no período de carnaval deste ano aconteceu na capital. Foram 12 até o momento. Veja a tabela completa:

Natal: 12
Mossoró: 4
Parnamirim: 4
Ceará-Mirim: 2
São Gonçalo do Amarante: 2
Arez: 1
Extremoz: 1
Grossos: 1
Macau: 1
Martins: 1
Santa Cruz: 1
Tangará: 1

%d blogueiros gostam disto: