Em sessão tumultuada, senado aprova em 1º turno a PEC do teto de gastos por 61 votos a 14

byj2d3peb624vrqh174045t37O plenário do Senado concluiu no início da madrugada desta quarta-feira (30) a votação, em primeiro turno, da Proposta de Emenda à Constituição 55, que estabelece um limite para os gastos públicos pelos próximos 20 anos. A PEC ainda precisa ser analisada em segundo turno, previsto para 13 de dezembro.

O texto-base da proposta já havia sido aprovado na noite desta terça (29), mas, para concluir a votação, os senadores precisavam analisar três destaques (sugestões de alteração ao texto), que acabaram todos rejeitados. Um deles, por exemplo, excluía os investimentos em saúde e em educação do teto.

Por se tratar de uma proposta de mudança na Constituição, a proposta, para ir a segundo turno, precisava ser aprovada por pelo menos três quintos dos parlamentares (49 dos 81) e recebeu 61 votos (14 senadores foram contra) – saiba como cada senador votou.

Concluída a análise em primeiro turno, a PEC deverá ser analisada em segundo turno no próximo dia 13 de dezembro – no qual também precisará do apoio de, ao menos, 49 senadores.

Durante a sessão desta terça, a medida foi criticada por senadores que fazem oposição ao Palácio do Planalto. Os oposicionistas chamaram o texto de “PEC da maldade” porque, na visão deles, a proposta vai “congelar” os investimentos em saúde e educação.

Inicialmente, somente os líderes partidários encaminhariam os votos, mas o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), deixou que todos os senadores inscritos pudessem discursar na fase de encaminhamento.

Embora tenha sido aprovada por 61 votos a 14, a PEC recebeu menos votos que o previsto pelo líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR), que previa até 65 votos favoráveis à proposta.

Regras
A proposta estabelece que, nas próximas duas décadas, as despesas da União (Executivo, Legislativo e Judiciário e seus órgãos) só poderão crescer conforme a inflação do ano anterior.

Já para o ano de 2017, o texto institui que o teto de gastos corresponderá à despesa primária – que não leva em consideração os juros da dívida pública –, corrigida em 7,2%.

Nos demais anos de vigência da medida, o teto corresponderá ao limite do ano anterior corrigido pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Pelo texto da PEC, se um poder ou órgão desrespeitar o limite de gastos sofrerá, no ano seguinte, algumas sanções, como ficar proibido de fazer concursos ou conceder reajustes.

O texto permite, por exemplo, que um poder extrapole o teto. No entanto, nessa hipótese, será necessária a compensação do gasto excedente por outro poder.

Inicialmente, os investimentos em saúde e em educação entrariam no teto já em 2017, mas, diante da repercussão negativa da medida e da pressão de parlamentares da base, o governo concordou que essas duas áreas só se enquadrarão nas regras a partir de 2018.

Ficam de fora do alcance da proposta as transferências constitucionais a estados e municípios, além do Distrito Federal, os créditos extraordinários, as complementações do Fundeb, gastos da Justiça Eleitoral com eleições, e as despesas de capitalização de estatais não dependentes.

A PEC permite que, a partir do décimo ano de vigência do teto, o presidente da República envie um projeto de lei para mudar a forma de correção do limite.

Tentativas de mudanças
Contrários ao texto, senadores da oposição apresentaram emendas (sugestões de alteração) à proposta para que a população fosse consultada para a PEC passar a valer. Eles também queriam que o pagamento dos juros da dívida pública também respeitasse limites.

A oposição também tentou retirar do teto os investimentos nas áreas de saúde e educação, mas, em menor número, não conseguiu promover mudanças na proposta. Todas emendas foram rejeitadas.

Governistas trabalharam para derrubar quaisquer tentativas de alterações ao texto, pois eventuais modificações forçariam o reexame da PEC pela Câmara. O Planalto quer o texto promulgado pelo Congresso ainda neste ano.

Lados opostos
Relator da proposta, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), defende em seu parecer que, sem a imposição do teto, a dívida da União entrará em uma trajetória insustentável.

“O resultado final [sem o limite de despesas] é uma forte aceleração da inflação ou moratória, com consequências sobre o crescimento e a economia”, diz.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), por sua vez, critica a previsão de a proposta vigorar por 20 anos. “É um arrocho por muito tempo”, argumenta.

Sessão tumultuada
Antes do início da análise da PEC, Renan Calheiros suspendeu a sessão por cinco minutos para que dois manifestantes fossem retirados do plenário.

Aos gritos, Gláucia Moreli, que disse ser presidente da Confederação das Mulheres do Brasil, protestou contra o texto.

Ela foi retirada por seguranças, mas recebeu apoio de parlamentares petistas, como Lindbergh Farias (RJ), Regina Sousa (PI) e Paulo Paim (RS).

“Nós queremos as verbas da saúde, da educação, o orçamento da União ano passado foi destinado a banqueiros e só 5% para a saúde. Como vai ficar quem precisa de saúde e educação públicas? Ainda mais agora com 13 milhões de desempregados”, disse Gláucia a jornalistas após ser retirada do plenário.

Do lado de fora, manifestantes contrários à PEC entraram em confronto com a Polícia Militar. Enquanto isso, Eunício Oliveira (PMDB-CE), relator da proposta, lia seu parecer favorável à aprovação do texto.

Ao longo da sessão, vários senadores da oposição pediram a Renan que liberasse o acesso às galerias do Senado. Eles queriam que representantes de movimentos sociais pudessem acompanhar a votação.

No entanto, Renan manteve as galerias fechadas ao público, alegando que a presença dos manifestantes poderia provocar tumultos no plenário.

FPM será creditado nesta quarta; valor do terceiro decêndio é de R$ 1,78 bilhão

projeto

Será creditado nesta quarta-feira (30), nas contas das prefeituras municipais brasileiras, o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao terceiro decêndio do mês de novembro.

O valor referente ao FPM a ser transferido será de R$ 1.777.014.308,05, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Em valores brutos, isto é, incluindo a retenção do Fundeb, o montante é de R$ 2.221.267.885,06.

Comparando somente o valor do terceiro decêndio do mesmo com o mesmo mês do ano anterior, 2015, o presente decêndio teve um crescimento de 8,68% em termos nominais, ou seja, desconsiderados os efeitos da inflação”, assinala informação veiculada pelo siteda Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Quanto ao valor real dos repasses, levando em conta as consequências da inflação, o decêndio apresenta um pequeno crescimento de 1,76%”, completa a notícia.

Governo do Estado inicia folha de pagamento dos servidores nesta quarta-feira (30)

images-1O Governo do Estado do RN iniciou o pagamento da folha de novembro pelos servidores dos órgãos da Administração Indireta que possuem recursos próprios e, nesta quarta-feira (30), recebem os servidores ativos da Educação.

Os 24.099 servidores dos dois grupos vão receber um volume de recursos que soma R$ 49,6 milhões, detalha informação da assessoria de imprensa do Governo do Estado, em Natal.

O calendário de pagamento do restante da folha de novembro será anunciado em breve, a partir da disponibilidade de caixa.

Jogador potiguar está entre as vitimas da tragedia com avião da chapecoense

27042654322_6de175ec68_oA família do volante Gil, jogador potiguar que defendia a Chapecoense, está em estado de choque. Poucas horas após o trágico acidente com o avião que transportava a delegação brasileira para Medellín, na Colômbia, ocorrido na madrugada desta terça-feira, o clima é de luto permanente. O pai e a mãe do jogador estavam sob forte medicação e em repouso em casa, na cidade de Nova Cruz, a 93 km de Natal. Um dos irmãos do jogador, Weskley Clemente, contou que Gil telefonou para a família no último domingo e conversou com o pai. Emocionado, disse que todos na residência estão em estado de choque com a morte do volante de 29 anos.

José Gildeixon Clemente de Paiva tinha 29 anos e começou a carreira em 2006, no Mogi Mirim. O volante acumulou passagens pelo Guaratinguetá, Vitória, Santo André, Ponte Preta, Coritiba e estava na Chapecoense desde 2015. Conquistou dois títulos estaduais: em 2013, o Paranense pelo Coritiba; e e esse ano, o Catarinense, pela Chapecoense.

– Ele estava muito confiante e muito feliz. Ele estava muito feliz, tanto profissionalmente quanto com a sua família. Estava muito feliz, estava em um momento muito bom – contou o irmão.

Pai de duas meninas – Gabriela, de cinco anos, e Lívia, de três -, Gil estava em Chapecó há dois anos. Ao lado da mulher, morava próximo ao clube e, segundo o irmão Eskley Clemente, estava muito bem na cidade catarinense. A família aguarda a liberação dos corpos para tratar sobre o velório, mas ainda não foi decidido o local do enterro do jogador.

– Ele estava morando em Chapecó com a mulher e as duas filhas, Gabriela, de cinco anos, e Lívia, de três. Deixou essas duas filhas. Elas estão arrasadas, destruídas. Quando eu falei com a minha cunhada, minha sobrinha de três anos estava acompanhando, só que não entende. A de cinco anos, a Gabriela, estava dormindo e não sabia de nada ainda. Elas são muito apegadas a ele. Muito, muito, muito mesmo – concluiu.

 

Nosso blog traz em primeira mão imagens da tragedia do avião com jogadores da Chapecoense e jornalistas

O Departamento de Aviação Civil da Colômbia acaba de divulgar uma nota oficial dando um balanço sobre as operações no local em que caiu o avião da Chapecoense. De acordo com o órgão, o saldo oficial da tragédia é de 75 mortos e seis sobreviventes, que estão sendo atendidos em hospitais.

Já foram encontrados 72 corpos, sendo 70% deles na fuselagem e 30% espalhados pelo terreno, onde estavam os seis sobreviventes. Os corpos recuperados estão sendo levados para a base da Força Aérea em Medellín, antes de serem levados ao Instituto Médico Legal da região.

O trabalho de busca pelos corpos conta com 150 pessoas, lideradas pela Aeronáutica Civil e a Força Aérea Colombiana, além de organismos de socorro. A caixa preta da aeronave ainda está sendo buscada, segundo a nota oficial.

O nosso Blog traz em primeira mão fotos inéditas do local onde aconteceu o terrível acidente aéreo onde podemos ver o trabalho das autoridades policiais colombianas e já com o apoio de bombeiros e policiais brasileiros no resgate das vitimas fatais e dos sobreviventes.000_ik49t-768x432

15196005_1421344484584299_535732974392093350_o

Rescuers carry one of the survivors from the LAMIA airlines charter plane carrying members of the Chapecoense Real football team that crashed in the mountains of Cerro Gordo, municipality of La Union, on November 29, 2016. A charter plane carrying the Chapocoense Real football team crashed in the mountains in Colombia late Monday, killing as many as 75 people, officials said. / AFP PHOTO / Raul ARBOLEDA

636160077077883739w

1480426176-65bd44114781b781e2caa8c95987bfc9_large

aviao

acidente

alan-luciano-ruschel

aviao-acidente15

aviao-acidente10

Rescue and forensic teams recover the bodies of victims of the LAMIA airlines charter that crashed in the mountains of Cerro Gordo, municipality of La Union, Colombia, on November 29, 2016 carrying members of the Brazilian football team Chapecoense Real. A charter plane carrying the Brazilian football team crashed in the mountains in Colombia late Monday, killing as many as 75 people, officials said. / AFP PHOTO / STR / Raul ARBOLEDA

aviao-acidente14

Rescue and forensic teams recover the bodies of victims of the LAMIA airlines charter that crashed in the mountains of Cerro Gordo, municipality of La Union, Colombia, on November 29, 2016 carrying members of the Brazilian football team Chapecoense Real. A charter plane carrying the Brazilian football team crashed in the mountains in Colombia late Monday, killing as many as 75 people, officials said. / AFP PHOTO / STR / Raul ARBOLEDA

Tragedia no futebol brasileiro: Queda de avião da Chapecoense mata 76 e deixa cinco sobreviventes na Colômbia, diz agência

frame_00-00-07-813

A queda do avião da Chapecoense nesta terça-feira (29) em Medellin, na Colômbia, deixou 76 pessoas mortas e cinco feridas, de acordo com informações da Agência Reuters. As informações são preliminares e foram repassadas pela polícia colombiana. 

O avião em que embarcou a delegação da Chapecoense com destino à Colômbia fez um pouso forçado na região de Antioquia, naquele país, na madrugada. Segundo controladores de voo colombianos, a causa do acidente seria uma série de problemas elétricos.

A delegação da equipe estava a caminho do aeroporto José Maria Córdova, em Medellín, onde a equipe catarinense enfrentaria o Atlético Nacional pela final da Copa Sul-Americana deste ano.

A aeronave partiu de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, sob o número de identificação CP2933. A equipe fez escala no país depois de ter deixado São Paulo por volta das 15h35, horário local.

O avião transportava 81 passageiros, sendo 48 membros da Chapecoense, 21 jornalistas, três convidados, além de nove tripulantes.

A conta oficial do Aeroporto José María Córdova no Twitter confirmou um chamado de emergência do avião que decolou de São Paulo e informou que a operação de resgate está sendo realizada apenas por terra devido as condições climáticas no local.

Segundo informações da rádio Caracol, sobreviventes já estão sendo retirados do local do acidente e levados para o hospital de La Ceja, a cerca de uma hora de Medellín.

Entre os nomes confirmados de sobreviventes, os primeiros foram o defensor Alan Ruschel, o goleiro titular Danilo e o goleiro reserva Jackson.

Através da conta oficial do torneio no Twitter, a Conmebol confirmou que a partida de ida da final do torneio está adiada indefinidamente.

A defesa civil colombiana divulgou as primeiras imagens do acidente com o avião que levava a delegação da Chapecoense. 

A aeronave se chocou com o solo em uma região montanhosa, apontam relatos, nesta terça-feira (29) pouco após a meia-noite no horário local.chapeco

É lei: Primeira parte do 13º salário deve ser paga até dia 30

decimoA Secretaria da Receita Federal lembrou que a próxima quarta-feira (30) é o último dia para o empregador realizar o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário do trabalhador doméstico, conforme determina a lei 4.749.

De acordo com o órgão, empregador deverá informar o valor pago da primeira parcela do décimo terceiro salário no eSocial, conforme instruções contidas na folha de pagamento, e realizar o pagamento do DAE (documento de arrecadação) até dia 7 de dezembro.

“Para incluir o adiantamento do décimo terceiro salário no pagamento do mês, o empregador deverá acessar a folha de pagamento, clicar sobre o nome do trabalhador, adicionar a rubrica ‘eSocial1800 – 13º salário – Adiantamento’ e informar o valor que foi adiantado ao empregado”, acrescentou o Fisco.

Ao ser incluída a rubrica, o eSocial emitirá separadamente o recibo do décimo terceiro salário, além do recibo do salário do mês de novembro, explicou o órgão.

Para a emissão da guia unificada, o empregador deve acessar a página do eSocial na internet.

Canais de Atendimento

Os empregadores domésticos têm a sua disposição, além do pagamento em guichê de caixa bancário, vários canais alternativos oferecidos pela rede bancária, como lotéricas, internet banking e canais eletrônicos de autoatendimento, para realizar o pagamento do DAE.

De acordo com a Receita Federal, os canais alternativos oferecidos pela rede bancária devem ser priorizados, pela simplicidade e facilidade na sua utilização.

Datas importantes

>> 30/11/2016: Data limite para pagamento da 1ª parcela do 13º salário ao trabalhador;
>> 07/12/2016: Data limite para pagamento do DAE associado à competência novembro e à primeira parcela do 13º salário/2016;
>> 20/12/2016: Data limite para pagamento da 2ª parcela do 13º ao trabalhador;
>> 06/01/2017: Data limite para pagamento do DAE associado à competência dezembro/2016 e aos encargos associados ao 13º salário.

PIB do RN tem crescimento abaixo da média nacional entre 2002 e 2014

petroleo1O Produto Interno Bruto (PIB) do Rio Grande do Norte cresceu abaixo da média do Brasil entre os anos de 2002 e 2014. É o que aponta a pesquisa Contas Regionais 2014, que é elaborada pelo IBGE em conjunto com os órgãos estaduais de estatística, divulgada nesta segunda-feira (28). Nesse período, o PIB potiguar cresceu 43,2%, o que representa um aumento médio de 3% ao ano. A média nacional de crescimento no mesmo recorte foi de 50,7%. Além do RN, apenas Alagoas teve crescimento do PIB abaixo da média brasileira: 49,9%.

Em 2014, O PIB do Rio Grande do Norte alcançou R$ 54.023 milhões. Esse número é 1,6% superior em relação a 2013. O PIB potiguar representa 0,9% do PIB brasileiro.

Segundo a pesquisa do PIB, do valor adicionado de R$ 48.235 milhões, o setor agropecuário participa com 3,2%, o mesmo percentual observado em 2013. Na agricultura ocorreu crescimento na produção de mandioca e cana-de-açúcar (lavoura temporária) e banana (lavoura permanente). De acordo com o IBGE, a pecuária obteve um “pequeno” crescimento na criação de bovinos e de aves.

O setor industrial participa com 21,9% do valor adicionado, inferior a 2013 (23,4%). A queda na participação deve-se a retração na indústria extrativa mineral (petróleo), na indústria de transformação (refino de petróleo) e na indústria da construção civil (desaceleração na construção de obras públicas).

Em nota, o IBGE diz que a geração e distribuição de eletricidade e gás, água, esgoto e gestão de resíduos teve desempenho positivo, principalmente, pelo bom desempenho da atividade voltada para a geração de energia eólica.

O setor de serviços representa 74,9% do valor adicionado da economia estadual, superior a participação observada em 2013 (73,4%), em decorrência do bom desempenho do comércio, e em especial do comércio atacadista e varejista. Excetuando-se a administração pública, o Comércio é a principal atividade econômica do Estado.

Prefeitos do RN vão a Brasília para garantir recursos da repatriação

projeto

Uma comitiva de prefeitos do RN irá a Brasília nesta semana para discutir a garantia dos recursos de multas e juros da repatriação para os municípios.

A mobilização é organizada pela Federação dos Municípios do RN (Femurn), e foi definida em uma reunião de prefeitos realizada na última quinta-feira (24), esclarece informação da assessoria de imprensa da entidade, em Natal.

A Federação tenta, junto a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), um encontro com o presidente da República, Michel Temer (PMDB), para discutir a garantia dos repasses.

Recentemente, o presidente da Femurn e prefeito de Assú, Ivan Lopes Júnior (PROS), anunciou que a Federação entraria na justiça para garantir os repasses de juros e multas da repatriação para os municípios potiguares.

Mas na última quarta-feira (23), acrescenta o órgão de comunicação da Federação, o Senado Federal aprovou projeto que abre nova janela para a regularização de recursos mantidos ilegalmente no exterior, e os parlamentares exigiram a inclusão no texto da repartição da divisão dos recursos obtidos como multa com estados e municípios.

A União entregará 46% do montante da arrecadação da multa aos entes.

Com a ida a Brasília, os gestores pretendem expor as dificuldades que a queda de repasses tem causado aos municípios.

Além do presidente da Femurn e prefeito de Assú, participaram da reunião os prefeitos dos municípios de Carnaubais, São Paulo do Potengi, Arêz, Jucurutu e Pilões, e a assessoria jurídica da Federação.

Reitor assina moção contra PEC 55 em negociação com alunos que ocupam Campus de Assú

img_0640O reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Pedro Fernandes, assinou na tarde deste sábado, 26, moção de repúdio à Proposta de Emenda à Constituição – PEC 55/2016, que limita os gastos públicos em Saúde e Educação.

A moção foi entregue aos estudantes que ocupam desde o dia 10 deste mês, o Campus Avançado Prefeito Walter de Sá Leitão, de Assú, como um dos pontos da pauta de reivindicação do movimento.

Leia na íntegra: Clique aqui.

Fé e devoção: Procissão e Missa encerram festa de Nossa Senhora das Graças, Padroeira do Bairro Alto da Alegria em Angicos

dscn9512

dscn9500Um misto de fé e devoção marcou o desfecho na tarde/noite deste domingo, dia 27 de  novembro das festividades alusivas a Nossa Senhora das Graças,  padroeira católica do Bairro Alto da Alegria em Angicos.

As festividades que tiveram inicio no último dia 17, perdurou durante dez noites com celebrações eucarísticas e quermesses.

Na tarde deste domingo (27) por volta das 16 horas houve a procissão pelas principais pontos do bairro com a imagem da santa padroeira católica onde os devotos do Bairro Alto da Alegria e de outros pontos da cidade puderam render louvores a Nossa Senhora das Graças (Mãe de Jesus Cristo)dscn9498

dscn9510

dscn9508

dscn9503

dscn9494

dscn9507A festa religiosa teve seu desfecho com a celebração solene da santa missa que foi celebrada logo após a procissão no pátio da capela de Nossa Senhora das Graças no Bairro Alto da Alegria. Toda a celebração foi presidida pelo Pároco de São José dos Angicos Padre Severino da Silva Neto.    dscn9513

dscn9515

dscn9517

dscn9524

dscn9516

dscn9520

dscn9523

É enea! Palmeiras vence a Chapecoense e conquista o Campeonato Brasileiro de 2016

a335ENEACAMPEÃO

A palavrinha pode ser feia, mas a conquista foi linda! Com a vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense na arena, neste domingo, o Palmeiras garantiu o seu nono título brasileiro.

Na lista oficial da CBF, é o clube que mais conquistou a competição nacional – agora com um a mais que o Santos, o único que poderia estragar a festa alviverde nesta 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas perdeu por 2 a 0 para o Flamengo, novo vice-líder, no Maracanã.

Faltando um rodada para o fim, o Verdão chegou à 23ª vitória (o que mais venceu), além de oito empates e seis derrotas (o que menos perdeu). São 77 pontos, sete de vantagem para o segundo colocado. É o time que mais fez gols (60) e menos tomou (31). Inquestionável!

Em Natal, órgãos elegem ações contra corrupção e lavagem de dinheiro

enclaComeça nesta segunda-feira (28), em Natal, a 14ª Reunião Plenária da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla). Cerca de 150 representantes, de quase 80 órgãos públicos e entidades da sociedade civil, participam do evento para avaliar os resultados das ações de 2016 (veja AQUI) e eleger as ações de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro que serão desenvolvidas ao longo de 2017.

O encontro é organizado pelo Ministério da Justiça e Cidadania, em parceria com o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte.

Instituída pelo Ministério da Justiça e Cidadania, em 2003, a Enccla é formada por mais de 60 órgãos dos três poderes da República, Ministérios Públicos e da sociedade civil que atuam direta ou indiretamente na prevenção e combate à corrupção e à lavagem de dinheiro.

Serviço
14ª Reunião Plenária da Enccla
Data: de 28 de novembro a 2 de dezembro
Local: Holiday Inn Natal Hotel – Av. Sen. Salgado Filho, 1906, Lagoa Nova – Natal

Em encontro com Reitor, Prefeito eleito da cidade de Angicos busca parceria com a UERN

pedro_prefeito_angicosO reitor Pedro Fernandes recebeu na manhã desta quinta-feira, 24, a visita do prefeito eleito de Angicos, Deusdete Gomes de Barros. Ele veio manifestar interesse em firmar parceria com a UERN na nova administração que começa em 1 de janeiro de 2017. “Nosso propósito é aproximar o município das instituições superiores para fortalecer a educação básica”, pontuou o prefeito.

Lembrando que a UERN é a única instituição pública a formar professores no interior do Estado, o reitor Pedro Fernandes disse que a Universidade está à disposição dos municípios para contribuir com o ensino básico e outras áreas. E destacou a competência e capilaridade da Instituição que também presta serviço significativo, além da formação de recursos humanos, como agente de desenvolvimento regional.

Durante a conversa com o reitor, o prefeito lembrou que educação foi um tema que sempre despertou o interesse de sua família. “Meu pai era um agricultor que não sabia ler e nem escrever, mas sempre foi comprometido com o combate ao analfabetismo, até bem antes do Método de Alfabetização de adultos desenvolvido pelo educador Paulo Freire, implantado no município de Angicos, que deu origem à campanha “Pé no Chão também se aprende a ler”, na gestão Djalma Maranhão, prefeito de Natal.

Ele contou que o pai Zé Gomes comprou um galpão e fez parceria com o Governo do Estado, em 1960. A primeira professora foi uma irmã que alfabetizou os 13 irmãos e a meninada do município. “Essas raízes estimulam a desenvolver um bom trabalho na rede municipal de ensino e vejo a UERN como uma parceria fundamental”, completou o prefeito.

Fonte: Portal www.uern.br 

Contas de campanha da Prefeita eleita de Fernando Pedrosa e de seu Vice são aprovadas pelo TRE – RN

15181594_1323096107710913_4742269956419013610_n15181628_1323096091044248_4272609717692836609_nAs contas de campanha da Prefeita eleita da vizinha cidade Fernando Pedrosa a Senhora Sandra Jaqueline Jota Ribeiro e de seu Vice João Maria Braga foram aprovadas sem ressalvas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE – RN) e foi posto ao conhecimento dos interessados através do mural eletrônico  da justiça eleitoral potiguar através de publicação que vem chancelada pelo Meritíssimo Juiz Eleitoral da 18ª Zona Eleitoral com sede na cidade de Angicos e que responde, por conseguinte pela cidade de Fernando Pedrosa o Doutor Ederson Solano Batista de Morais.   

A publicação é datada do dia 24 de Novembro de 2016. Agora com as contas de campanha aprovadas pelo TRE – RN “Sandra de Gon” junto ao seu vice-prefeito “João de Xota” como ficou conhecida à chapa vencedora das eleições Pedrosenses durante o período eleitoral dá um importante passo para ser diplomada no dia 13 de dezembro, data marcada pela 18ª Zona Eleitoral, e em seguida empossados como Prefeita e vice-prefeito da cidade de Fernando Pedrosa no próximo dia 1º de Janeiro de 2017.  

Ação democrática: Primeiro encontro da equipe de transição de gestão em Angicos é realizado com a presença do atual Prefeito Junior Batista

O nosso blog presenciou na manhã desta sexta feira, dia 25 de novembro o primeiro encontro das equipes de transição da atual gestão do Prefeito Junior Batista com os membros da futura gestão do Prefeito eleito Deusdete Gomes.

Referimo-nos na manchete como uma ação democrática, pois, é assim que vislumbramos tal atitude por parte de ambas as parte e principalmente da atual gestão que, pensando no bem dos angicanos está abrindo as portas e mostrando os caminhos para que a futura gestão municipal não inicie “as escuras”.  

O Prefeito Junior Batista fez questão de estar presente neste primeiro encontro e deu às boas vindas à equipe de transição da futura gestão municipal e foi retrucado com a mesma cordialidade pelo Ex Vereador João Maria Pinheiro que é membro da equipe da futura gestão do Prefeito eleito Deusdete Gomes.

a7efa820-84e0-4267-91f5-4bea55e16462

c965c596-013f-4ae0-96e9-f500869f3f65

21d1d8df-32bd-4a49-8d37-8966eca091d5Nesta reunião foi feita a leitura das normas que regem o trabalho das equipes de transição que terá como coordenadora por parte da atual gestão municipal a Secretária Municipal de Administração Maria Ivonete.

Outros encontros ainda acontecerão e o nosso blog de forma democrática irá sempre que possível for acompanhar este período de transição das gestões atual para que se irá se iniciar no dia 1º de janeiro de 2017 com o pensamento não de fazer sensacionalismo ou bajulação, mais o de informar aos leitores angicanos, pois, esse deve ser o verdadeiro papel da imprensa séria.  

dscn9327

dscn9322

dscn9323

Entidades sindicais em Angicos realizaram mais uma parada de protesto contra PEC 55

83176136-17ea-422f-8ce4-4d257be0d764O nosso Blog mais uma vez esteve presente ao dia de parada de protesto dos trabalhadores coordenado pelas entidades sindicais de grade expressão em Angicos que ocorreu nesta sexta feira, dia 25 de novembro.

 O evento paredista teve por objetivo protestar contra atos do Governo Michel Temer (PMDB). Juntos, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindspan), o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Angicos (STTR), a Regional Central Cabugi do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte (Sinte – RN) e a Associação dos Docentes da Universidade Federal Rural do Semiárido (Adufersa), Campus de Angicos realizaram mais um ato de mobilização e protestos contra a implementação da Proposta de Emenda a Constituição (PEC) 55 que tem entre os seus objetivos mais sujos do governo federal o congelamento de salários e de investimentos em saúde, educação, segurança pública, habitação, entre outros investimentos primários pelo prazo de 20 anos.     

O evento teve sua concentração em frente ao Banco do Brasil em Angicos a partir das 8 e 30 horas da manhã desta sexta feira, dia 25 de Novembro onde diversos lideres sindicais do nosso município e advindos de outras cidades da região fizeram uso da palavra demonstrando sua total insatisfação com a possível e eminente aprovação da PEC 55 ou PEC do teto de gastos como está sendo chamada.33b3a865-6dbe-4d9e-931b-5adaab39eb37

a5cd47f4-d91f-4ac7-9ffe-beada5d9e729

ed19030a-3df6-4b7f-8f1d-73e95debd3b0

6381d13a-6477-4194-96c3-55ba41608d35Logo em seguida os manifestantes partiram em caminhada pacifica até em frente à Escola Estadual Professor Francisco Veras acompanhados da Fanfarra da escola que participou da movimentação. Lá as lideranças sindicais de Angicos responsáveis pelo movimento, entre eles, o Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Angicos Francisco Batista Mariano agradeceram a presença de diversas categorias de funcionários públicos de Angicos das esferas municipal, federal e estadual.aef8c119-8ae6-4ad1-bec1-5a739bbbf820

43a099ff-e090-41c2-95b2-713c2568df19

dsc_23751

Internacional: Morre aos 90 anos o lider cubano Fidel Castro

fidel

Morreu na noite desta sexta-feira (25), aos 90 anos, o comandante Fidel Castro, líder da Revolução Cubana. Foi um dos mais carismáticos e polêmicos líderes políticos mundiais, que, em 1959, liderou, ao lado de Che Guevara, a conquista do poder em Havana, a partir da Sierra Maestra, inspirando jovens do mundo todo, com os ideais revolucionários.

“O comandante chefe da revolução cubana morreu às 22h29 desta noite [de sexta-feira, 3h29 de sábado]”, anunciou Raúl Castro, que sucedeu ao irmão em 2006. O corpo de Fidel será cremado, “atendendo à sua vontade expressa”, anunciou Raúl Castro, e os pormenores sobre o funeral serão dados mais tarde.

Bandeira tarifária volta a ficar verde em dezembro, sem custo extra de energia

guamarenews_cosernA bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz em dezembro será a verde, o que significa que não haverá cobranças extras para o consumidor. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o que determinou a volta da bandeira para o patamar verde foi a condição hidrológica mais favorável, o que permitiu o desligamento das usinas térmicas mais caras.

No mês passado, a bandeira adotada foi a amarela, por causa da falta de chuvas, o que fez com que fossem acionadas termelétricas com custo mais alto, para garantir o suprimento de energia para o país.

Desde que foi implementado o sistema de bandeiras tarifárias, em janeiro de 2015, até fevereiro deste ano, a bandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh. Em março, passou para amarela, com custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh, e de abril a outubro ficou verde, sem cobrança extra. No mês passado, a bandeira passou para a cor amarela novamente.

Bandeira tarifária

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a energia de hidrelétricas. A cor da bandeira que é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade. Por exemplo, quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no pais.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de cobrar um valor que já era incluído na conta de energia, por meio do reajuste tarifário anual das distribuidoras. A agência considera que a bandeira torna a conta de luz mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente.